Age Hareide explica cautela da Dinamarca diante da França: "Precisávamos de um ponto"

Age Hareide explica cautela da Dinamarca diante da França: "Precisávamos de um ponto"

Após empate com franceses, treinador explicou a atuação apagada no jogo de classificação para próxima fase; Técnico elogiou peruanos, que acabaram eliminados no Grupo C

Caio__Vinicius
Caio Vinicius

Em um jogo pouco movimentado, a Dinamarca ficou no 0 a 0 com a França. O resultado agradou as duas seleções, pois os franceses já tinham a vaga para as oitavas da Copa do Mundo confirmada, enquanto os dinamarqueses precisavam apenas do empate. 

Técnico da Danish DynamiteAge Hareide reconheceu a força dos adversários. Sabendo da rapidez dos Bleus, o treinador preferiu que sua equipe não se arriscasse tanto no ataque, para não sofrer contra-golpes e sair atrás do placar.

"Foi a primeira vez que queríamos ser muito compactos na defesa, e não podíamos exercer uma pressão muito alta, porque os franceses são muito bons e tem um contra-ataque preciso. É por isso que dissemos a nós mesmos que deveríamos evitá-los e ficarmos em nosso campo", comentou.

"Nós precisávamos de um ponto, enfrentando uma das melhores equipes do mundo, seria estúpido deixar espaços para eles", complementou.

O treinador exaltou bastante a atuação dos jogadores dinamarqueses e em várias oportunidades citou a disciplina como peça chave para a classificação ás oitavas de final.

"Os jogadores realmente suaram a camisa, foram muito disciplinados e é uma coisa boa para nós. Nosso objetivo quando pisamos aqui era chegar entre os 16 melhores times", disse.

"Nós temos o resultado que precisávamos. É um 0-0? Bem, isso nos serve muito bem. Quando alguém precisa de um ponto para passar para a próxima fase, a palavra mais importante é disciplina", finalizou.

Hareide também destacou a dificuldade que encontrou na primeira fase. Para o comandante, o Peru, eliminado na primeira fase, foi quem melhor jogou nas três rodadas do Grupo C. A equipe sul-americana ficou com apenas três pontos, que saíram da vitória sobre a Austrália, nesta terça-feira (26).

"Tivemos um grupo difícil, um dos mais difíceis, e o time que teve apenas três pontos, o Peru, foi quem melhor jogou até aqui", afirmou o treinador.

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias