Manutenção da hegemonia: Alemanha inicia busca pelo penta em duelo contra México
Arte: Rodrigo Rodrigues/VAVEL Brasil

Manutenção da hegemonia: Alemanha inicia busca pelo penta em duelo contra México

Alemães e mexicanos vão para a partida para terem o melhor desempenho possível e conseguirem um resultado positivo, prometendo um jogo complicado entre as duas favoritas do Grupo F

raisa-lima
Raisa Lima

Alemanha e México se enfrentam no domingo (17) na estreia das equipes na Copa do Mundo na Rússia 2018. O primeiro jogo do Grupo F começa às 12h (horário de Brasília), no Estádio Lujniki, em Moscou.

Os alemães são os favoritos na partida, mas os mexicanos prometem um bom desempenho no seu começo no mundial. As seleções são as mais fortes do Grupo F e o resultado positivo deste jogo é importante para as duas equipes: Alemanha almeja seguir sem dificuldades na fase de grupos, e o México precisa conquistar pontos para abrir vantagem contra os demais adversários do grupo para conseguir a classificação e avançar na competição.

As seleções se enfrentaram pela última vez na semifinal da Copa das Confederações em 2017, os alemães saíram com a vitória por 4 a 1 e logo depois venceram a competição na final contra o Chile. Já os mexicanos disputaram o terceiro lugar contra Portugal, empataram e foram para a prorrogação, perdendo com o gol português marcado no tempo adicional.

Alemanha: favoritismo no mundial e expectativa do desempenho da equipe

A seleção alemã mudou bastante desde a Copa no Brasil em 2014 onde foi tetracampeã. Novamente passou por renovações que acontece naturalmente na equipe, e vem se mostrando forte nas últimas competições que disputou. Teve um aproveitamento de 100% nas eliminatórias para o mundial, vencendo todos os dez jogos, marcando 43 gols e sofrendo apenas quatro. Também conquistou a Copa das Confederações em 2017, contra o Chile, por 1 a 0.

Contudo, nos amistosos em 2018 não mostrou a sua força deixando a desejar em alguns confrontos: empatou com a Espanha por 1 a 1, sendo dominada em boa parte do jogo; perdeu para o Brasil por 1 a 0 e contra a Áustria por 2 a 1. Essas partidas trazem dúvidas e questionamentos se a seleção alemã mostrará o bom desempenho que teve das competições. 

Na Rússia, os alemães estão conscientes do desafio que tem pela frente. Assim, o técnico Joachim Löw tentará escolher as melhores peças para compor o time em cada jogo. Contra o México, a formação da equipe é uma das questões e foi levantada durante a coletiva de imprensa.

“Todos os jogadores estão em forma. Mesut Özil fez dos treinos adicionais esta semana. Ele está em forma e causa uma boa impressão. Há duas ou três considerações, mas, como sempre, discutirei a programação com a equipe primeiro. Também posso dizer que Julian (Draxler) vai jogar desde o começo. Julian foi o capitão no ano passado na Copa das Confederações. Acho que ele deu um grande passo em termos de personalidade, franqueza e profissionalismo. Assumir a responsabilidade pela equipe mais nova fez bem a ele. Eu sou um fã de suas habilidades. Ele esteve em ótima forma conosco nos últimos meses. Ele pode dar muito para a equipe, é com isso que eu estou contando”, afirmou Löw.

Também foi questionado sobre a situação de Manuel Neuer que está voltando de uma recente lesão e jogou poucos antes da Copa.

“Eu o vi muito focado e concentrado durante toda a semana. Ele participou do campo de treinamento em cada unidade e fez uma impressão de calma, estável e autoconfiante. Ele está em muito boa forma. Está tudo lá, o que estava antes. Os dois jogos certamente o ajudaram mais uma vez a obter a prática do jogo. Esse é o Manuel Neuer que conhecemos”, disse.

Sobre o jogo de abertura dos alemães contra os mexicanos, Löw ressalta a importância da vitória, mas não menospreza o poder do México. “É sempre importante começar bem um torneio. Todo mundo está com calor. Nós realmente queremos começar com uma vitória no grande torneio. O México tem uma equipe forte e perigosa no grupo, que não devemos subestimar. Mas se colocarmos nossas qualidades em jogo, tenho certeza que venceremos o jogo", reforçou.

México: metamorfose ambulante em busca de avançar no mundial

A seleção mexicana fará a sua estreia na Copa contra a grande favorita da competição e tem a difícil missão de tentar conseguir alguma pontuação desta partida. Pretende se mostrar forte no duelo com uma grande equipe, desconsiderando os resultados negativos dos últimos amistosos antes da competição e nos últimos confrontos decisivos, em semifinais, perdendo de forma acachapante para o Chile na Copa América em 2016 e para a Alemanha na Copa das Confederações em 2017.

Também sabe do desafio que enfrentará no Grupo F, devendo disputar acirradamente contra a Suécia para avançar na fase de grupos. Contará com um time maduro e experiente que joga de forma objetiva, com intensidade e velocidade, além de possuírem atletas com diversas especificidades podendo alternar com facilidade o plano de jogo da equipe.

Para o confronto com os alemães, o técnico Juan Carlos Osorio deverá montar a equipe da melhor forma para enfrentar a Alemanha, podendo mudar a tática durante a partida para se ajustar ao jogo dos adversários. Na coletiva de imprensa, o treinador se mostrou bastante confiante e afirmou que o México vai surpreender os atuais campeões.

“É uma grande chance para o povo mexicano, de competir, de jogar contra o atual campeão do mundo. Uma equipe consolida, com grandes jogadores, um dos favoritos a ganhar o Mundial. Sem dúvida que o time da Alemanha é muito especial. São muito bons com a posse de bola dos meias. Kroos e Khedira são dois meias de alto nível. Acredito que podemos competir, temos chance, uma oportunidade de jogar contra a melhor equipe do mundo", disse.

Osorio destacou a força do elenco e do jogo alemão, mas acredita que o México pode disputar em pé de igualdade.

“Eu acredito nos nossos jogadores e acredito que com os meias que temos podemos disputar a posição. A eficácia neles é a eficácia nos meias. Draxler, Reus, não vamos mudar a maneira de jogo. Sempre vamos competir de igual para igual. Se vamos jogar num lugar neutro, apostaria que México pode competir e ganhar da Alemanha. É uma partida de futebol e podemos ter grandes oportunidades", analisou.

Sobre a situação da seleção tricolor no Grupo F, o técnico comentou como a equipe irá se portar. “Acreditamos na qualidade técnica do grupo, temos potencial para jogar de igual pra igual contra a Alemanha. Jogadores mexicanos são muito fortes confiam na forma de jogar, são competitivos, jogam pela vitória. Entendo a incidência desses três jogos iniciais para determinar o resultado do trabalho. Existe um processo. Não somos Alemanha, mas temos um processo de renovação. Na Copa Ouro e Copa das Confederações, oito jogadores novos chegaram à seleção nacional do México. Depois dessas três partidas, vocês poderão avaliar", afirmou.

VAVEL Logo
CHAT