Com primeira participação decisiva do VAR na Copa, França derrota Austrália
Foto: FIFA/Michael Regan

Com primeira participação decisiva do VAR na Copa, França derrota Austrália

Árbitro de vídeo foi utilizado pela primeira vez em um Mundial; Franceses tiveram pouca inspiração, mas contaram o ajuda da tecnologia para vencer, enquanto australianos surpreenderam pela atuação e agora sonha com a segunda vaga

Caio__Vinicius
Caio Vinicius
FrançaLloris; Pavard, Varane, Umtiti, L. Hernandez; Kanté, Paul Pogba, Tolisso (Matuidi); Dembélé (Fekir), Griezmann (GIroud) e Kylian Mbappé. Técnico: Didier Deschamps
AustráliaMathew Ryan; Risdon, Sainsbury, Milligan, Behich; Jedinak, Aaron Mooy, Leckie, Tom Rogic (Irvine); Robbie Kruse (Arzani) e Nabbout (Juric). Técnico: Bert van Marwijk
Placar1-0, min.57, Griezmann. 1-1, min. 61, Jedinak. 2-1, min. 77, Pogba.
ÁRBITROAndrés Cunha (URU)
INCIDENCIASPrimeira rodada do Grupo C da Copa do Mundo 2018, na Kazan Arena, em Kazan, Rússia

A primeira rodada do Grupo C da Copa do Mundo começou com tudo neste sábado (16). Em Kazan, a França bateu a Austrália por 2 a 1 com gols de Griezmann, cobrando pênalti, e PogbaJedinak, também de penalidade máxima, descontou. A partida se tornou histórica após o VAR ser utilizado no primeiro pênalti da partida, com o árbitro de vídeo sendo consultado e assinalando a falta de Risdon em Griezmann dentro da área.

Pela segunda rodada do torneio, as duas seleções voltam na próxima quinta-feira (21). A França vai até Ecaterimburgo, onde enfrenta o Peru na Arena Ekaterinburg, ao 12h. Já a Austrália vai para Samara, pegar a Dinamarca, ás 13h, na Arena Samara.

Atuação surpreendente da Austrália e pouca inspiração na França

O jogo começou com um bombardeio francês na área. Logo no primeiro minuto, Kanté lançou Mbappé, que invadiu e bateu cruzado para a defesa de Ryan. Até os 6, os Bleus já tinham três finalizações ao gol australiano. 

Organizada em campo, a Austrália conseguiu imprimir seu jogo depois dos 10 minutos. Além do jogo físico, que encurralou os franceses em boa parte do jogo, o trio de ataque da França exercia pouca pressão na saída de bola. Os Socceroos tinham facilidade pra sair tocando e contavam com a boa participação dos extremos. 

Aos 17, Mooy levantou na área, Leckie desviou e Lloris fez grande defesa. Os australianos também tiveram outra oportunidade aos 45, com Behich pegando a sobra e chutando sobre o gol. Com o fim do primeiro tempo, o sentimento foi de surpresa com a atuação da Austrália e o fraco desempenho da França.

Uso da tecnologia é determinante no segundo tempo

A etapa complementar começou movimentada e logo aos 9 minutos, o grande lance da partida. Griezmann foi lançado na área e derrubado por Risdon. O árbitro deixou o lance seguir, mas logo paralisou a partida e chamou o VAR. Momento histórico para a Copa do Mundo, com a tecnologia sendo consultada pelo arbitro pela primeira vez no torneio.

Após analisar o lance, o juiz apontou para a marca da cal. Griezmann, que sofreu a penalidade, cobrou com categoria no canto esquerdo e abriu o placar para os franceses. A alegria, no entanto, não durou muito. 

Três minutos depois, Mooy levantou na área, Umtiti subiu sozinho e desviou a bola com a mão. Sem hesitar, o árbitro assinalou o segundo pênalti da partida. Capitão da Seleção Australiana, Jedinak chamou a responsabilidade e bateu rasteiro no canto esquerdo.

O jogo então se tornou lá e cá. E a França acabou levando a melhor. Aos 32 minutos, Pogba e Giroud tabelaram na entrada da área, Behich tocou na bola e ela encobriu Ryan, batendo no travessão e quase em cima da linha. Novamente com o auxílio da tecnologia, o árbitro confirmou o gol francês e o 2 a 1 no placar.

A partir daí, a Austrália apostou suas últimas fichas indo pra cima dos Bleus, mas não foi suficiente. Fim de jogo em Kazan com desempenho apagada pelo lado francês, mas com três pontos na estreia. Apesar da derrota, os australianos saem com a esperança de conseguir lutar por uma segunda vaga com Peru e Dinamarca após a boa atuação.

VAVEL Logo