Mesmo com eliminação do Peru, Gareca destaca empenho do elenco: "Deram o que puderam"

Treinador mostrou-se orgulhoso da postura da equipe e projetou um bom futuro para Seleção, que perdeu para França por 1 a 0 e não tem mais chances de avançar no Grupo C

O sonho peruano acabou cedo nessa Copa do Mundo. A seleção do Peru não tem mais chances de avançar às oitavas de final após a derrota por 1 a 0 para França, nesta quinta-feira (21). Porém, não faltou garra, luta e determinação para os rojiblancos.

Esses bons desempenhos em ambos os jogos deixaram o treinador Ricardo Gareca orgulhoso de sua equipe. Em entrevista coletiva após a partida, o técnico elogiou muito seus comandados, e também lamentou as chances de gol perdidas. 

"Em ambas as partidas nós tivemos chances. Em certos momentos não conseguimos fazer o gol. Não tenho o que falar de ninguém, porque todos deram tudo que puderam", afirmou.

Trazendo o Peru de volta para uma Copa do Mundo depois de 36 anos de hiato, Gareca elogiou a geração atual e projetou um futuro brilhante para a seleção e seus jogadores. 

"Parece que o Peru encara o futuro para o que vem. Para o futuro, se receber o apoio que tem que ter, é uma seleção que pode melhorar muito. Temos um compromisso não só com os dirigentes, com o Estado, uma política esportiva, na qual marca muitos outros aspectos institucionais, privados, empresários, onde tem que se dar conta de que o Peru tem um potencial enorme. Os jogadores são atraídos por jogar com a seleção e viver o que é um Mundial. Acho que pode se capitalizar tudo isso e fazer uma coisa incrível", reforçou. 

Gareca avalia a participação peruana como positiva e reforçou que o time vai buscar fechar sua campanha com um bom resultado. "Vamos fazer a melhor partida para encerrar a participação. Queríamos outro resultado. Creio que o aspecto da imagem que o Peru deixou foi positiva, pelo menos para mim", completou. 

A seleção sul-americana volta à campo para encerrar sua participação no Mundial da Rússia na próxima terça-feira (26), contra a Austrália - que ainda pode se classificar para as oitavas -, em Sochi, às 11h (de Brasília).