Donnarumma salva no fim, Milan e Napoli empatam e veem objetivos ficarem distantes

Equipes fazem duelo equilibrado, mas não fazem gol; visitantes completam 29º jogo sem perder em duelos fora de casa pela Serie A

Donnarumma salva no fim, Milan e Napoli empatam e veem objetivos ficarem distantes
Donnarumma evitou derrota do Milan para o Napoli (Foto: Miguel Medina/AFP)
Milan
0 0
Napoli
Milan: Donnarumma; Calabria, Musacchio, Zapata e R. Rodríguez; Biglia, Kessie e Bonaventura (Locatelli); Suso, Kalinic (André Silva) e Çalhanoglu. Técnico: Gennaro Gattuso
Napoli: Reina; Maggio, Koulibaly, Albiol e Hysaj; Allan (Rog), Jorginho e Hamsik (Zielinski); Callejon, Mertens (Milik) e Insigne. Técnico: Maurizio Sarri
ÁRBITRO: Luca Banti (ITA)
INCIDENCIAS: Partida realizada no estádio San Siro, em Milão, Itália.

Milan e Napoli se enfrentaram neste domingo (15), no estádio San Siro, em partida válida pela 33ª rodada da Serie A, e ficaram no empate sem gols. Empate, esse, que acaba frustrando os planos das duas equipes. Destaque para uma grande defesa do goleiro Gianluigi Donnarumma nos acréscimos do segundo tempo, em chute do atacante Arkadiusz Milik.

+ Donnarumma completará 100 jogos na Serie A diante do Napoli e é exaltado por Gattuso

O Diavolo segue na sexta colocação, agora com 53 pontos, ficando com chances remotas de chegar ao sonhado quarto lugar. Na próxima rodada, vai visitar o Torino, na quarta-feira (18), às 15h45 (de Brasília).

Já os partenopei estão na segunda posição com 78 pontos e pode ver a Juventus disparar na liderança, há poucas rodadas do fim. Receberão a Udinese na próxima rodada em busca de recuperação.

A primeira etapa foi marcada por muito equilibrio entre as duas equipes. O Milan iniciou com mais intensidade na marcação e tomando um pouco mais das iniciativas, mas o Napoli, no decorrer dos primeiros quarenta e cinco minutos, foi desenvolvendo melhor o seu estilo de jogo.

O Diavolo teve sua melhor chance com Kalinic, logo no começo, mas o centroavante parece ter se assustado com a jogada e não conseguiu cabecear com firmeza de frente para o gol. A equipe chegou até a balançar as redes com Musacchio, mas o zagueiro estava em posição de impedimento.

Já o Napoli não esteve muito inspirado, mas esteve perto de marcar com Mertens, mas o belga chegou à bola meio que caindo e finalizou fraco para defesa de Donnarumma. Callejon também pôde finalizar de boa posição na área, mas chutou pra fora.

Na segunda etapa, o duelo tático continuou com o Diavolo marcando muito intensamente, mas assustando pouco ofensivamente e o Napoli tentando impor seu estilo de jogo já conhecido, mas com muita dificuldade.

O jogo seguiu muito disputado, com poucas faltas e menos chances claras de gol ainda. O Milan tentou mudar um pouco com as entradas de André Silva e Locatelli, mas os serviu mais para dar força fresca na pressão na marcação do que propriamente na criação de jogadas.

Enquanto isso, os visitantes também tentaram mudar com as entradas de Zielinski e Milik, esse último para dar mais peso ao ataque e tentar aproveitar melhor as bolas aéreas.

No fim do jogo, os donos da casa tentaram uma mini-pressão com uma série de escanteios, mas não deu em nada. Do outro lado, aconteceu a chance mais clara da partida com Milik que aproveitou escorada de Insigne e finalizou a queima-roupa, mas Donnarumma fez uma defesa espetacular e garantiu pelo menos o empate para o Milan.