Com retrospecto equilibrado em Copas, Uruguai e França brigam por vaga na semifinal

Equipes colecionam empates sem gols no confronto em Copas, mas uruguaios levam a melhor se somados os últimos amistosos

Com retrospecto equilibrado em Copas, Uruguai e França brigam por vaga na semifinal
(Foto: Rodrigo Rodrigues/VAVEL Brasil)
Uruguai
França
Uruguai: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín, Laxalt; Nandez, Torreira, Vecino, Bentancur, Suárez, Stuani. Técnico: Óscar Tabarez.
França: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti, Hernandez; Kanté, Pogba; Mbappé, Griezmann, Tolisso; Olivier Giroud. Técnico: Didier Dechamps.
ÁRBITRO: Néstor Pitanga (ARG).

Abrindo o primeiro dia de quartas de final da Copa do Mundo, Uruguai e França medem forças no estádio de Nizhny Novgorod, nesta sexta-feira (6), às 11h (De Brasília).

As duas equipes, seguem em alta na competição. Os franceses, passaram por um confronto pareio frente à Argentina de Lionel Messi. Apesar de um placar apertado de 4 a 3, o confronto foi marcado por uma atuação segura de Kylian Mbappé, que marcou dois gols, sofreu um pênalti além de dar trabalho para a defesa argentina com sua velocidade.

Já os uruguaios, não tiveram vida fácil contra Portugal. Apesar de saírem na frente contra Cristiano Ronaldo e companhia, a Celeste sofreu seu primeiro gol na Copa no no duelo, mas conseguiram a classificação com dois gols de Edinson Cavani, avançando às quartas de final e vencendo os lusitanos por 2 a 1.

Retrospecto entre franceses e sul-americanos

O histórico da equipe francesa em Copas é positivo, visto que os Le Bleus não perdem para sul-americanos na competição desde 1978, quando perdeu por 2 a 1 contra a Argentina, adversário que fora derrotado nas oitavas de final deste ano.

Todavia, contra o Uruguai a França carrega um retrospecto negativo para o duelo das quartas. Nos últimos três encontros nas Copas de 1966, 2002 e 2010, foram dois empates sem gols e uma derrota na década de 60, por 2 a 1.

Se somados os últimos quatro amistosos que aconteceram em 1985, 2008, 2012 e 2013, o equilíbrio prevalece, com uma vitória dos franceses na década de 80, dois empates sem gols no século XXI, mas com uma vitória celeste em 2013. Somando os sete duelos dentre amistosos e Copas, foram quatro jogos em que o 0 a 0 prevaleceram no placar, duas vitórias uruguaias e apenas um triunfo francês sobre os sul-americanos.

Ausência de Tarzan

Tarzan, como é carinhosamente conhecido Cavani, apesar de ter comandado a vitória sobre Portugal nas oitavas, deve ser baixa para o confronto. Autor de três gols na competição, o camisa 21 saiu com uma lesão na panturrilha esquerda, diagnóstico que foi confirmado nos dias que se sucederam à classificação.

(Foto: Divulgação/AUF)
(Foto: Divulgação/AUF)

Durante a semana, o atacante sequer treinou com a equipe que está alojada em Nizhny Novgorod, e não deve nem ser presença no banco de reservas.

Para o lugar de Cavani, Cristhian Stuani é o mais cotado para assumir a posição. Nesta Copa, o atacante atuou em apenas uma partida, quando saiu do banco de reservas, contudo, não marcou. Nas Eliminatórias Sul-Americanas, Stuani atuou em nove jogos e concedeu duas assistências. 

Mbappé em alta para as quartas

Se de um lado o artilheiro uruguaio não marcará presença, do outro Mbappé, de apenas 19 anos chega para o duelo em seu melhor momento. Artilheiro da França na Copa com três gols, o camisa 10 terá a missão de superar a sólida defesa uruguaia composta por Diego Godín e José Giménez.

(Foto: Divulgação/FFF)
(Foto: Divulgação/FFF)

A dupla de zagueiros sofreu apenas um gol nesta Copa enquanto o ataque francês marcou sete gols, em quatro jogos. Além do jovem atacante, Antoine Griezmann é outra peça-chave no ataque e segue logo atrás do camisa 10, com dois gols na competição.

Prováveis escalações para o confronto

Com exceção de Cavani, o Uruguai deve manter sua base e ter em campo a mesma equipe que enfrentou Portugal pelas oitavas, em um esquema 4-4-2 com: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín, Laxalt; Nandez, Torreira, Vecino, Bentancur, Suárez, Stuani.

Do lado dos franceses, que chegam com força total para o duelo em um esquema com: Lloris; Pavard, Varane, Umtiti, Hernandez; Kanté, Pogba; Mbappé, Griezmann, Tolisso; Olivier Giroud.