Em dia de homenagens a Ray Wilkins, Chelsea e West Ham empatam no Stamford Brigde

Classico londrino termina em 1 a 1, resultado que não favorece nenhuma das duas equipes

Em dia de homenagens a Ray Wilkins, Chelsea e West Ham empatam no Stamford Brigde
Ray Wilkins foi homenageado com um minuto de aplausos (Foto: John Patrick Fletcher/Getty Images)
Chelsea
1 1
West Ham
Chelsea: Courtois; Azpilicueta, Cahill, Rudiger; Moses (78' Pedro), Kante, Fabregas, Alonso; Willian, Morata, Hazard (78' Giroud)
West Ham: Hart; Rice, Ogbonna, Cresswell (64' Evra); Zabaleta, Kouyate, Noble, Fernandes (70' Chicharito), Masuaku; Joao Mario (85' Cullen); Arnautovic
Placar: 36' Azpilicueta (CHE), 73' Chicharito
ÁRBITRO: Kevin Friend | AMARELOS: 46' Noble (WHU)
INCIDENCIAS: Partida válida pela trigésima terceira rodada da Premier League, realizada no estádio Stamford Brigde, em Londres, Inglaterra

Chelsea e West Ham fizeram o dérbi londrino no estádio Stamford Brigde, marcado por várias homenagens a Ray Wilkins. O ex-volante da seleção inglesa e do Chelsea faleceu no último dia 4 e foi intensamente homenageado antes do confronto. Em campo, os Blues tiveram um domínio maior em praticamente todo o jogo, o que não refletiu no resultado. As equipes ficaram no empate em 1 a 1 com gols de Azpilicueta para o Chelsea, e Chicharito para os Hammers.

Os primeiros dez minutos de partida foram com muito equilíbrio. O Chelsea ficava mais com a bola, mas os visitantes não deixavam de tentar ir ao ataque. Logo com quatro minutos, Hazard recebeu de Morata, avançou pela área e finalizou com perigo.

Com a partida muito disputada no meio campo, outro lance de perigo só foi acontecer aos 20. Após um bate-rebate, a bola sobrou para Willian dentro da área. Ele cortou o marcador e finalizou forte. A bola desvia e vai para escanteio. Mesmo com mais de 60% da posse de bola, o Chelsea tinha muita dificuldade para criar jogadas. Apenas em lapsos de boas jogadas de Hazard e Willian. Como aos 28 minutos. Hazard tabelou Fàbregas e invadiu a área. O belga cruzou rasteiro e Morata tentou de letra, raspando a trave.

A melhor chance dos Blues foi com Willian. Depois de grande troca de passes entre o brasileiro e Hazard, ele saiu cara a cara com Joe Hart. O meia tentou tocar por cima do goleiro inglês, que acabou fazendo uma grande defesa, mandando para escanteio. Na cobrança surgiu o primeiro gol dos donos da casa. Aos 36, após a cobrança de escanteio, Azpilicueta ganhou de Arnautovic na pequena área e chutou no canto, abrindo o placar.

A segunda etapa começou mais agitada e dando impressão que as duas equipes iriam buscar mais o gol. Logo com dois minutos Hazard invadiu a área e rolou para Willian. O brasileiro ganhou da marcação e finalizou rasteiro, raspando a trave. A resposta dos Hammers veio no minuto seguinte. Arnautovic recebeu na meia lua da grande área e tentou bater colocado. Courtois saltou e fez tranquila defesa.

Depois foi a vez de Moses e Morata perderem grandes oportunidades. O atacante espanhol chegou a marcar, mas em posição de impedimento, o gol foi corretamente anulado. Assim como no primeiro tempo, só o Chelsea atacava e tinha dificuldades para marcar.

Porém, o ditado do quem não faz leva aconteceu. Aos 27, Zabaleta cruzou da intermediária e Cahill cortou mal. A bola sobrou para Arnautovic, que rolou para Chicharito de frente para o gol. O espanhol, que havia acabado de entrar, finalizou forte, empatando a partida.

Com o empate a partida ficou aberta e as duas equipes começaram a criar chances. O West Ham tentava com cruzamentos e o Chelsea com a velocidade de seus jogadores. Aos 34, Marcos Alonso arriscou o chute de fora da área e Hart fez uma defesa, mandando para escanteio. O goleiro da seleção inglesa seguia salvando os Hammers com grandes defesas, parando Giroud e Hazard. Apesar do abafa nos minutos finais, porém, desorganizado não conseguiu chegar ao gol da vitória.

O empate não foi bom para nenhuma das equipes. O Chelsea dá adeus a briga pela vaga na Uefa Champions League e passa a se preocupar em se manter com a vaga para Uefa Europa League. Na quinta colocação, com 57 pontos, vê o Arsenal à apenas três. Já o West Ham, com 34, perdeu a oportunidade de praticamente garantir a permanência na primeira divisão, apesar dos seis pontos da zona de descenso ser uma margem segura.

Na próxima rodada, os Blues vão até o St Mary's Stadium encarar o desesperado Southampton, numa prévia da semifinal da Copa da Inglaterra. Já o West Ham recebe o Stoke City no estádio Olimpico.