1-0, min. 18, Agüero. 1-1, min. 22, Finnbogason.
Messi perde pênalti, goleiro brilha e assegura empate da Islândia contra Argentina

Messi perde pênalti, goleiro brilha e assegura empate da Islândia contra Argentina

Seleção sul-americana dominou boa parte da partida, mas o goleiro Halldórsson foi o nome da partida

yannrodrigues
Yann Rodrigues

Argentina e Islândia se enfrentaram na manhã deste sábado (16), em Moscou, no jogo de abertura do Grupo D da Copa do Mundo. A partida teve a tônica de ataque contra defesa.

O poderoso time argentino comandando por Lionel Messi, diante do guerreiros e raçudos Vikings. O final acabou igual. Aguero e Finnbogason fizeram os gols do empate por 1 a 1. 

Ainda neste sábado (16), às 16h, Croácia, de Luka Modric, e Nigéria encerram a primeira rodada do grupo, podendo, o vencedor, dormir líder. A partida acontece no Kaliningrad Stadium

Domínio argentino e oportunismo islandês

Aos quatro minutos os Hermanos chegaram. Após falta sofrida por Tagliafico, Messi cruzou na área e Otamendi desviou pela linha de fundo. Tagliafico também chegou perto de comemorar após completar levantamento de Messi, mas a bola foi pela linha de fundo. 

A grande chance islandesa foi em uma roubada de bola. Rojo errou o passe e Caballero afastou mal, Sigurdsson tabelou e a bola sobrou com Bjarnasson de frente para o gol, mas o camisa 8 chutou rasteiro para fora. 

O camisa 10 argentino deu seu primeiro cartões de visita aos 15 minutos quando recebeu de Messi, gingou na frente da marcação, puxou para perna canhota e encheu o pé para boa defesa de Halldórsson. 

Aos 18 minutos, Sergio Aguero tirou o zero do marcador. Rojo recebeu de Mascherano, avançou e finalizou forte. O camisa 19 conseguiu dominar e finalizar no ângulo do goleiro para abrir o placar.

(Foto: FIFA/Getty Images)
(Foto: FIFA/Getty Images)

Os Vikings foram para cima e chegaram ao objetivo. Após sequência de bolas erguidas na área, Sigurdsson chutou, Caballero não conseguiu encaixar e a bola se ofereceu a Finnbogason que chegou empurrando para o gol vazio. 

(Foto: Matthias Hangst/Getty Images)
(Foto: Matthias Hangst/Getty Images)

A reta final da primeira etapa foi de toques por parte da equipe de Sampaoli, enquanto a estreante em Copas se limitou a marcar e anular de todas as formas possíveis Ángel Dí Maria e Lionel Messi. 

Messi apagado e “iceberg” islandês 

Na volta do intervalo, um jogo mais morno e estudado. A seleção sul-americana tentava furar o bloqueio montado pelos europeus, mas esbarrava na geleira branca na frente da área. 

Aos 18 minutos da etapa final, Lionel Messi lançou Meza que foi derrubado na área. O árbitro polonês não exitou e assinalou a penalidade máxima. O próprio camisa 10 foi para a bola, mas sem confiança nenhuma cobrou a meia altura e Halldórsson caiu para fazer excelente defesa. 

Messi tentou se redimir em cobrança de falta, mas acabou acertando a barreira. A segunda oportunidade de redenção foi na sua jogada principal. Ele recebeu de Banega na entreda da área, limpou a marcação e bateu no cantinho, mas para fora. 

Aos 41 minutos, Pavón cruzou rasteiro, mas a bola foi na direção do gol e Halldórsson defendeu de forma excepcional. Mascherano também arriscou de fora da área, mas o goleiro defendeu. 

No finalzinho, o craque argentino e do Barcelona ainda teve oportunidade após ser derrubado na entrada da área. De novo, na cobrança de falta, acertou a barreira islandesa. 

VAVEL Logo
CHAT