Contra eliminada Polônia, Japão visa retornar às oitavas após oito anos

Contra eliminada Polônia, Japão visa retornar às oitavas após oito anos

Japão precisa de um empate para garantir a vaga na segunda fase do Mundial; enquanto a Polônia luta para conseguir uma vitória na Copa de 2018

Caiaoo_
Caio Pavoski
JapãoKawashima; Sakai, Yoshida, Shoji, Nagatomo; Hasebe, Shibasaki; Haraguchi, Kagawa, Inui; Osako. Técnico: Akira Nishino.
Polônia Fabianski; Piszczek, Glik, Bednarek; Bereszynski, Krychowiak, Goralski, Pybus; Zielinski, Lewandowski, Grosicki. Técnico: Adam Newalka.
ÁRBITROJanny Sikazwe (ZAM)

Encerrando a fase de grupos da Copa do Mundo, JapãoPolônia medem forças na Arena Volgogrado, em jogo válido pela terceira rodada do Grupo H, nesta quinta-feira (28).

Os japoneses, surpreenderam e são quem lideram o Grupo H, com quatro pontos. Nos últimos jogos, a equipe oriental venceu a Colômbia, sendo a primeira vitória de uma equipe asiática contra sul-americanos em Copas Mundo e empataram em 2 a 2 contra o Senegal, que vem logo atrás, na vice-liderança.

Do lado dos poloneses, a equipe liderada por Robert Lewandowski, não vive seus melhores dias em Copas do Mundo. A Polônia, só conseguiu marcar um gol neste Mundial, apesar do artilheiro do Bayern de Munique ter anotado 17 vezes em 21 partidas e sido o artilheiro das eliminatórias, o que deu um ar de favoritismo aos europeus.

Contudo, os poloneses não corresponderam, e tropeçaram contra Senegal e sofreram uma goleada para a Colômbia, que alimenta as chances de classificação.

Cautela e determinação para garantir vaga nas oitavas

No confronto desta quinta, o Japão pode garantir a vaga às oitavas já com um empate e até mesmo com uma derrota. Se caso os colombianos vencerem os senegaleses, os Samurais Azuis se classificarão em segundo lugar, o que consequentemente resultará em um adversário mais forte nas oitavas.

Em coletiva de imprensa, o capitão da equipe oriental, Makoto Hasabe, falou sobre a importância do resultado, buscando apenas a vitória para o confronto.

"Quatro pontos em dois jogos é um resultado decente, mas nós não conseguimos chegar em lugar nenhum ainda. Quando pisarmos no gramado, devemos pensar somente na vitória. Você não consegue uma vitória se entrar pensando no empate, e para nós, não será o bastante", ressaltou.

Com a classificação bem encaminhada, os japoneses podem chegar nas oitavas de final de uma Copa, pela terceira vez na história. Em 2010, foi a última vez que os japoneses avançaram de fase, mas perderam para o Paraguai nos pênaltis, por 5 a 3. Quando avançou às oitavas pela primeira vez em 2002, os orientais caíram para a Turquia, pelo placar mínimo de 1 a 0. Naquela ocasião, fizeram campanha em que se classificaram com um empate e duas vitórias.

Mesmo passando, os japoneses podem ter tarefa difícil pela frente e podem enfrentar a  Bélgica, mesma equipe em que empatou em 2 a 2 no Grupo A da Copa de 2002 e que também define a classificação na quinta-feira contra a Inglaterra.

Poloneses à beira da pior campanha da história em Copas

Mesmo com nomes conhecidos e que atuam em grandes clubes europeus, os poloneses caminham para a pior Copa da historia de sua seleção. Se perder para os Japão, a Polônia superará as Copas de 2002 e 2006, onde conseguiu apenas uma vitória na fase de grupos. 

Sabendo do histórico e da prematura desclassificação, Jakub Blaszczykowski, um dos atletas mais experientes do grupo polonês, foi realista na coletiva de imprensa pré-jogo, mas também mostrou que não pensa em largar a toalha no último jogo.

"Não é um momento fácil para nós, principalmente quando falamos do psicológico. Nós temos a consciência de que falhamos. Tínhamos o nosso sonho, mas não fomos capazes de realiza-lo. O jogo contra o Japão será muito importante para nós e vamos jogar como uma equipe que não jogou a toalha. Daremos aos poloneses algo para se comemorar nestes últimos quatro anos. Nós não demos aos torcedores o que eles sonhavam. Queremos mudar isso amanhã" , frisou Kuba, como é apelidado o lateral.

(Foto: Divulgação/Fifa)

Tal campanha irregular, contradiz com o desempenho das Copas de 74 e 82, quando a equipe ficou em terceiro lugar no torneio. Para o confronto, o técnico Adam Newalka, pensa em mudar o goleiro e colocar o experiente Lukasz Fabianski ao invés de Wojciech Szczesny, no gol.

Prováveis escalações para o duelo

Para o confronto desta quinta, Akira Nishino deve manter a mesma equipe. Foi cogitado nos treinamentos a entrada de Keisuke Honda, o camisa 4 que já marcou um gol e deu uma assistência nesta Copa ao sair do banco. 

O Japão deve vir com um esquema 4-2-3-1 com: Kawashima; Sakai, Yoshida, Shoji, Nagatomo; Hasebe, Shibasaki; Haraguchi, Kagawa, Inui; Osako

Do lado dos poloneses, apenas a ausência de Szczesny está confirmada e devem vir 3-4-3 com: Fabianski; Piszczek, Glik, Bednarek; Bereszynski, Krychowiak, Goralski, Pybus; Zielinski, Lewandowski, Grosicki

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há 7 horas
há 7 horas
há 8 horas
há 10 horas
há 9 horas
há 21 horas
há 20 horas
há 20 horas
há um dia
há 2 dias
há 2 dias