Em briga pela vice-liderança, Real e Atleti se enfrentam no dérbi de Madrid
Foto: Daniel Nieto/VAVEL

A capital espanhola e o mundo do futebol vão parar para mais um clássico da cidade entre Real Madrid e Atletico de Madrid, válido pela 31ª rodada do Campeonato Espanhol, que será disputado no estádio Santiago Bernabéu neste domingo (8), às 11h15.

Os merengues vêm de grande atuação diante da Juventus pela Uefa Champions League e chegam embalados, buscando a quinta vitória consecutiva na La Liga. Com 63 pontos, quatro a menos que o rival, a vitória é fundamental na disputa pela segunda colocação.

Também com bom resultado no meio de semana, os colchoneros venceram o Sporting pela Europa League e encaminharam a classificação para a próxima fase. No espanhol, venceram o La Coruña pelo placar mínimo na última rodada e voltaram a vencer depois de derrota para o Villarreal.

Pra manter o retrospecto

Recentemente o destino tem cruzado os caminhos das duas equipes pela Champions e o time merengue tem levado a melhor. Nas semifinais de 2017, nas quartas de 2015 e nas finais de 2014 e 2016 a parte blanca da cidade pôde comemorar.

Desta vez, com muito menos em jogo, o que vale para o Real é manter o histórico recente e voltar a vencer o rival no Bernabéu por competições domésticas, fato que não ocorre desde 2014 pela Copa do Rei e desde 2012 pela La Liga.

Não bastando a rivalidade, a entrevista de Zinedine Zidane antes da partida foi marcada por outra polêmica, envolvendo o Barcelona. Com a possibilidade do El Clásico acontecer logo após a conquista antecipada do título por parte dos catalães, o treinador negou que sua equipe fará o "pasillo" - famoso corredor de recepção formado pelos jogadores adversários no campo de jogo.

Zinedine Zidane em entrevista prévia ao clássico | Foto: Angel Martinez/Getty Images
Zinedine Zidane em entrevista prévia ao clássico | Foto: Angel Martinez/Getty Images

Zidane alegou que o Barça "quebrou a tradição" ao não realizar o gesto quando o Real foi campeão do Mundial de Clubes da Fifa e que, desta forma, não existia motivos para fazê-lo.

Sobre o jogo, Zidane valorizou o time colchonero e a dificuldade da partida: "O Atletico merece estar onde está, são segundo. Teremos um time muito bom, defensiva e ofensivamente. O que podemos fazer é diminuir a distância (de pontos). Nossa intensidade na partida será muito importante".

Vallejo e Nacho estão indisponíveis por causa de lesão, deixando Sergio Ramos e Varane sem reservas da posição. Casemiro deve ser improvisado na zaga, dando descanso ao francês. Achraf, Mayoral e Ceballos, por decisão técnica, não foram selecionados.

Ainda sonhando com o título

Diego Simeone compareceu à entrevista coletiva prévia ao jogo e deixou bem clara a importância da vitória já que, diferente do que parece, ainda segue em busca do título: "A única coisa que me passa pela cabeça, talvez porque eu seja muito entusiasta ou sonhador, é continuar nos aproximando do Barcelona. Não penso em outra coisa", afirmou.

O treinador elogiou o adversário ao comparar os dois plantéis: "Nós somos o que somos, o que vocês têm visto. Não sei se o Madrid é o melhor time do mundo, mas tem sim o melhor conjunto. Melhor que o PSG, que o City e o Barcelona".

Entrevista coletiva de Diego Simeone | Foto: Divulgação/Atletico de Madrid
Entrevista coletiva de Diego Simeone | Foto: Divulgação/Atletico de Madrid

Mesmo com dois dias a menos de descanso que o rival, El Cholo não considerou o cansaço um fator decisivo para o jogo: "Não há nenhum tipo de desculpa, absolutamente não, principalmente em um clássico. Não fazemos isto nunca".

O zagueiro Giménez não foi selecionado para o jogo, assim com o Filipe Luís, ambos lesionados. Vrsaljko voltou a ser relacionado e pode ser titular, pendente de evolução até momentos antes do jogo.

- Superioridade merengue

Até hoje foram disputados 218 clássicos, com 110 vitórias para o Real, 53 empates e 55 vitórias colchoneras. No Santiago Bernabéu o Atleti venceu apenas 17, perdendo 66 e empatando outras 24.

VAVEL Logo