Atacante Mario Gomez lamenta ausência de Sandro Wagner: "Levaria à Copa do Mundo"

Jogador do Bayern de Munique não está na lista prévia dos 27 jogadores selecionados por Joachim Löw para o período de treinos; além de Mario Gomez, Nils Petersen e Timo Werner foram os convocados para o setor ofensivo

A ausência de Sandro Wagner da lista prévia dos convocados da Seleção da Alemanha para a disputa da Copa do Mundo ainda gera comentários e discussão. O técnico Joachim Löw deixou de fora o jogador do Bayern de Munique, que, por sua vez, insatisfeito com a decisão do treinador, anunciou a aposentadoria da Mannschaft. Convocado para mais um Mundial, a ser iniciado no próximo mês de junho, Mario Gomez afirmou que entende a decepção do companheiro de setor ofensivo e que o colocaria entre os selecionáveis.

“Obviamente Sandro Wagner está desapontado. Eu o levaria para a Copa do Mundo”, afirmou o centroavante à beira dos 33 anos de idade, ao deixar claro também o merecimento de Timo Werner e Nils Petersen para estarem na lista como referências no setor de ataque. “Timo Werner é o futuro: ele pode se tornar um dos melhores atacantes do mundo – eu já disse isso muitas vezes. E Nils Petersen ganhou porque ele realmente foi impressionante para o Freiburg na temporada que acabou”, completou.

Martin Rose/Bongarts/Getty Images

Dentre os três convocados, Mario Gomez é o mais experiente, com 73 participações e disputas de Eliminatórias Europeias, Eurocopa, Copa das Confederações e Copa do Mundo. Werner foi convocado em 12 oportunidades e Nils Petersen nunca tinha sido chamado por Löw, mas o bom desempenho no ataque do Freiburg na temporada foi determinante. O jogador foi o segundo maior goleador da Bundesliga, com 15 gols, enquanto Werner marcou 13 vezes e Gomez balançou a rede em nove oportunidades.

Até a próxima segunda-feira (4), a comissão técnica tem a obrigação de enviar os 23 jogadores que irão representar a Alemanha na Copa do Mundo, o que significa que quatro atletas participantes dos treinamentos preparativos serão cortados. Ao ser perguntado sobre isso, Mario Gomez foi taxativo em afirmar que não tem certeza se vai à Rússia.

“Eu não sei o que vai acontecer depois da Copa do Mundo. A única coisa que sei com certeza é que definitivamente estarei no Stuttgart na próxima temporada. O técnico sabe o que eu trago para o jogo e farei de tudo para estar na Copa do Mundo. Não posso fazer mais do que isso”, concluiu.

A Alemanha terá dois amistosos, a serem disputados contra Áustria e Arábia Saudita, como finalizadores da preparação para o Mundial. A equipe vai buscar o pentacampeonato e a detenção da hegemonia dos maiores vencedores – ao lado da Seleção Brasileira – a partir do dia 17 de junho, quando enfrenta México, Suécia e Coreia do Sul no Grupo F.