Sirigu fala sobre desrespeito ao ser dispensado pelo PSG

Sirigu fala sobre desrespeito ao ser dispensado pelo PSG

Em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport, o goleiro do Torino falou sobre inúmeros assuntos, desde a sua saída do PSG aos ataques terroristas em Paris

bruno-bezerra
Bruno Bezerra

Salvatore Sirigu chegou ao Torino, após sete anos no Paris Saint Germain, nessa temporada com o grande objetivo de retomar o seu melhor futebol, que o colocou na seleção da Itália e como um dos possíveis sucessores de Gianluigi Buffon. Aos 31 anos, o jogador concedeu uma entrevista ao jornal italiano Gazetta dello Sport, na qual aborda inúmeros temas. 

Eu pensei que depois de tantos anos defendendo o clube, eles poderiam ter conversado comigo sobre o término com um diretor que eu já conhecia e não com um diretor esportivo desconhecido por mim. Éramos um grande grupo e sabíamos como superar as dificuldades.

O goleiro foi questionado sobre a sensação de viver em uma cidade multiétnica como Paris e falou um pouco sobre esse aprendizado, citando inclusive seu companheiro de seleção, Mario Balotelli. 

É um tema complicado e penso que, quando algum jogador que nem ele (Balotelli), tem dificuldades em ser aceito em uma seleção de base da Itália, mostra que há algo de errado. Ele é italiano, nasceu e foi criado aqui, tendo toda a nossa cultura. Há alguns franceses com a cultura nacionalista, mas não vi nenhuma situação de preconceito em Paris. Há alguns jogadores, que mesmo franceses, tem forte ligação com os países de origem de seus pais. No que me diz respeito, posso dizer que viver em um contexto multiétnico me ensinou muito, afirmou Sirigu.

Além desses temas, ele falou também sobre os ataques terrorista em Paris, ocorridos em 2015. 

Foram momentos terríveis. Perdi dois amigos no Bataclan. Os ataques à Charles Hebdo foram ainda piores, pois na época não se desconfiava do que poderia acontecer. Eu me lembro de dirigir para casa e olhar desconfiado pela janela do carro pensando no que poderia acontecer comigo. Religião não justifica essas atitudes. 

O Torino, que ocupa a 10ª colocação da Serie A, enfrenta nesse domingo (22) a Atalanta. Faltando cinco rodadas para o final da competição o Toro ainda tem remotas chances de se qualificar à próxima Uefa Europa League.

VAVEL Logo
CHAT