Marrocos ou América do Norte: Fifa divulga candidatos para sediar Copa do Mundo de 2026

Na última segunda-feira (26), a Fifa divulgou as duas candidaturas que estarão na disputa pela realização da Copa do Mundo de 2026. O resultado será divulgado no dia 13 de junho, um dia antes do primeiro jogo do Mundial da Rússia. As duas propostas são de Marrocos e um candidatura conjunta, que juntou os três países norte-americanos: EUA, México e Canadá.

Depois das suspeitas sobre compra de votos nas decisões que premiaram Rússia e Catar, como países sedes nos próximos dois Mundiais, a federação alterou a forma como irá eleger uma das candidaturas. Agora, todos os 211 países com seleções registradas na Fifa terão direito ao voto, que só acontecerá caso um comitê, formado por cinco membros, não invalidar nenhuma das duas propostas após passarem por avaliações.

"Me ocupo da avaliação de candidaturas há mais de 20 anos, em diferentes cargos, e desafio qualquer um a encontrar uma organização que realize um processo mais objetivo, transparente e justo", disse Gianni Infantino, presidente da Fifa, em comunicado divulgado no site da federação.

Nos documentos divulgados, foi possível ter noção dos planos de cada uma das candidaturas, o Marrocos espera ter doze estádios para o Mundial, enquanto os norte-americanos trabalham para disponibilizar dezesseis cidades-sedes, número que seria dividido entre os três países que compõe a proposta.

Essa será a quinta tentativa marroquina de sediar uma Copa do Mundo, antes disso, em 1994, 1998, 2006 e 2010, o país teve suas investidas frustradas. Caso seja escolhida dessa vez, será a segunda oportunidade de um país africano sediar o Mundial, no único caso, em 2010, a África do Sul realizou a organização do evento.

Do outro lado, os países da América do Norte tiveram três vezes a chance de sediar Mundiais, primeiro com o México, em 1970 e 1986, quando precisou substituir a Colômbia, que sofria com problemas econômicos e teve o direito de realizar o evento repassado aos mexicanos. Em 1994, foi a vez dos EUA receber o evento, na edição que a Copa do Mundo teve sua maior média de público na história, superando a marca de 68 mil pessoas por jogo.

Em 2026, a Copa do Mundo terá sua edição com o maior número de seleções envolvidas, será a primeira vez que 48 países terão o direito de disputar o torneio, tornando a competição mais democrática do que nunca. O formato inicial já está definido, com o Mundial iniciando com dezesseis grupos, formados por três seleções e com apenas uma delas avançando para a fase seguinte.

VAVEL Logo