Hoffenheim bate desesperado Hamburgo e chega à sétima rodada invicto
Gnabry fez o primeiro do jogo (Foto: Divulgação/TSG Hoffenheim)

O sonho de ir às competições europeias pela segunda temporada consecutiva está cada vez mais perto de se concretizar para o Hoffenheim. Neste sábado (14), o time bateu o vice-lanterna Hamburgo por 2 a 0 e engatou o sétimo jogo seguido sem perder na Bundesliga. Gnabry e Szalai marcaram os gols na Rhein-Neckar Arena.

O primeiro tempo foi de muitas chances em Sinsheim. Com a posse de bola praticamente dividida igualmente, o Hoffenheim teve 10 finalizações, contra oito do Hamburgo. Com a necessidade da vitória, os visitantes tiveram uma postura ofensiva, o que deu aos mandantes espaços para contra-atacar.

Aos 8, depois de cruzamento na área, a zaga do Hamburgo afastou para a frente e Hübner arriscou chute forte da entrada da área, mandando no canto esquerdo do goleiro e balançando as redes. Porém, na consulta ao VAR, o gol acabou sendo anulado por posição irregular de Szalai, que pulou para evitar o toque na bola e, segundo a arbitragem, atrapalhou o trabalho de Pollersbeck.

A primeira boa chance dos visitantes veio aos 11. Waldschmidt recebeu de Ito na entrada da área e arriscou chute cruzado, desviado de leve pelo goleiro Baumann para a linha de fundo. Já o Hoffe, que teve seu primeiro gol anulado, tratou de colocar a vantagem no placar não muito depois. Aos 18, em jogada de arrancada para dentro da área, Gnabry dividiu com van Drongelen, ganhou na dividida e saiu de frente para o goleiro, finalizando no canto e abrindo o placar.

O gol abalou o HSV, que passou a ceder ainda mais espaços e sofrer para evitar mais gols. Aos 19, após saída errada do Hamburgo, Schulz recuperou, Kramaric deu passe em profundidade e Gnabry finalizou cruzado da entrada da área, mandando à esquerda do gol.

Quatro minutos depois, em contra-ataque puxado pela esquerda, Kramaric acabou recebendo com espaço por trás da defesa, tirou do goleiro e ficou com gol aberto, mas Jung conseguiu chegar antes e travar a finalização do croata. Aos 27, Schulz recebeu pela esquerda, se livrou fácil de Sakai e correu quase em cima da linha antes de tocar para trás e encontrar Szalai, que apenas deu um toque com gol aberto para fazer 2 a 0.

Com uma desvantagem grande no placar, Christian Titz trocou Steinmann por Ekdal e o sueco apareceu bem um minuto após entrar em campo. Aos 34, Sakai recebeu do camisa 20 na entrada da área, finalizou de canhota e Baumann voou e espalmou de mão trocada para evitar o primeiro dos visitantes na Rhein-Neckar Arena. O Hamburgo teve em Ito uma boa opção de velocidade pelo lado direito e o japonês fez boas jogadas e cruzamentos para a área, mas a zaga e o goleiro do Hoffenheim se portaram bem para manter a vantagem.

Por pouco o terceiro não saiu ainda na primeira etapa. Aos 28, após falta lateral cobrada para a área, Hübner desviou de cabeça e exigiu grande defesa de Pollersbeck, que tocou antes de a bola bater no travessão. No rebote, Szalai pegou de primeira na pequena área e acertou a trave esquerda do HSV.

No segundo tempo, o Hamburgo teve mais posse de bola - terminou o jogo com 60% -, mas teve muitas dificuldades para finalizar as jogadas, enquanto deu espaços para o Hoffenheim contra-atacar. Foram 11 finalizações dos mandantes na segunda etapa, contra cinco dos visitantes. Logo no primeiro minuto, Kaderábek avançou pela direita, ganhou no corpo de Douglas Santos e bateu cruzado no canto esquerdo, mas Pollersbeck salvou.

O Hamburgo continuou tendo posse de bola e presença ofensiva, mas o último passe não encaixou e o time assustou pouco. Enquanto isso, o Hoffenheim levava perigo. Aos 17, no corte errado de Douglas na entrada da área, Amiri finalizou tentando surpreender o goleiro, mas mandou por cima. Aos 27, Kramaric fez boa jogada pela ponta direita, chegou à linha de fundo e cruzou para trás, onde Amiri apareceu para finalizar, porém a finalização desviada foi por cima.

Aos 29, Akpoguma chegou a marcar, mas o VAR cancelou mais um gol dos mandantes por conta de impedimento. No Hamburgo, Christian Titz tirou van Drongelen, seu único zagueiro de origem, para a entrada de Salihovic, um dos grandes jogadores do Hoffenheim na história da Bundesliga. Em sua primeira jogada, aos 31, o bósnio recebeu na entrada da área e Baumann voou no canto direito para evitar o gol dos visitantes.

Na velocidade, o Hoffenheim continuava achando espaços para atacar. Aos 34, Schulz fez jogada individual pela esquerda e arriscou chute forte, exigindo nova defesa de Pollersbeck. Quatro minutos depois, Kramaric puxou contra-ataque pela esquerda, limpou Sakai na entrada da área e bateu colocado, porém o goleiro hamburguês salvou outra vez. No fim, apesar dos esforços, o Hamburgo fica cada vez mais perto de seu inédito rebaixamento.

Com 46 pontos, o Hoffenheim assume provisoriamente o quinto lugar, posição que dá vaga à Liga Europa, cinco atrás do Bayer Lervekusen, que estaria indo à Champions League. Com 22, o Hamburgo é o vice-lanterna, cinco atrás do Mainz, 16º, que ainda joga contra o Freiburg na rodada e estaria indo para os playoffs contra a queda.

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado (21), às 10h30. O Hoffenheim faz direto com o RB Leipzig, na Red Bull Arena, enquanto o Hamburgo joga diante de seu torcedor contra o Freiburg, que também luta contra o descenso.

VAVEL Logo