Shin Tae-Young admite emoções mistas por eliminação da Coreia do Sul: "Me sinto ambivalente"

Treinador sul-coreano reconheceu importância da vitória sobre os germânicos, mas se mostrou chateado pela eliminação na fase de grupos

Shin Tae-Young admite emoções mistas por eliminação da Coreia do Sul: "Me sinto ambivalente"
(Foto: TASS/Sergei Savostyanov/Getty Images)

A vitória da Coreia do Sul sobre a Alemanha nesta quarta-feira (27) com certeza será lembrada por muito tempo em histórias sobre a Copa do Mundo. Já no fim da partida, os asiáticos conseguiram dois gols e eliminaram os atuais campeões do torneio, mas também ficaram pelo caminho. O técnico coreano, Shin Tae-Young, comentou sobre a incrível vitória em entrevista pós-jogo. 

"É uma mistura de emoções que a gente vive. Eu me sinto ótimo, mas ao mesmo tempo um pouco vazio, então me sinto meio ambivalente", revelou.

Em coletiva antes da partida, Shin havia dito que as chances da Coreia bater a seleção europeia eram mínimas. Mas o treinador pediu para que os jogadores fizessem de tudo para sair de cabeça erguida da Copa do Mundo. E conseguiram, com gols de Son e Kim Young.

"Ontem eu disse que havia apenas 1% de chance. Falei aos meus jogadores que era realmente para realizar um último esforço e que tinham que lutar até o final", afirmou.

O comandante também revelou que pretendia usar o forte favoritismo dos alemães a favor de sua seleção. A maioria dos torcedores apostava fortemente na vitória e classificação da Alemanha, já que os coreanos perderam seus dois primeiros jogos no torneio e chegaram a última rodada tendo que fazer três gols

"A Alemanha é a atual campeã e a número um no ranking da FIFA, então raciocinei sobre o que eles poderiam nos causar, porque provavelmente sentiram que nos derrotariam - foi o que todos pensaram. E eu pensei que poderíamos usar isso como uma reviravolta estratégia. Deu certo", explicou.