Uruguai atropela Rússia, confirma liderança do grupo e aguarda adversário das oitavas de final

Com golaço de Suárez e Cavani desencantado, seleção celeste confirmou primeiro lugar

Uruguai atropela Rússia, confirma liderança do grupo e aguarda adversário das oitavas de final
(Fotos: FIFA/Getty Images)
Uruguai
3 0
Rússia
Uruguai : Muslera; Coates, Godín e Cáceres; Torreira; Nández (Cristian Rodriguez, min. 72), Vecino, Laxalt e Bentancur (De Arrascaeta, min. 52); Suárez e Cavani (Gomez, min. 93).
Rússia : Akinfeev; Smolnikov, Kutepov, Ignashevich e Kudryashov; Zobnin e Gazinskiy (Kuzyaev, min. 45); Samedov, Miranchuk (Smolovo, min. 59) e Cheryshev (Mario Fernandes, min. 38); Dzyuba.
Placar: 1-0, min. 9, Luis Suárez. 2-0, min. 22, Laxalt. 3-0, min. 89, Cavani.
ÁRBITRO: Malang Diedhiou (SEN-FIFA). Cartões amarelos: Gazinskiy e Smolnikov (RUS); Bentancur (URU); Cartões vermelhos: Smolnikov (RUS)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela terceira rodada do Grupo A, disputado em Samara, na Rússia.

O Uruguai confirmou a liderança do Grupo A da Copa do Mundo na manhã desta segunda-feira (25), ao vencer a Rússia por 3 a 0 em Samara. Luis Suárez, cobrando falta, Cheryshev, contra após chute de Laxalt, e Cavani fizeram os gols do jogo. 

Com isso, a equipe sul-americana aguarda a definição do Grupo B, entre Irã, Portugal e Espanha, para saber que ficará em segundo lugar. Os europeus também ficam na espera, mas do líder da chave. 

Primeiro tempo de almanaque e golaço de Suárez 

Logo no primeiro minuto, a seleção celeste tentou chegar com chute de longa distância. Quase da intermediária, Vecino recebeu, dominou e chutou forte, à direita de Akinfeev.

Os uruguaios subiram novamente em contra-ataque fulminante puxado por Luis Suárez, mas o lance terminou em falta sofrida por Bentancur. O camisa 9 foi para bola e bateu rasteiro, no canto do goleiro, para abrir o placar.  

A resposta dos anfitriões veio em ligação direta. Akinfeev lançou Dzyuba na grande área, o atacante ajeitou para Cheryshev, que chegou enchendo o pé direito e obrigando Muslera a defender no susto. 

Os donos da casa buscavam o empate e Cheryshev tentou retribuir o passe de Dzyuba. O camisa 6 cobrou escanteio para o camisa 22 subir e cabecear para o chão, mas a bola saiu por cima da meta de Muslera. 

Aos 22 minutos, um banho de água fria na pressão europeia. Após escanteio cobrado por Torreira, a bola foi cortada parcialmente e sobrou nos pés de Laxalt, que ajeitou, finalizou e contou com um desvio de Cheryshev para enganar Akinfeev e ampliar o marcador. A Fifa deu gol contra do russo. 

Cavani desencanta e Uruguai atropela

No início da etapa final, Cavani teve oportunidade em falta da entrada da área, mas na cobrança ficou na barreira. O camisa 21 tentou novamente após passe de Nández, mas acabou sendo atrapalhado pelo zagueiro Ignashevich. 

A Rússia teve tudo para descontar aos 27 minutos. Muslera saiu jogando errado, Zobnin retomou no meio, arrancou e tocou para Dzyuba livre. O centroavante de 1,96 limpou Cáceres da jogada, mas finalizou mal, torto, pela linha de fundo. 

Cristian Rodriguez assustou Akinfeev. De fora da área, o camisa 7 encheu o pé na direção do gol e obrigou o goleiro russo a espalmar de forma estranha para evitar o gol uruguaio. Cáceres quase completou escanteio de Arrascaeta na sequência, mas a bola passou pelo zagueiro. 

Smolov teve tudo para diminuir logo depois. Após receber na ponta, o camisa 10 driblou dois jogadores já dentro da área e chutou cruzado, mas Muslera defendeu. No contra-ataque, Arrascaeta tocou para Cavani, mas o atacante foi travado na finalização. 

Aos 44 minutos, Cavani desencantou. Após escanteio cobrado, Godin cabeceou forte, Akinfeev fez um milagre, mas no rebote o camisa 21 da celeste tirou o peso das costas e conseguiu o primeiro gol nesta Copa, dando números finais ao jogo.