Akira Nishino admite frustração após eliminação dramática do Japão: “Não sei o que faltou”

No último minuto, Bélgica virou o jogo e com o placar de 3 a 2, eliminou qualquer sonho dos japoneses de avançarem às quartas

Akira Nishino admite frustração após eliminação dramática do Japão: “Não sei o que faltou”
Técnico avaliou o desempenho da seleção japonesa (Foto:JFA/FIFA/Divulgação)

O Japão foi eliminado pela Bélgica nesta segunda-feira (02) nas oitavas de final da Copa do Mundo 2018, por 3 a 2, na Arena Rostov. Os japoneses saíram na frente, mas com gol nos minutos finais, os belgas garantiram o passaporte para as quartas, onde enfrentarão o Brasil.

O primeiro tempo foi monótono se comparado a segunda etapa. Times pressionaram, atacaram e tentaram obter espaços para abrir o placar. Já o segundo tempo foi totalmente o oposto. Aos três minutos, contra-ataque japonês, Haraguchi aproveitou a falha de Jan Vertonghen e mandar para as redes. Minutos depois, Inui aumentou a vantagem para os samurais. A Bélgica tentou mostrar reação, mas somente na metade da segunda etapa foi que aconteceu. Após falhar no primeiro gol, Vertonghen redimiu-se e cabeceou para o gol, encobrindo o goleiro. Minutos depois, Fellaini deixou tudo igual. A Bélgica continuou pressionando, tentando evitar a prorrogação. Aos 49, com uma bela jogada de contra-ataque, iniciado das mãos de Courtois, De Bruyne avançou pelo meio, entregando para Meunier, que passou à Lukaku deixando Chadli marcar. Com o placar de 3 a 2, a Bélgica  garantiu a vaga nas quartas de final. 

O técnico do JapãoAkira Nishino, mostrou-se abatido pelo resultado do jogo e exaltou esforço de sua equipe: 

 "Nós pressionamos, mas não sei o que faltou para a gente. Estávamos brigando de igual para igual, tivemos chance de marcar o terceiro. Tivemos sim posse de bola, controle de jogo. Acho que estávamos indo bem, continuamos, mas a Bélgica é gigante. Queríamos fazer um bom jogo, os jogadores também, cada jogo que disputaram, eles se dedicaram para a Copa e para brigar. Todos canalizaram esforços. Mas ainda tem uma 'parede' muito alta" afirmou o treinador.

A Bélgica agora enfrentará o Brasil nas quartas de final, na sexta-feira (06) às 15h, na Arena Kazan