Com gol em cada tempo, México supera Coreia do Sul e se aproxima de mata-mata da Copa

Com gol em cada tempo, México supera Coreia do Sul e se aproxima de mata-mata da Copa

Vela fez de pênalti e Chicharito marcou um golaço na etapa final

yannrodrigues
Yann Rodrigues
Coreia do SulWoo Cho; Lee, Soo Jang, Gwon Kim e Woo Kim (Chul Hong, min. 84); Seon-min Mun (Young Jung, min. 77), Se-Jong Ju (Seung-Woo Lee, min. 64), Sung-Yueng Ki e Sung Lee; Chan Hwang e Heung-min Son.
México Ochoa; Álvarez, Salcedo, Moreno e Gallardo; Herrera e Guardado (Rafael Marquez, min. 67); Lozano (Corona, min. 71), Layún e Carlos Vela (Giovanni dos Santos, min. 76); Chicharito Hernández.
Placar1-0, min. 25, Carlos Vela. 2-0, min. 66, Chicharito Hernández. 2-1, min. 92, Son.
ÁRBITROMilorad Mazic (SRV-FIFA). Cartões amarelos: Gwon Kim, Lee, Seung-Woo-Lee, Woo-Yong Jung (COR);
INCIDENCIASPartida válida pela segunda rodada do Grupo F, disputada na Rostov Arena, em Rostov.

O México venceu a Coreia do Sul na tarde deste sábado (23), pela segunda rodada do Grupo F da Copa do Mundo, e encaminhou sua vaga às oitavas de final do Mundial. Carlos Vela, Chicharito Hernández e Son fizeram os gols do jogo, que acabou 2 a 1

Ambas as seleções aguardam agora o confronto entre a atual campeã do mundo, Alemanha, contra a Suécia, que pode definir a classificação mexicana e a eliminação dos asiáticos da Copa. 

Superioridade mexicana e mais um pênalti na Copa

A primeira boa chance mexicana saiu das cabeças de Chicharito Hernández. Carlos Vela cobrou falta na área e o atacante se antecipou aos zagueiros e quase abriu o placar. A resposta veio com Lee, após cruzamento de Hwang, chutando forte, mas sendo travado por Gallardo.  

Os asiáticos quase abriram o placar em bola levantada na área. Após boa cobrança de escanteio, Ki subiu mais alto que a zaga e cabeceou firme, mas esbarrou na muralha mexicana chamada Guilhermo Ochoa. 

O México conseguiu abrir o placar de pênalti, aos 25 minutos da etapa inicial. Guardado recebeu na ponta esquerda e cruzou, mas Soo Jang interceptou com o braço, e a arbitragem assinalou o tiro livre. Carlos Vela bateu, deslocando o goleiro, e abriu o placar. 

O time da América Central não parou. Vela fez excelente jogada pelo lado esquerdo e rolou a bola para a entrada da grande área. Layún chegou enchendo o pé e tirando tinta do travessão adversário. Son tentou responder em contra-ataque fulminante. O atacante invadiu a área, mas parou em Ochoa, que defendeu. 

No finalzinho do primeiro tempo, Lozano quase ampliou com um golaço. O atacante recebeu pelo lado esquerdo e, cercado por três marcadores, conseguiu invadir a área, clarear e finalizar forte, mas com muita altura. 

Golaços, classificação e eliminação encaminhadas 

No segundo tempo, pressão. Primeiro Layún tocou para Lozano finalizar, mas o ponta pegou embaixo da bola. Depois o capitão Guardado finalizou torto de direita, mas a bola voltou na perna esquerda e aí o meia obrigou o goleiro Woo Cho a operar um milagre. 

A Coreia do Sul foi para cima. Son tentou após troca de passes, mas sua finalização explodiu em Salcedo. No contra-ataque fulminante, Carlos Vela tentou bater colocado por cima do goleiro, mas encobriu o gol também. 

Aos 21 minutos da etapa final, o letal contra golpe da equipe de Juan Carlos Osório. Roubada de bola no meio, Guardado tocou, Lozano dominou e colocou Chicharito na boa, ele cortou o zagueiro e finalizou no contrapé de Woo Choo para ampliar. 

No finzinho, um golaço, uma pintura, foi o desconto coreano. Son, ponta do Tottenham, recebeu, ajeitou para a perna canhota e bateu bonito, acertando o ângulo de Ochoa, não dando chances ao goleiro e decretando os números finais do jogo. 

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há 19 horas
há 2 dias
há 2 dias
há 3 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 7 dias