O primeiro da história: Costa Rica e Sérvia abrem grupo E com confronto inédito em Copas
(Foto: Rodrigo Rodrigues/ VAVEL Brasil)

O primeiro da história: Costa Rica e Sérvia abrem grupo E com confronto inédito em Copas

Seleções fazem jogo de estreia pelo Grupo E e protagonizam nesta edição, o primeiro duelo em mundiais

vfeistler
Valéria Possamai

O domingo (17) marca a estreia das equipes do Grupo E na Copa do Mundo 2018, na Rússia. E às 9h da manhã (horário de Brasília), as seleções de Costa Rica Sérvia duelam em Samara, pela primeira rodada do grupo. O confronto inédito entre as duas equipes em edições do Mundial gera expectativas. De um lado, a equipe Costarriquenha, que na última edição da Copa, surpreendeu ao se classificar em primeiro no grupo de seleções tradicionais. De outro, os Sérvios, fora do torneio disputado no Brasil, voltam a uma grande competição, após a conquista de uma vaga nas Eliminatórias Europeias.

Costarriquenhos querem repetir a campanha de 2014

A equipe que surpreendeu na edição passada, ao se classificar em primeiro lugar no grupo da morte com Itália, Uruguai e Inglaterra, busca repetir o feito na Rússia. A chegada até as quartas de final, na Copa do Mundo no Brasil, marcou o melhor desempenho dos costarriquenhos em edições do mundial.

A Costa Rica, que soma um total de quatro aparições em Copas do Mundo, chega ao Mundial de 2018 após ter passado pelas Eliminatórias da CONCACAF, com uma campanha de quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas.

O time, no entanto, desembarcou em solo russo cercado de desconfiança.  A queda no desempenho técnico, demonstrada no último teste antes da estreia no Mundial contra a Bélgica, quando perdeu pelo de 4 a 1, causou repercussões negativa entre os torcedores e na imprensa local.

Para espantar as incertezas, o técnico Óscar Ramírez aposta na mesma receita de 2014 e por isso, 13 dos 23 convocados para Rússia disputaram o Mundial passado. Entre os nomes está o goleiro Navas (Real Madrid), o zagueiro Oviedo, do Sunderland, os meias Celso Borges (La Coruña) e Bryan Ruiz (Sporting) e o atacante Joel Campbell, que joga pelo Bétis, pilares do time titular.

Retrospecto em estreias na Copa do Mundo

Das quatro estreias em Mundiais, a Costa Rica venceu em três oportunidades.

► A primeira vitória ocorreu na primeira participação em 1990, realizada na Itália. Integrante do grupo C, junto de Brasil, Suécia e Escócia, a Costa Rica conquistou grande desempenho em seu primeiro Mundial. E a estreia foi marcada com vitória, 1 a 0 sobre a Escócia, no Estádio Luigi Ferraris, Gênova. Naquela oportunidade, o time se classificou na fase de grupos e acabou sendo eliminado na fase seguinte pela Tchecoslováquia, após perder pelo placar de 4 a 1, na fase de oitavas de final.
 
► Após ficar fora da competição em 1994 e 1998, a Costa Rica voltou ao Mundial na edição de 2002, na Coréia do Sul/Japão. Novamente no grupo do Brasil, o time estreou com o pé direito: vitória de 2 a 0 sobre a China. Mas dessa vez não conseguiu se classificar para a fase seguinte e foi eliminada ainda na primeira fase. Com uma vitória, um empate e uma derrota, os costarriquenhos ficaram em 3° lugar no grupo, perdendo a vaga nas oitavas no critério de saldo de gols.

► Em sua terceira aparição em Mundiais, os costarriquenhos tiveram em 2006 o seu pior desempenho. Logo na estreia, o time foi derrotado pela anfitriã do evento, a Alemanha, por 4 a 2. Esta foi a primeira das três derrotas seguidas da Seleção. Com o saldo negativo, o time acabou em último na classificação do Grupo A, sendo eliminado da competição.

► Sem conquistar a classificação para a Copa de 2010 na África do Sul, os costarriquenhos voltaram ao Mundial em 2014, para alcançaram seu melhor desempenho em mundiais. Na edição realizada no Brasil, a Costa Rica terminou em primeiro lugar no grupo da morte, após vencer Uruguai e Itália e empatar com a Inglaterra. Nas oitavas, conquistou a vaga a próxima fase após empatar em 1 a 1 com a Grécia no tempo normal e vencer nos pênaltis. Nas quartas, empate por 0 a 0 com a Holanda no tempo normal. Na decisão por penalidades, os costarriquenhos acabaram eliminados após perder por 4 a 3. 

Mesmo com a eliminação, o time atingiu a melhor marca em Copas do Mundo. E nesta edição, a expectativa é repetir o rendimento de 2014 e ir além. Para isso, o time terá pela frente a Sérvia, nesta primeira rodada, em seguida o Brasil e na última rodada enfrenta a Suíça.

Em campo, a Costa Rica estará representada por: 

Goleiros: Navas, Pemberton e Moreira;

Defensores: Acosta, Gonzalez, Smith, Duarte, Oviedo, Calvo, Gamboa, Waston e Matarrita;

Meio-campistas: Celso Borges, Bolaños, Colindres, Bryan Ruiz, Rodney Wallace, Azofeifa, Tejeda e Guzman;

Atacantes: Venegas, Joel Campbell e Ureña.

Sérvia: construindo história em mundiais

Matic, atual jogador do Manchester United, é um dos principais jogadores da Sérvia Foto: (Getty Images)
Matic, atual jogador do Manchester United, é um dos principais jogadores da Sérvia Foto: (Getty Images)

 

 

 

Assim como o adversário, os Sérvios também buscam repetir o desempenho na edição passada e ir além. Esta será a segunda participação da Sérvia como seleção independente em edições da Copa do Mundo. Antes disso, fazia parte da Iugoslávia, entre 1920 e 1992. Depois, era uma federação unida com o vizinho Montenegro, onde atuaram entre 1994 e 2006.

A primeira participação ocorreu na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Sorteados no Grupo D ao lado de Alemanha, Gana, Austrália, os Sérvios não conseguiram passar da primeira fase, mas surpreenderam ao vencer a Alemanha, pelo placar de 1 a 0, na segunda rodada do grupo.

Retrospecto em estreias na Copa do Mundo

►A estreia inédita na edição de 2010, como seleção independente, guarda o histórico negativo da derrota por 1 a 0 para Gana.

Sem ter conquistado a classificação para o Mundial no Brasil, no ano passado, a fase de grupo é a unica marca alcançada pelos Sérvios no torneio. A vaga na Rússia, foi conquistada de forma direta após boa campanha na Eliminatórias Europeias. Em primeiro lugar de sua chave, com Irlanda, País de Gales e Áustria, os Sérvios somaram seis vitórias, três empates e uma derrota, marcando 20 gols e sofrendo 10.

Pela frente, sorteada no Grupo E, a Sérvia terá pela frente os costarriquenhos, na estreia, posteriormente a Suíça e no último compromisso pela primeira fase, o Brasil.

Na edição da Rússia, a Seleção estará representada por:

Goleiros: Vladimir Stojkovic, Predrag Rajkovic e Marko Dmitrovic; 

Defensores: Aleksandar Kolarov, Antonio Rukavina, Milan Rodic, Branislav Ivanovic, Uros Spajic, Milos Veljkovic, Dusko Tosic e Nikola Milenkovic;

Meio-campistas: Nemanja Matic, Luka Milivojevic, Marko Grujic, Dusan Tadic, Andrija Zivkovic, Filip Kostic, Nemanja Radonjic, Sergej Milinkovic Savic e Adem Ljajic;

Atacantes: Aleksandar Mitrovic, Aleksandar Prijovic e Luka Jovic. 

VAVEL Logo
CHAT