Marseille goleia RB Leipzig em jogo eletrizante e retorna às semi da Europa League após 14 anos

Em partida alucinante e mesmo tendo sofrido o primeiro gol do jogo, equipe francesa reverteu a desvantagem com grande atuação de Payet

Marseille goleia RB Leipzig em jogo eletrizante e retorna às semi da Europa League após 14 anos
Foto: Boris Horvat/Getty Images
Olympique de Marseille
5 2
RB Leipzig
Olympique de Marseille: PELÉ; SAKAI, LUIZ GUSTAVO, KAMARA; SARR (RAMI MIN.28), LOPEZ, SANSON, AMAVI, PAYET (ANGUISSA MIN.83), THAUVIN (OCAMPOS MIN.63); MITROGLOU. TÉCNICO: RUDI GARCIA
RB Leipzig: GULÁCSI; KONATÉ, ISLANKER,UPAMECANO (BERNARDO MIN.66); DEMME (FORSBERG MIN.54); KLOSTERMANN, BRUMA, KEÏTA, KAMPL; AUGUSTIN, SABITZER (POULSEN MIN.59). TÉCNICO: RALPH HASENHÜTTL
Placar: 0-1, Bruma min.2, 1-1 Islancker (contra) min.6, 2-1 Sarr min.9, 3-1 Thauvin min.38, 3-2 Augustin, min.55, 4-2 Payet min.60, 5-2 Sakai min.94
ÁRBITRO: Björn Kuipers (HOL). Cartões Amarelos: Thauvin (min.38), Mitroglou (min.51), Konaté (min.87), Sakai (min.90)
INCIDENCIAS: Partida válida pelo confronto de volta das quartas de final da Uefa Europa League, temporada 2017/18, disputada no Estádio Vélodrome, em Marseille

Uma partida que ficará por muito tempo marcada para o torcedor do Olympique de Marseille. Após 14 anos, a equipe voltará a disputar uma semifinal da Uefa Europa League, após reverter na tarde dessa quinta feira (12), a desvantagem de 1 a 0 do jogo na Alemanha diante do RB Leipzig, vencendo o clube alemão pelo placar de 5 a 2. Na última vez em que chegou as semifinais, o OM se qualificou a final do torneio, tendo perdido a decisão na ocasião, na temporada 2003/04 para o Valencia.

Enquanto Rudi Garcia promoveu poucas mudanças em relação ao time que fora derrotado no jogo anterior, Ralph Hasenhüttl surpreendeu a todos com algumas mudanças, como a saída de Timo Werner, que iniciou no banco por conta de um desconforto na coxa, além de ter Forsberg e o capitão Orban como opções, buscando ter uma equipe mais veloz em campo. 

O time visitante saiu na frente no placar. Logo aos 2 minutos, Bruma recebeu passe de Augustin e abriu o placar, um balde de água fria para o Marseille, que precisava não mais de 2 gols para se classificar e sim três, por conta do gol marcado fora de casa. Porém, a equipe francesa não se abateu e mesmo com o placar reverso, manteve a calma e a tranquilidade para buscar o resultado. 

O gol de empate veio em jogada de bola parada. Após escanteio, Kamara desviou e a bola tocou em Islanker, indo para o fundo do gol de Peter Gulácsi aos seis minutos. Pouco tempo depois, a virada veio pelos pés de Sarr, que aproveitou rebote do goleiro húngaro. O terceiro gol da partida e que daria a classificação ao Marseille veio dos pés de Thauvin, aos 38. A equipe visitante estava abatida e eram necessárias mudanças para que o time melhorasse. 

Mesmo após o intervalo, os anfitriões não desistiram. Mitroglou e Amavi testaram Gulacsi, que novamente foi o destaque com grandes defesas. O Leipzig marcou seu segundo gol do jogo e que o colocaria novamente nas semifinais aos 10 minutos com Jean-Kevin Augustin, após belo passe de Keïta. A equipe de Marselha novamente não se abateu e marcou aos 15 minutos com Payet. Depois de receber excelente passe de Thauvin, o francês driblou a marcação, invadiu a grande área e ampliou o placar.

O último gol da time da casa foi feito aos 49 minutos da etapa final, com Hiroki Sakai, que aproveitou a ida para a área do goleiro Gulácsi em contra ataque. Maxime Lopez tocou para o japonês, que chutou quase do meio de campo para ampliar a vantagem nos acréscimos, sacramentando de vez a classificação do Marseille. 

As equipes agora voltam o foco para seus respectivos campeonatos nacionais. O Marseille vistará o Troyes no domingo (15) pela Ligue 1, enquanto o RB Leipzig, também no domingo, visitará o Werder Bremen pela Bundesliga.