Sampaoli destaca empenho após classificação suada da Argentina: "Foi com muita coragem"

Vitória por 2 a 1 sobre Nigéria, com gol já na reta final garantiu a seleção argentina avançar no mundial, mas o técnico continua com pouco prestígio dentro da equipe

A vitória da Argentina sobre a Nigéria, por 2 a 1, classificou a Albiceleste para as oitavas de final na terceira e última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo na Rússia. A conquista parece ter diminuído a tensão entre os jogadores e o técnico Jorge Sampaoli, mas ainda há resquícios que o prestígio do treinador está abalado na equipe.

Durante a partida, Sampaoli comemorou os gols sozinho e ficou inquieto o tempo todo mostrando o nervosismo com o jogo que decidiu a permanência dos argentinos no Mundial. Já na coletiva de imprensa após o jogo, o técnico estava com outra postura, demonstrando seu orgulho com a equipe ao comentar sobre a garra da seleção argentina.

“Fizemos um primeiro tempo muito melhor do que a Nigéria, controlamos muito a posse de bola, a profundidade e a troca de passes no meio. Ficou complicado depois do pênalti, me pareceu nervosismo. Ainda bem que tivemos uma alegria no final. Os jogadores jogaram com o coração e rebeldia, arrancando um triunfo muito importante que fortalece as nossas chances no futuro”, analisou.

O treinador considera que a Argentina foi superior no jogo, acreditando na força e a coragem da equipe diante da Nigéria.

“Foi uma vitória de autoconfiança, de convicção dos jogadores, que sabem que tem que mostrar nesta Copa do Mundo. Conseguiram se impor contra um rival muito difícil, muito heterogêneo. A equipe foi uma fortaleza, que buscou a classificou até o final. A Nigéria sabia que, com um empate, passava. Fizemos muitas mudanças, tentando buscar o resultado. O mais transcendente da noite foi a valentia com que os jogadores argentinos jogaram e marcaram. Foi com muita coragem”, destacou.

Sampaoli também comentou sobre Lionel Messi, falando especialmente sobre o cumprimento recebido do jogador após o gol,o primeiro tento do astro na Copa, e da relação entre os dois.   

“O gesto de Leo [Messi] comigo me deixa com orgulho. Coloco muita paixão em tudo que faço. Falar com ele, me abrir e colocar a limpo a situação para essa Copa do Mundo. Compartimos o sonho de vir à Rússia para conseguir algo pela Argentina. A paciência que o time teve no primeiro tempo gerou, basicamente, que o rival não tivesse possibilidade de transição. Eu disse ao Leo que todo o entorno futebolístico o daria segurança, tranquilidade e suporte. Nós temos o melhor jogador do mundo. Nós, como condutores, temos que saber aproveitar. Contra a Croácia, a responsabilidade foi minha, nessa condução", admitiu.

Messi cumprimenta Sampaoli (Giuseppe CACACE / AFP)
Messi cumprimenta Sampaoli (Foto: Giuseppe CACACE / AFP/Getty Images)

Com a vitória da Argentina, a Albiceleste se classifica em segundo do Grupo D e vai enfrentar a França nas oitavas de final. O jogo abre a etapa que começa no próximo sábado (30), às 11h, na Kazan Arena. O confronto entre os franceses promete uma grande partida com muita disputa e emoção.