Ao comando de Hakim Ziyech, Marrocos quer fazer história na Copa do Mundo

Na última convocação antes da Copa do Mundo, o Marrocos se saiu bem e conseguiu vencer seus dois amistosos, superando Sérvia (2 a 1) e Uzbequistão (2 a 0). Na primeira partida, quando teve um time mais próximo do titular, o principal jogador da equipe foi Hakim Ziyech, do Ajax, que têm seduzido o interesse de grandes potências da Europa, e pode pintar num grande centro, logo depois do Mundial.

Na escalação inicial, Hervé Renard optou por um 4-2-3-1, com Amrabat, Belhanda e Ziyech formando a linha de três atrás de Boutaïb. Diferente dos últimos jogos pelo Ajax, Hakim iniciou a partida pelo lado esquerdo, posicionamento que pouco durou, já que o jogador não vinha bem e foi orientado a fazer uma inversão com Amrabat.

A partir dessa alteração, o camisa sete passou a se sentir mais à vontade, e partindo da direita criou as duas jogadas que resultariam nos gols da seleção marroquina. No primeiro tento, recebeu próximo ao meio-campo, tabelou com Belhanda, e com liberdade achou Amrabat, que seria desequilibrado por Maksimovic, resultando na marcação da penalidade. Na cobrança, Hakim bateu rasteiro e abriu o placar.

Pouco depois, a Sérvia voltou a colocar igualdade no marcador, algo que durou apenas três minutos, graças a outro lance com participação de Ziyech. O meia-atacante recebeu de Belhanda, e com a canhota alçou a bola da área, ela encontraria Boutaïb, livre, que cabeceou firme para marcar o segundo gol dos Leões do Atlas.

No segundo tempo, o jogador teve poucas oportunidades, visto que a marcação foi intensificada após o seu brilho na primeira etapa, com isso Renard ainda voltou a deslocá-lo para a esquerda, nos últimos dez minutos antes de ser substituído, mas pouco pôde fazer.

Ao longo da partida, uma característica ficou visível, Hakim muitas vezes recua para a defesa, ainda no início das jogadas, para, junto com Boussoufa, qualificar a saída de bola marroquina, que por vezes explorou lançamentos buscando Amrabat e Ziyech, causando muitas perdas de posse.

Outra qualidade do camisa sete está na bola parada, pelo Ajax costuma fazer gols de falta e assistir seus companheiros em bolas aéreas. Diante da Sérvia, no segundo tempo, o jogador armou as melhores chances marroquinas em escanteios. Dessa forma, o jogador tem mais um atributo que pode ser importante para que o Marrocos vá longe no Mundial.

Na Copa do Mundo, a seleção marroquina estará no Grupo B, junto com Espanha, Portugal e Irã, que será o adversário dos Leões do Atlas na estreia do torneio. Antes disso, o Marrocos deve realizar dois amistosos em junho, contra Eslováquia (04/06) e Estônia (09/06), na Suíça; os jogos ainda precisam ser confirmados.

VAVEL Logo