Com boa atuação de Pratto, River vence Rosário e chega à quinta vitória consecutiva na Superliga

Com boa atuação de Pratto, River vence Rosário e chega à quinta vitória consecutiva na Superliga

Atacante faz gol e dá assistência na vitória por 2 a 0 sobre o Rosario Central; com cinco vitórias consecutivas, comandados de Marcelo Gallardo sonham com vaga na Libertadores de 2019

leonardodomingues
Leonardo Domingues
River PlateArmani; Mayada, Lollo, Martínez Quarta, Saracchi; Fernández (Quintero, min. 73), Zuculini, Pérez; Martínez; Scocco (Borré, min. 64) e Pratto (Mora, min. 78). Técnico: Marcelo Gallardo.
Rosário CentralLedesma; Ferrari, Tobio, Cabezas (Carrizo, min. 52), Parot; Martínez, Pereyra; Lioi, Lovera, Fernández (Pissano, min. 80); Zampedri (Ruben, min. 65). Técnico: Leonardo Fernández
Placar1-0, min. 74, Borré. 2-0, min. 77, Pratto.
ÁRBITROFernando Rapallini (ARG). Amarelou Pereyra (min. 36), Cabezas (min. 41), Scocco (min. 43), Zampedri (min. 43), Zuculini (min. 45+1), Lioi (min. 56) e Pissano (min. 81).

Neste domingo (15), o River Plate recebeu o Rosario Central no Monumental de Núñez, em partida válida pela 23ª rodada da Superliga Argentina 2017/18. Com gols de Rafael Santos Borré e Lucas Pratto, os Millonarios venceram por 2 a 0.

Na primeira etapa, uma partida bastante estudada e, em alguns momentos, truncada. O River tinha a posse de bola, mas não conseguia criar. Sendo assim, arriscava de longe, mas sem muitos problemas para o goleiro Jeremias Ledesma. O principal destaque dos 45 minutos iniciais ocorreu aos 43', quando Ignacio Scocco e Fernando Zampedri foram amarelados por Fernando Rapallini, por se estranharem dentro da área.

Eram 18 minutos do segundo tempo quando 'Muñeco' Gallardo entrou em cena. O treinador do River colocou os colombianos Rafael Santos Borré e Juan Fernando Quintero na partida, nos lugares dos apagados Ignacio Scocco e Ignacio Fernández. 

Aos 29', Borré foi feliz para furar o bloqueio rosarino. Apareceu no lugar exato para empurrar para as redes um remate de Lucas Pratto. Três minutos mais tarde, devolveu a gentileza e assistiu ao atacante ex-São Paulo marcar o segundo gol: River 2 a 0.

Nada disso teria acontecido se Quintero não tivesse entrado no jogo. Com sua habilidosa canhota, foi ele quem iniciou a jogada de ambos os gols, com dois toques mágicos. Primeiro, com um lançamento para Pratto; depois, com um passe açucarado à Borré.

Com os colombianos no banco de reservas, Gallardo sabe que tem duas cartas na manga para mudar a história de uma partida. E eles, evidentemente se sentem cômodos entrando na última parte do encontro, quando as defesas rivais já estão cansadas.

Nos últimos dez minutos, o Central tentou diminuir, mas não foi capaz, já que a defesa do River esteve bem atenta. O goleiro Franco Armani, com duas lindas defesas (em finalizações de Maximiliano Lovera e Marco Ruben), confirmou a Jorge Sampaoli que está preparado para ir à Copa do Mundo.

Em alta no campeonato, o River chega aos 35 pontos e já é o décimo colocado, estando na zona de classificação à Copa Sul-Americana. Faltando quatro rodadas para o fim da Superliga, o clube precisa tirar seis pontos de diferença se quiser ir à Copa Libertadores do ano que vem. Na próxima rodada, visita o já rebaixado Arsenal de Sarandí. Porém, antes vai ao Equador enfrentar o Emelec, pela Copa Libertadores.

Já o Rosario Central, 16º colocado, estaciona nos 31 pontos. Na próxima rodada, o clube recebe o Racing.

VAVEL Logo

    Argentina Notícias

    há 3 meses
    há 3 meses
    há 4 meses
    há 4 meses
    há 4 meses
    há 4 meses
    há 4 meses
    há 4 meses
    há 4 meses
    há 4 meses
    há 4 meses