Griezmann marca dois, Atlético vence Marseille com autoridade e conquista tricampeonato da UEL

Além de gols do francês, Gabi ainda marcou na reta final para garantir a vitória e o título para os colchoneros: 3 a 0, em Lyon

Griezmann marca dois, Atlético vence Marseille com autoridade e conquista tricampeonato da UEL
Foto: Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images
Olympique Marseille
0 3
Atlético de Madrid
Olympique Marseille: Mandanda; Sarr, Rami, Luiz Gustavo, Amavi; Zambo Anguissa, Sanson; Thauvin, Payet (Lopez, min. 31), Ocampos (N'jié, min. 55); Germain (Mitroglou, min. 74). Técnico: Rudi Garcia
Atlético de Madrid: Oblak; Vrsaljko (Juanfran, intervalo), Godín, Giménez, Lucas Hernández; Correa (Partey, min. 87), Saúl, Gabi, Koke; Griezmann (Torres, min. 90), Diego Costa. Técnico: Germán Burgos (assistente)
Placar: 0-1, min. 21, Griezmann. 0-2, min. 50, Griezmann. 0-3, min. 89, Gabi
ÁRBITRO: Bjorn Kuipers, auxiliado por Sander van Roekel e Erwin Zeinstra, todos da Holanda. Amarelos: Amavi, Luiz Gustavo (OM); Vrsaljko (ATM)
INCIDENCIAS: Partida única da final da Uefa Europa League 2017-18, na Groupama Arena, em Lyon, França

Mais uma vez o Atlético de Madrid mostrou sua força no cenário europeu. Apesar do início complicado, o Atleti bateu o Olympique de Marseille por 3 a 0, em Lyon, e conquistou seu terceiro título de Europa League. Griezmann, duas vezes, e Gabi marcaram os gols do título colchonero. Os espanhóis já haviam vencido a competição em 2009/10 e 2011/12.

O início foi animador do time francês. Com mais posse de bola, o Marseille conseguiu trabalhar a bola no campo de ataque e ocasiões. A mais clara delas logo aos três. Payet avançou com muita categoria pelo meio, tocou pelo meio da defesa e deixou Germain na cara do gol, mas o centro-avante pegou muito forte e mandou por cima.

Aos seis, após cruzamento da direita, a zaga do Atlético cortou para frente e Rami bateu cruzado da entrada da área, com perigo à esquerda do gol. Dentro de sua estratégia, o Atlético começou sendo pressionado, mas foi subindo a marcação aos poucos e foi fatal.

Na saída errada do Marseille, aos 20, Mandanda deu passe muito forte para Anguissa pelo meio, o camaronês não conseguiu dominar e a bola bateu em Gabi, sobrando para Griezmann, que saiu na cara do goleiro e deslocou para fazer 1 a 0. A partir daí, o Atlético passou a ter mais controle do jogo, com o Olympique menos confiante e perigoso.

Para piorar a situação do Marseille, aos 30, Payet caiu no gramado sentindo problemas musculares e foi substituído por Maxime Lopez. Os franceses não mais assustaram Oblak e o Atlético levou a vantagem para o intervalo.

Payet saiu consolado por companheiros de OM e pelo compatriota Griezmann (Foto: Chris Brunskill Ltd/Getty Images)
Payet saiu consolado por companheiros de OM e pelo compatriota Griezmann (Foto: Chris Brunskill Ltd/Getty Images)

Para a segunda etapa, o auxiliar Germán Burgos, substituto de Simeone, suspenso, trocou o amarelado Vrsaljko por Juanfran, para evitar qualquer eventualidade. Mesmo atrás do placar, o Marseille nunca retomou o que havia feito no início da partida, e ainda sofreu um duro golpe aos quatro. Koke recebeu pelo meio, tocou para direita e Griezmann venceu a marcação, saiu de frente para o goleiro e mandou por cima de Mandanda para fazer 2 a 0.

Griezmann marcou os dois primeiros da partida em Lyon (Foto: Philippe Desmazes/AFP/Getty Images)
Griezmann (centro) marcou os dois primeiros da partida em Lyon (Foto: Philippe Desmazes/AFP/Getty Images)

Seguro no jogo, o Atlético controlou a decisão em Lyon, limitou as jogadas fortes do Marseille pelas pontas e sofreu pouco. Rudi Garcia colocou N'jié e Mitroglou nas vagas de Ocampos e Germain, mas pouco mudou o panorama do jogo. O melhor momento dos franceses começou aos 35. Sanson cruzou da direita, Mitroglou subiu muito alto e tocou no canto, mas a bola tocou caprichosamente na trave e correu em cima da linha antes da zaga rojiblanca afastar.

Aos 38, Amavi ficou com rebote na entrada da área, arriscou chute rasante e Oblak, bem posicionado, segurou no meio do gol. Mas o Atlético tratou de acabar com a esperança marselhesa. Aos 43, Diego Costa recebeu em velocidade pela esquerda, tocou para a entrada da área e Koke ajeitou para a direita, onde Gabi apareceu para finalizar de primeira e sacramentar o título do Atlético: 3 a 0.

Capitão Gabi fechou a conta em Lyon: meia não marcava desde 2015 (Foto: Philippe Desmazes/AFP/Getty Images)
Capitão Gabi fechou a conta: meia não marcava desde 2015 (Foto: Philippe Desmazes/AFP/Getty Images)

Os dois times fecham sua temporada no próximo final de semana. No sábado (19), às 16h, o Marseille, quarto colocado da Ligue 1, precisa da vitória diante do Amiens, em casa, para sonhar com uma vaga para a Uefa Champions League. No domingo (20), às 13h30, o Atlético recebe o Eibar. Com um empate, os colchoneros confirmam o vice-campeonato de La Liga.