Van Marwijk aponta falta de pontaria como determinante para eliminação da Austrália

Em seu último jogo no comando dos Socceroos, técnico holandês analisa como positiva a participação dos australianos na Copa; time tinha chances na última rodada, mas perdeu para Peru por 2 a 0

Van Marwijk aponta falta de pontaria como determinante para eliminação da Austrália
Treinador apostou em Cahill, mas australianos não foram capazes de buscar vitória (Foto: Divulgação/Socceroos)

Austrália entrou em campo nesta terça-feira (26) com chances de seguir na Copa do Mundo, mas foi derrotada por 2 a 0 para o Peru e acabou em último lugar do Grupo C, com um ponto. Carrillo e Guerrero marcara os gols dos peruanos, em Sochi.

Apesar da derrota e da eliminação, o técnico Bert van Marwijk aprovou as atuações dos Socceroos e lamentou as chances perdidas também durante as partidas anteriores - derrota por 2 a 1 para a França e empate em 1 a 1 com a Dinamarca.

"Para mim, jogamos melhor que os adversários. Mentalmente também estivemos bem. Se ver bem, veremos que criamos muito no meio-campo, o que é uma das razões principais para controlarmos bem os jogos. Se você jogar assim, acaba tendo chances, cria elas, mas aí precisa marcar também. E aí foi nosso problema, não foi o oponente nem a mentalidade, mas sim marcar os gols, analisou.

De saída da Austrália após a Copa, van Marwijk, vice-campeão do mundo com a Holanda em 2010, analisou como positivo o seu trabalho de cinco meses à frente dos Socceroos e a competitividade demonstrada pelos seus comandados.

"Do jeito que trabalhamos, mostramos para todo mundo que mesmo sem os melhores jogadores do mundo é possível competir. Nós competimos contra França, Dinamarca, Peru.... Eu acho que jogamos no mesmo nível e, em algumas vezes, até melhor. Você também precisa de qualidades individuais para decidir jogos, nós temos que jogar de forma que marquemos gols. Infelizmente eu não pude achar soluções para marcar com meus 11 jogadores. Sobre meu futuro eu não sei, eu amei trabalhar com a Austrália, mas também estou muito feliz que estou livre de novo", admitiu.

Para van Marwijk, tanto Peru quanto a Austrália tiveram menos sorte que seus rivais na chave, o que acabou sendo essencial para a definição dos classificados às oitavas de final.

"É difícil para mim dizer que não foi justa a vitória do Peru, eles marcaram duas vezes, nós não. Mas acho que fomos melhores. Eu vi França x Peru e Dinamarca x Peru. Eles foram parecidos conosco, foram bem e tiveram chances, mas tem que ter conclusões também. Acho que França e Dinamarca tiveram mais sorte que Peru e Austrália na Copa", disse.