Pouco inspirada, França apenas empata com Estados Unidos em último teste pré-Copa

Franceses dominaram as ações no primeiro tempo, mas frustraram os torcedores ao sair atrás do placar contra os americanos; Bleus agora focam na estreia diante da Austrália

Pouco inspirada, França apenas empata com Estados Unidos em último teste pré-Copa
(Foto: AFP/Jeff Pachoud)
França
1 1
Estados Unidos

Neste sábado (9), a França realizou seu último teste antes de ir para a Rússia. Diante dos Estados Unidos, os Bleus jogaram melhor, mas ficaram apenas no 1 a 1. Julian Green abriu o placar em Lyon ainda no primeiro tempo e Kylian Mbappé empatou já na parte final do jogo.

Agora a Seleção Francesa já começa a preparação definitiva para sua estreia na Copa do Mundo. O primeiro jogo é diante da Austrália no sábado (16), ás 7h. Em seu segundo compromisso, a França enfrenta o Peru no dia 21, quinta-feira, ao 12h. No encerramento do Grupo C, eles travam duelo contra a Dinamarca, terça-feira (26), ás 11h.

Os Estados Unidos, que estão fora do Mundial, só voltam a campo em setembro, diante do México. A partida está marcada para o dia 11, sexta-feira, no Nissam Stadium.

Franceses dominam a primeira etapa, mas são castigados pela pouca inspiração

A partida no Parc Olympique Lyonnais começou frenética pelo lado dos donos da casa. Com apenas quatro minutos, Green tentou puxar contra-ataque, mas tocou errado e a bola sobrou para a Pogba, que mandou uma bomba na trave esquerda. Em seguida, aos nove, foi a vez de Giroud criar boa oportunidade ao cabecear a bola em cima do goleiro após lançamento na área.

Se destacando pela mobilidade, Griezmann criou boas oportunidades para os Bleus. O atacante conseguia facilmente se desmarcar dos defensores, tanto que aos 20, se desvencilhou do marcador e chutou de perna esquerda, assustando Steffen.

Apesar da pressão, a França tinha dificuldades em rodar a bola e em alguns momentos era pouco incisiva. Pogba era o mais participativo e aos 32, criou outra ótima chance. O volante recebeu na entrada da área, cortou o defensor e finalizou de perna esquerda ao lado da trave.

No lado dos Estados Unidos, a jovem seleção sentia a falta de poder ofensivo contra o forte adversário, mas ainda sim encontrava espaços na defesa francesa. E foi assim que saiu o primeiro gol da partida. Aos 41, Moore avançou pela direita e cruzou, Sidibé tentou dominar a bola na área, mas acabou por deixar ela escapar. Green aproveitou a sobra e bateu no canto direito de Lloris, abrindo o placar já no final do primeiro tempo.

Lance de Giroud e poucas chances marcam o segundo tempo

Os 45 minutos restantes do confronto foram diferentes do que se esperava. Apesar de seguir superior, o time de Didier Deschamps ainda pecava pela falta de inspiração na parte da criação e já não ameaçava os americanos com tanto perigo.

O primeiro lance significativo da etapa complementar aconteceu pelo lado americano. Aos 47, Green passou por Mendy, cruzou rasteiro e encontrou Wood livre pra marcar o segundo gol dos Estados Unidos. Porém, o atacante estava em posição irregular e o tento foi anulado pelo bandeira.

Cinco minutos depois, após escanteio cobrado, Giroud se chocou feio com Miazga e jogo foi paralisado. O atacante teve que ter a cabeça enfaixada, mas por prevenção, foi substituído e deu lugar a Dembélé.

O golpe duro para os estadunidenses veio aos 77 minutos. Fékir, que tinha acabado de entrar, levou a defesa americana até a entrada da área e encontrou Pavard livre na direita. O lateral cruzou rasteiro, na medida para Mbappé, sem marcação, balançar as redes e empatar a partida. 

Os EUA não conseguiram reagir ao gol sofrido e viram a França apenas administrar o resultado até o fim de jogo. Empate amargo para Didier Deschamps e comemorado pela jovem equipe de Dave Sarachan.