Lendas da Copa do Mundo: Michel Platini
Vavel Brasil

Conhecido por ser um dos maiores nomes da história do futebol mundial, Michel Platini teve um começo de carreira complicado por conta de seu porte físico. O menino franzino era tido como uma das grandes promessas da modalidade. A boa intimidade com a bola fez com que o atleta avançasse precocemente algumas etapas das categorias de base. Por causa das características físicas, Michel Platini acabava muitas vezes como reserva nas bases. Aos 16 anos, Platini já atuava pelo time sub-18 do Jœuf (FRA).

Em uma dessas atuações Michel Platini enfrentou o Metz (FRA) em um amistoso. O jogador se destacou na partida, mas justamente por conta das características físicas, não foi atuar no Grenats. Porém, isso não foi problema para Platini, que conseguiu um contrato com o Nancy (FRA), que disputava a segunda divisão, em 1972. Sua estreia pelo ASNL foi aos 17 anos. Um ano depois conseguiu se firmar na titularidade.

Foto: Michel Piquemal

Michel Platini conseguiu levar o Nancy para a primeira divisão do futebol francês na temporada 1974-1975. O bom futebol, já de um dos maiores jogadores franceses da época, levou o meio campista para a Seleção da França em 1976. Antes de se despedir no Nancy, Platini conquistou a Copa da França pelo clube em 1978, assim, carimbando o seu passaporte para a Copa do Mundo no mesmo ano.

Foto: Keith Hailey

Em 1979, quando já era o melhor jogador francês em atividade, Michel Platini se transferiu para o Saint-Étienne (FRA). Pelo Nancy foram 127 gols em 213 jogos. O Verts, como é conhecido o clube, venceu uma forte concorrência pelo jogador. Platini ficou no clube por três temporadas. Destaque para a temporada 1980-1981, quando conquistou o título do Campeonato Frances, marcando dois gols na grande final contra o Bordeaux. Pelo Saint-Étienne foram 145 partidas com 82 gols marcados. Após a Copa do Mundo de 1982, Platini foi anunciado como jogador da Juventus (ITA), onde encerraria sua carreira se tornando ídolo no clube italiano.

Michel Platini chegou na Juve para fazer história. Foram sete títulos conquistados entre 1982 e 1987. Logo na temporada de estreia conseguiu marcar 28 gols em 48 jogos, se tornando o artilheiro da equipe. Um ano após ter chegado em Turim conquistou o título do Campeonato Italiano. O título veio junto com mais duas conquistas naquela temporada: a Taça das Taças e Coppa Itália. Os feitos de Michel Platini na época lhe renderam a sua primeira Bola de Ouro, como melhor jogador europeu.

Foto: Bob Thomas/Getty Images
Foto: Bob Thomas/Getty Images

A boa fase de Michel Platini se estendeu para a temporada seguinte. Com o título nacional, a Juventus conquistou uma vaga na UEFA Champions League seguinte. Ao comando de Platini, a o clube italiano levantou a principal taça interclubes do mundo. Michel Platini marcou o gol da vitória sobre o Liverpool (ING), melhor time da época, na grande final. O jogador ainda conquistou a Eurocopa de 1984 pela seleção, competição na qual foi eleito o melhor jogador. Os feitos de Platini lhe renderam outra Bola de Ouro ao final da temporada.

Final da UEFA Champions League 1984-85 | Foto: Bob Thomas/Getty Images
Final da UEFA Champions League 1984-85 | Foto: Bob Thomas/Getty Images

Ainda pela Juventus, Michel Platini conquistou o Mundial de Clubes de 1985 e mais um título do Campeonato Italiano, 1985-1986. No final de 1985 o ídolo da Juventus ganharia sua terceira Bola de Ouro. Sua despedida da Juventus foi também sua despedida dos gramados. No final da temporada 1986-1987, Platini parou de atuar aos 32 anos de idade, para muitos, no auge de sua carreira.

Michel Platini em Copas do Mundo

A estreia de Michel Platini na Seleção Francesa foi em 1976, quando tinha 21 anos. Era apenas o início de uma caminhada, que levou o meia a três edições da Copa do Mundo: 1978, 1982 e 1986. Apesar de ser uma das lendas da história dos mundiais, Michel Platini nunca chegou a conquistar a competição.

A primeira Copa do Mundo de Michel Platini foi em 1978, na Argentina. A Seleção da França não conseguiu passar da primeira fase, ficando com apenas três pontos na fase de grupos. Platini marcou um gol naquela edição do mundial. Coube ao meio campista classificar a França para a edição seguinte da Copa do Mundo. Com um gol contra a Holanda, Platini chegou na Copa da Espanha com grande moral.

França na Copa de 1978 | Foto: Michel Barrault
França na Copa de 1978 | Foto: Michel Barrault

A França suou, mas conseguiu se classificar para a segunda fase da competição. Com uma vitória, um empate e uma derrota, os Bleus avançaram na segunda colocação. Com dois gols na Copa do Mundo, Platini conduziu a França até a eliminação na semifinal, onde voltou para casa sendo derrotada nos pênaltis para a Alemanha Ocidental. A Seleção Francesa terminou a competição na quarta colocação. A base daquela seleção seria campeã da Eurocopa, em 1984.

Após ter conquistado a Eurocopa de 1984, Michel Platini e seus companheiros entraram na Copa do Mundo de 1986, no México como um dos favoritos. Novamente a França se classificou na segunda colocação de seu grupo. Michel Platini ajudou a eliminar a Itália nas oitavas de final marcando um gol. Nas quartas de final, Platini marcou o único gol que a Seleção Brasileira sofreu naquela edição do mundial. O resultado final foi 1 a 1 e a França eliminou o Brasil nos pênaltis, mesmo com o meia errando sua cobrança.

O destino quis com que novamente a Alemanha Ocidental acabasse com o sonho de Michel Platini ser campeão mundial com sua seleção. Novamente na semifinal, a Seleção Francesa acabou sofrendo o revés do rival. A seleção adversária venceu por 2 a 0 e interrompeu a caminhada da França em terras Mexicanas.

Foto: Alain de Martignac
Platini nas quartas de final da Copa de 1986 | Foto: Alain de Martignac

Michel Platini defendeu a França em 14 jogos em três Copas do Mundo. Ao total foram seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Platini balançou as redes cinco vezes na história da competição. A melhor campanha da França em Copas do Mundo com Platini em campo foi em 1986, quando acabou na terceira colocação.

Após pendurar as chuteiras, Michel Platini foi treinador da Seleção Francesa e mais tarde foi vice-presidente da Federação Francesa de Futebol. Foi um dos dirigentes responsáveis por organizar a Copa do Mundo de 1998, na França, onde os Bleus seriam os campeões. Em 2007 venceu as eleições para ser Presidente da UEFA, cargo que ocupa até hoje.

Foto: Fabrice Coffrini / Getty Images
Foto: Fabrice Coffrini / Getty Images

VAVEL Logo