Marco Reus enaltece Lucien Favre, novo técnico do Dortmund: "Melhor com quem já trabalhei"

Meia foi comandado pelo novo treinador aurinegro durante sua passagem no Borussia Mönchengladbach

Marco Reus enaltece Lucien Favre, novo técnico do Dortmund: "Melhor com quem já trabalhei"
TF-Images/Getty Images

O meia alemão Marco Reus chamou a atenção do futebol europeu e passou a ser uma vitrine de um bom jogo desempenhado após um início bastante promissor no Borussia Mönchengladbach. Na temporada 2011-12, o jogador marcou 18 gols em 32 jogos com a camisa dos Potros. Foi a época de melhor posicionamento da equipe, quando ficou nas primeiras posições da Bundesliga e chegou a disputar seriamente o título nacional com equipes de maior investimento, como Bayern de Munique e Borussia Dortmund. O técnico era Lucien Favre.

No começo desta semana, Lucien Favre foi anunciado como treinador do Borussia Dortmund a partir do segundo semestre. Com isso, Reus volta a trabalhar com o técnico em um dos melhores períodos de sua carreira. A expectativa de uma harmonia com o desencadeamento de uma parceria que deu certo alguns anos atrás anima o jogador, que está em vias de disputar sua primeira Copa do Mundo com a seleção da Alemanha.

Guillaume Ruoppolo/Icon Sport/Getty Images

Em entrevista ao site da Federação Alemã de Futebol (DFB), o meia deixou bem claro o ânimo de trabalhar com Favre novamente. Assim como aconteceu no Gladbach, Reus espera que a passagem do técnico no Dortmund seja duradoura e vencedora.

“Eu tive alguns treinadores nos clubes e dentre eles Favre é provavelmente o melhor que já tive. É claro que muito tempo se passou desde que trabalhamos juntos no Borussia Mönchengladbach. Foi ótimo ver na época como ele trabalhava nos detalhes como técnico. Tanto no vestiário quanto no campo, onde ele próprio fez tudo e teve total controle sobre o processo. Espero que Lucien Favre ainda funcione da mesma maneira agora. Então estaremos prontos para voltar aos bons caminhos no Borussia Dortmund”, afirmou.

As lesões sérias, acompanhadas por um longo processo de recuperação, tiraram o atleta da disputa da Copa do Mundo em 2014 um dia antes do embarque da Alemanha ao Brasil, quando a Mannschaft conquistou o tetracampeonato. O drama quase se repetiu nessa temporada. A metade final da temporada foi muito bem trabalhada para minimizar quaisquer riscos de novo corte. Marco Reus destacou que foi muito difícil esse período, principalmente essa última lesão.

“Eu tive algumas lesões, mas essa ruptura parcial dos ligamentos cruzados foi a mais difícil. Eu apenas tentei levar a situação passo a passo e cheguei ao ponto de sair com a minha namorada para tirar a minha mente disso. Demorou cinco meses para eu chutar uma bola novamente. Demorou alguns dias para se acostumar a jogar bola e redescobrir o tempo e o ritmo. Para o coração e para a mente foi um momento verdadeiramente incrível. Eu provavelmente poderia ter ficado longe por mais quatro semanas, mas eu tive uma boa sensação e tudo funcionou bem. Definitivamente eu quero ajudar o time no campo. Eu estarei com 29 anos quando a Copa começar e eu sei muito bem o que posso fazer”, afirmou.

Lars Baron/Bongarts/Getty Images

Marco Reus está na lista de 27 convocados divulgada pelo técnico Joachim Löw. A Alemanha segue em ritmo de treinamentos na preparação para o Mundial. A equipe vai buscar o pentacampeonato a partir do dia 17 de junho, ao meio-dia, contra o México.