Surpresas, Rússia e Croácia duelam em busca de vaga na semifinal

Surpresas, Rússia e Croácia duelam em busca de vaga na semifinal

Seleção anfitriã faz campanha surpreendente e sonha com inédita semifinal, enquanto croatas podem repetir o feito de 1998

Caio__Vinicius
Caio Vinicius
RússiaAkinfeev; Mário Fernandes, Kutepov, Ignashevich, Kudryashov; Zobnin, Kuzyaev; Samedov, A. Golovin, Cheryshev; Dzyuba
CroáciaSubasic; Vrsaljko, Vida, Lovren, I. Strinic; Brozovic, Rakitic, Modric; Ivan Perisic, Mandzukic, Rebic.
ÁRBITROSandro Meira Ricchi (BRA). Auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (BRA) e Marcelo Van Gasse (BRA)
INCIDENCIASJogo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo, na Rússia.

Neste sábado (6), Rússia e Croácia se enfrentam pelas quartas de final da Copa do Mundo. A bola rola ás 15h, no Estádio Fisht, em Sochi. O jogo marca o encontro de duas seleções que fizeram campanhas surpreendentes até aqui.

Quem sair com a vitória enfrentará o vencedor de Inglaterra e Suécia, que acontece ás 11h. O jogo pela semifinal ocorrerá na próxima quarta (11), ás 15h, no Estádio Lujniki, em Moscou.

Campanhas surpreendentes

Os croatas passaram pela fase de grupos com autoridade. Venceram os três jogos da primeira fase, com direito a uma goleada sobre a Argentina na segunda rodada. Pelas oitavas, a seleção enfrentou a Dinamarca em um jogo emocionante. Passando bastante sufoco, a Croácia venceu nas penalidades, com um show de Subasic, que pegou três cobranças.

A Vatreni disputa a Copa do Mundo desde 1998, após a separação da Iugoslávia. Naquele ano, os croatas fizeram sua melhor campanha, ao chegar até a semifinal, onde foram eliminados pela França, que viria a ser campeã mais tarde. Na disputa do terceiro lugar, a seleção bateu a Holanda.

Por outro lado, a anfitriã Rússia fez a campanha mais inesperada até aqui. Após golear a Arábia Saudita por 5 a 0 logo no primeiro jogo, a seleção russa conquistou sua vaga na segunda rodada ao bater o Egito. Porém, levou um vareio na semifinal, ao perder para o Uruguai por 3 a 0. Na segunda fase, veio a grande surpresa. Os russos, nos pênaltis, eliminaram a Espanha.

Desde a extinção da seleção da URSS, em 1994, essa é a primeira vez que os soviéticos chegam a uma quartas de final. Da Copa dos EUA até aqui, a Rússia parou na primeira fase em três oportunidades e sequer participou dos Mundiais de 2006 e 2010.

Histórico de confrontos

Ambas as nações se enfrentaram apenas três vezes ao longe da história. O primeiro encontro ocorreu em 2006, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2008, mas o empate em 0 a 0 prevaleceu durante os 90 minutos. Elas voltaram a se enfrentar no próprio torneio europeu, já em 2008 e novamente com o placar zerado.

Croatas levaram a melhor em 2015 (Getty Images Sport)

A única em que o duelo terminou com um vencedor foi no ano de 2015, em Rostov. O time croata bateu a dona da casa por 3 a 1 com gols de Brozovic, Kalinic e Mandzukic. O atacante Smolov diminuiu para a Rússia.

Cherchesov alerta Rússia sobre euforia

O feito de chegar as quartas de final e a possibilidade de conseguir ir para as semi-finais empolgaram bastante o torcedor russo. Entretanto, o técnico da seleção nacional, Stanislas Cherchesov, não quer que sua equipe fique com o mesmo sentimento.

"O jogo diante da Espanha foi uma história com um final feliz, mas agora temos que olhar para o futuro. Há coisas que devemos esquecer. Não podemos entrar em euforia, pois o campeonato ainda segue", afirmou.

Cherchesov quer pés no chão por parte do time russo (TASS/Mikhail Tereschenko)

Cherchesov explicou que cada jogo até a terceira fase foi uma batalha e assim será até o final. Para ele, o elenco croata é um ponto que deve dificultar bastante a vida dos russos, mas que está preparado.

"Espero que os jogos mais importantes ainda estejam para vir. Conhecemos a equipa croata e os seus jogadores, que jogam em grandes clubes e nas grandes ligas, mas nós nos preparamos para isso", esclareceu.

Após sufoco nas oitavas, Dalic prega melhora na Croácia

A Seleção Croata passou por uma mistura de sentimentos durante as oitavas de final. Contra a Dinamarca, o time de Zlatko Dalic chegou a sair atrás do placar, perder pênalti na prorrogação e também nas cobranças decisivas. Todavia, o final foi feliz, após bater a seleção dinamarquesa com Subasic defendendo três pênaltis.

Dalic quer mais tranquilidade para a Cróacia (AFP/Nelson Almeida)

Sem querer passar pelo mesmo sufoco, o comandante croata afirmou em coletiva que procura fixar uma melhora no time para o jogo diante da Rússia e sabe que terá dificuldades pela frente.

"Espero que joguemos uma partida melhor do que na fase anterior. A Rússia é forte em confronto eliminatório. É um time muito bom nas bolas longas. Nós os respeitamos, nessa parte da competição não há equipe que não seja forte", disse o treinador.

Questionado sobre a estratégia sobre o confronto, Dalic esquivou sobre o assunto e preferiu não comentar. "Não posso dizer qual vai ser o plano. Se quisermos passar, teremos de ser dominantes e impor nosso jogo. Conheço todos os jogadores na Rússia, somos bem informados, e eu analisei cada um deles, um por um, então não há segredo para mim", afirmou.

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há 16 horas
há 19 horas
há um dia
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 4 dias