Zebras no Grupo H, vitória russa e retorno de Salah marcam dia 6 de #VAVELnaRússia
Russos conquistaram sua segunda vitória consecutiva (Foto: Divulgação/RFS)

Zebras no Grupo H, vitória russa e retorno de Salah marcam dia 6 de #VAVELnaRússia

Em revanche de 2014, Japão fez história e venceu a Colômbia; Senegal estreia com triunfo sobre Polônia; Salah retorna, mas Egito é goleado pelos anfitriões

Caio__Vinicius
Caio Vinicius

A terça-feira (19) de jogos da Copa do Mundo foi novamente muito movimentada. No sexto dia de competição, tivemos o encerramento da primeira rodada e o início da segunda com a anfitriã Rússia.

No Grupo H, Japão e Senegal, que eram consideradas concorrentes pelo segundo lugar, estrearam com importantes vitórias sobre as seleções de Colômbia e Polônia, respectivamente. Já no Grupo A, os russos abriram a segunda rodada do Mundial com um triunfo sobre o Egito.

Repercussões do dia

Com um a menos desde o início, Pekerman lamenta expulsão: "Japão soube tirar a vantagem"

Akira Nishino mantém cautela apesar de vitória do Japão: "Vamos economizar na comemoração"

Nawalka confia na recuperação da Polônia, mas admite atuação ruim: "A pior em muito tempo"

Aliou Cissé destaca relevância da vitória de Senegal: "Representamos o continente"

Stanislav Cherchesov elogia atuação da Rússia e exalta atletas convocados: “Estão cheios de vida”

Neymar deixa treinamento e preocupa comissão técnica brasileira

Coutinho prefere esquecer tropeço na estreia e ressalta: "Temos que estar 110% para ganhar jogos"

+ Neuer enfatiza responsabilidade na Alemanha após derrota: "Somos críticos mais severos"

Resumo dos jogos

A terça-feira começou com um confronto animado. Rivais no mesmo grupo em 2014, Japão e Colômbia se reencontraram novamente na Rússia, mas dessa vez, com um fim diferente. Com um a mais, os japoneses fizeram história ao vencer a equipe colombiana.

Momento em que Carlos Sánchez é expulso (Clive Brunskill/Getty Images Sport)

A seleção Colombiana viu seu planejamento para o jogo ir por água a baixo com apenas 3 minutos. Carlos Sánchez cortou a bola na área com a mão e o árbitro marcou pênalti. O volante foi expulso e na cobrança, Kagawa guardou. Los Cafeteros foram pra cima mesmo com um a menos e tiveram êxito no fim do primeiro tempo com um gol de falta de Quintero.

O empate durou até metade do segundo tempo, quando, após muita pressão dos japoneses, Osako desempatou em cabeceio certeiro no gol de Ospina. Na revanche de 2014, melhor para os nipônicos, que conquistaram a primeira vitória de uma seleção asiática contra uma sul-americana em Copas.

No jogo que encerrou a rodada, Polônia e Senegal se enfrentaram pelo Grupo H do Mundial. Sensação na Copa do Mundo de 2002, a equipe africana repetiu o feito e estreou com vitória sobre os europeus. Comandados por Aliou Cissé, eles contaram com alguns vacilos para triunfar.

Jogadores de Senegal comemoram segundo gol (Stefan Matzke/Corbis Sport)

O primeiro erro foi de Thiago Cionek, zagueiro brasileiro naturalizado polonês que marcou contra a própria meta. Depois foi a vez da defesa da Polônia se atrapalhar e a bola ficar para o atacante Niang, com gol aberto, marcar. Krychowiak ainda descontou no final, mas não foi suficiente para impedir a vitória de Senegal.

No último confronto do dia, a Rússia enfrentou o Egito e abriu a segunda rodada. Em apenas 15 minutos, os anfitriões passaram fácil pela equipe egípcia. Com o resultado, eles são a primeira seleção virtualmente classificada para a próxima fase e a confirmação depende apenas que a Arábia Saudita não vença o Uruguai amanhã.

Cheryshev celebra seu terceiro gol no Mundial (Owen Humphreys/PA Images)

Mesmo com Salah retornando de lesão e fazendo sua estreia em uma Copa do Mundo, o Egito não foi páreo para a seleção anfitriã. Os russos fizeram 3 a 0 com 15 minutos da etapa complementar, com gols de Fathi, contra, Cheryshev e Dzyuba. O segundo, inclusive, se tornou artilheiro do Mundial ao lado de Cristiano Ronaldo, com três tentos marcados.

Mas o faraó não terminou sem deixar o dele. Já no final, Salah foi agarrado na área e com o uso do árbitro de vídeo, o árbitro assinalou pênalti. O camisa 10 chamou a responsabilidade, cobrou bonito e descontou para a seleção africana.

Salah teve comemoração contida devido ao resultado (Jam Media/Getty Images Sport)
VAVEL Logo
CHAT