Favoritos sofrem, Uruguai brilha e  mata-mata começa a ser definido no dia 12 de #VAVELnaRússia
Espanha definiu a vaga às oitavas nos últimos instantes de partida com um gol de Aspas (Foto: Divulgação/RFEF)

Favoritos sofrem, Uruguai brilha e  mata-mata começa a ser definido no dia 12 de #VAVELnaRússia

Uruguai, Rússia, Portugal e Espanha garantem a vaga nas oitavas de fina da Copa do Mundo que começa já no próximo final de semana

Caiaoo_
Caio Pavoski

A segunda-feira (25) chegou ao fim, e com ela, jogos dos Grupos A e B foram o destaque do 12° dia de Copa do Mundo, definindo os primeiros dois confrontos das oitavas de final, que acontecem no próximo final de semana.

Os duelos já definidos para a próxima fase serão entre Uruguai e Portugal e Rússia contra Espanha, seleções que jogaram nesta segunda-feira. Entretanto, nesta última rodada da fase de grupos, os classificados não tiveram vida tão fácil assim.

O Uruguai venceu a seleção anfitriã por 3 a 0, enquanto que Portugal encontrou dificuldades diante do Irã, ficando em um empate com um gol pra cada lado. Já os espanhóis, por pouco não foram eliminados, visto que ficaram atrás do placar duas vezes contra o Marrocos, mas o assistente de vídeo auxiliou a Fúria a conseguir o empate e garantir a sua vaga.

No duelo dos eliminados, Egito e Arábia Saudita protagonizaram um jogo digno de final. Mesmo saindo atrás do placar com um gol de Salah para os egípcios, os sauditas correram atrás do resultado e conquistaram uma vitória de virada nos instantes finais por 2 a 1, como cartão de despedida da Rússia.

Repercussões do dia

+ Óscar Tabarez exalta classificação e postura do Uruguai: "Tudo isso me agrada"

Stanislav Chercheson lamenta derrota da Rússia e garante: "Não vamos só sobreviver"

+ Pizzi agradece atletas pela vitória e comenta seu futuro na Arábia Saudita

+ Após derrota, Héctor Cuper conta: ''Estávamos preparados para ganhar o jogo''

+ Hierro não fica satisfeito com atuação da Espanha e alerta: “Não podemos dar muitas chances”

+ Hervé Renard elogia atuação dos jogadores e se despede de cabeça erguida da Copa

+ Carlos Queiroz detona VAR e exalta atuação do Irã contra Portugal: “Merecíamos ganhar”

+ Fernando Santos evita polêmica com VAR e já pensa no Uruguai: "É uma equipe de muita qualidade"

Resumo dos jogos

Para definir quem levaria a primeira posição do Grupo A, Rússia e Uruguai se enfrentaram na Samara Arena. Com duas vitórias nos últimos dois jogos, os russos levavam vantagem no saldo de gols, entretanto, os uruguaios que só tinham marcado um gol em cada jogo disputado, desencantaram no confronto contra os donos da casa. 

Aos dez minutos da primeira etapa, Suárez bateu falta na entrada da área e chutou forte no canto do goleiro Akinfeev, que nada pôde fazer e viu a bola balançar as redes dos russos. Em seguida, Laxalt chutou de fora da área e Cheryshev desviou, marcando um gol contra.

(Foto: Divulgação/AUF)
(Foto: Divulgação/AUF)

Os russos ainda entraram em maiores dificuldades depois que Smolnikov recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso ainda na primeira etapa. Após a expulsão, os uruguaios controlaram o jogo e ainda desperdiçaram chances no ataque, mas aos 90 minutos, Cavani pegou a sobra no escanteio e ampliou, decretando o placar final de 3 a 0.

Do outro lado do grupo, os já eliminados Egito e Arábia Saudita jogaram na Arena Volgogrado para cumprir tabela, e também, a fim de deixar uma boa impressão na Copa do Mundo. 

Salah, abriu o placar logo aos 22 minutos fazendo um gol de cobertura após disputar a bola com dois marcadores. Em seguida um pênalti a favor dos sauditas foi marcado, mas El Hadary, goleiro veterano de 45 anos, pulou na bola e defendeu a cobrança. Minutos depois, mais um pênalti fora marcado para os árabes que, após análise do VARAl-Faraj bateu forte no canto, igualando o marcador.

Na segunda etapa, o jogo se mostrou equilibrado e com um ritmo menos intenso do que na primeira etapa. Os sauditas passaram a pressionar no final e somente nos acréscimos, Al-Dawsari recebeu a bola dentro da área, girou chutando , chutou forte e decretou o placar do confronto. Com o triunfo, os árabes acabaram com um jejum de 24 anos sem vitória em uma Copa do Mundo, já o Egito de Mohamed Salah, dá adeus à Rússia sem vitórias, mas com dois gols do atacante do Liverpool, destaque da temporada europeia.

(Foto: Divulgação/TheSaaff)
(Foto: Divulgação/TheSaaff)

Para fechar o dia, Portugal enfrentou o Irã, na Arena Sanranski. As duas equipes não podiam tropeçar, em especial, os iranianos que ainda contavam com chances de classificação em caso de insucesso da Espanha contra o Marrocos.

Todavia, a partida se desenhou com os portugueses dominando na posse de bola, mas criando poucas chances que incomodassem o goleiro Beiranvand. Com Cristiano Ronaldo pouco efetivo no ataque, foi Ricardo Quaresma quem abriu o placar, com o seu famoso chute de trivela.

(Foto: Divulgação/AUF)
(Foto: Divulgação/AUF)

O camisa 7 de Portugal ainda teve a chance de ampliar o marcador, mas Beiranvand acertou o canto da batida e defendeu o pênalti que fora marcado com o auxílio do VAR.

Do lado dos iranianos, que precisavam do resultado, o confronto foi ficando mais próximo de um empate, quando a equipe do Oriente Médio pressionou e criou chances perigosas que pararam no goleiro Rui Patrício. Contudo, nos acréscimos, o árbitro marcou um pênalti após minutos analisando o assistente de vídeo, e o Irã chegou ao empate com Ansarifard.

Eliminados ao final da partida, os iranianos choraram copiosamente junto da torcida, visto que o país ficou próximo de não ir à Copa por conta de um embate diplomático com os Estados Unidos, o que dificultou a fabricação de uniformes por parte da fornecedora de artigos esportivos, além de problemas políticos com a federação iraniana.

Para pôr um ponto final da terceira rodada do Grupo B, Espanha e Marrocos protagonizaram um jogo de quatro gols no Kaliningrado Stadium. 

Os marroquinos saíram na frente após erro na saída de bola dos espanhóis, quando Khalib Boutaib saiu em arrancada do meio de campo, ficou cara a cara com De Gea e mandou para o fundo das redes. Isco, buscou o empate para a Fúria logo em seguida, após acertar um chute forte no gol dentro da pequena área. 

(Foto: Divulgação/RFEF)
(Foto: Divulgação/RFEF)

Na segunda etapa, o Marrocos ficou à frente novamente quando os espanhóis falharam na marcação de um escanteio e En-Nesyri subiu mais alto do que Piqué e Sérgio Ramos, mandando para o fundo das redes. 

O placar, que eliminava os espanhóis perdurou até o final, quando Iago Aspas fez um gol de letra após escanteio curto, empatando o marcador e dando a classificação aos europeus, que viveram momentos de apreensão até o árbitro confirmar o gol depois de consultar o VAR por vários minutos.

 

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias