Arsenal pressiona, mas Griezmann marca na reta final e Atlético busca empate no Emirates

Arsenal pressiona, mas Griezmann marca na reta final e Atlético busca empate no Emirates

Gunners jogaram com um a mais desde os 10 minutos, saíram na frente com gol de Lacazette, porém cederam empate já aos 38 na ida da semifinal da Europa League

bruno-da-silva
Bruno da Silva
ArsenalOspina; Bellerín, Mustafi, Koscielny, Monreal; Xhaka, Wilshere; Welbeck, Ramsey, Özil; Lacazette. Técnico: Arsène Wenger
Atlético MadridOblak; Vrsaljko, Giménez, Godín, Lucas Hernández; Correa (Savic, min. 75), Partey, Saúl Ñiguez, Koke; Griezmann (Torres, min. 86), Gameiro (Gabi, min. 65). Técnico: Diego Simeone
Placar1-0, min. 60, Lacazette. 1-1, min. 82, Griezmann
ÁRBITROClemént Turpin, auxiliado por Nicolas Danos e Cyril Gringore, todos da França. Amarelo: Vrsaljko (ATM). Vermelho: Vrsaljko (ATM)
INCIDENCIASPartida de ida das semifinais da Uefa Europa League 2017-18, no Emirates Stadium, em Londres, Inglaterra

Em uma partida de muita intensidade, chances e expulsão logo no começo, Arsenal Atlético Madrid empataram em 1 a 1, em partida ida das semifinais da Uefa Europa League. Vrsaljko foi expulso antes dos 10 minutos, e deixou os colchoneros ficaram com um a menos. Lacazette fez o primeiro do jogo, e Griezmann fechou o placar.

O começo de partida do Arsenal foi de muita pressão. Antes dos 30 minutos, o time já tinha oito finalizações, contra nenhuma do Atlético de Madrid, além de 70% de posse de bola, estatística que se manteve até o fim da primeira etapa. Aos 5, Welbeck cruzou da esquerda, e encontrou Lacazette, que, com espaço, chutou forte e mandou a bola raspando a trave do Atleti. Dois minutos depois, após tabela com Welbeck, Monreal cruzou na área e Lacazette cabeceou colocado, mas parou em grande defesa de Oblak.

A posição do Atlético no jogo, que já era difícil, ficou ainda pior. Com menos de 10 minutos de jogo, Vrsaljko pisou no pé direito de Lacazette no meio-campo e foi advertido com o segundo amarelo, deixando o time de Madrid com um a menos. Além disso, por conta de seguidas reclamações, o técnico Diego Simeone foi expulso, aos 13. E a pressão dos gunners se manteve.

Vrsaljko tomou dois amarelos com menos de 10 minutos e deixou o Atleti com um a menos (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)
Vrsaljko tomou dois amarelos com menos de 10 minutos e deixou o Atleti com um a menos (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)

Aos 20, Wilshere serviu Welbeck em ultrapassagem na direita, e o atacante chutou forte e cruzado, mas parou em outra intervenção de Oblak. No minuto seguinte, na cobrança de escanteio de Özil, Lacazette desviou e a bola sobrou livre na segunda trave, mas Koscielny mandou na rede pelo lado de fora.

No total, foram 15 finalizações do Arsenal no primeiro tempo, sendo quatro na direção e ainda uma na trave. Aos 31, após longa troca de passes, Ramsey recebeu de Özil, cruzou para a área e Monreal apareceu para finalizar, à esquerda do gol. Mas, a partir deste momento, o Atlético passou a assustar. Antes sem nenhuma finalização na partida, o time colchonero finalmente achou uma saída para a pressão mandante.

Aos 32, Griezmann ficou com rebote na entrada da área, ajeitou no pé direito e bateu forte, mas Ospina caiu e segurou firme. Quatro minutos depois, Partey fez grande jogada em velocidade para dentro da área, passou por três jogadores, tocou de lado e Griezmann bateu forte, porém Ospina apareceu para evitar o primeiro do jogo. O Arsenal continuava mantendo mais posse de bola e rondando a área rival, mas, neste momento, as chances do Atlético eram mais claras, enquanto a maioria das dos ingleses paravam na defesa. Aos 43, Correa recebeu no lado direito da área, limpou dois na marcação e bateu pressionado, mandando por cima do gol gunner.

O segundo tempo começou com muita posse de bola do Arsenal, mas um volume menor de chances no Emirates. O Atlético apostou em uma postura bem recuada e os gunners se mantiveram perto da área durante grande parte do jogo. A grande chance dos mandantes veio aos 15. Após roubar a bola na entrada da área, Monreal tocou para Wilshere, que cruzou da linha de fundo e Lacazette subiu mais alto que Godín, tocando de cabeça no canto esquerdo e abrindo o placar.

Lacazette abriu o placar para o Arsenal (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)
Lacazette abriu o placar para o Arsenal (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)

A partir daí, o Arsenal passou a pressionar mais e, com o Atlético acuado, finalizou 13 vezes na segunda etapa, contra duas dos espanhóis. Além disso, os gunners fecharam o jogo com 76% de posse de bola. Aos 23, Özil cobrou escanteio na primeira trave e Lacazette desviou de cabeça, mandando muito perto da trave esquerda.

O Arsenal era o dono do jogo, e o Atlético parecia satisfeito com a derrota mínima, sem nenhuma força para buscar o empate. Mas só parecia. Aos 37, após chute longo de Savic, Griezmann deu sorte na dividida com Koscielny, e ficou com a bola de frente para o gol. Na primeira, parou em Ospina. Na sequência, a bola voltou para o francês, se aproveitou do escorregão do Mustafi e bateu para o gol aberto. O alemão até chegou a desviar, mas não evitou o empate no Emirates.

A pressão do Arsenal se manteve. Aos 41, depois de cruzamento de Lacazette da direita, Ramsey desviou na primeira trave e Oblak se esticou para evitar o segundo do Arsenal de forma brilhante. Mesmo com a pressão, o Atlético se manteve firme e segurou esse 1 a 1.

Os dois times entram em campo no domingo (29). O Arsenal, pela Premier League, visita o Manchester United, às 12h30. Antes, às 11h15, o Atlético joga fora de casa por La Liga contra o Alavés. A partida de volta da UEL acontece na próxima quinta-feira (3), no Wanda Metropolitano, em Madrid, às 16h05. Um empate sem gols garante o time espanhol na grande final.

VAVEL Logo