Notas: Inglaterra entra apática e não oferece resistência para a Bélgica

Uma partida para esquecer. Após voltar às semifinais depois de 28 anos, a equipe comandada por Gareth Southgate terminou a Copa com um derrota por 2 a 0 para a Bélgica na tarde deste sábado (14).

Parecendo ainda sentir a derrota para a Croácia, jogadores ingleses não ofereceram resistência e foram presa fácil para o bom time belga. Southgate até tentou alterar o panorama da partida, mas Hazard e cia fizeram valer o favoritismo e deixaram a Inglaterra com a quarta posição.

Vamos às notas:

Pickford: 8. Uma das surpresas da competição, Pickford até tentou salvar a Inglaterra da derrota, mas não conseguiu. Fez grande defesa em chute de Meunier.

Jones: 5. Partida ruim do zagueiro, que viu Hazard infiltrar nas suas costas no segundo gol belga.

Stones: 6. Não teve responsabilidade nos gols, mas poderia ter feito melhor. Apesar da partida, termina a Copa como um dos pilares do English Team.

Maguire: 7. Um dos melhores da equipe, o zagueiro do Leicester foi bastante voluntarioso e ofereceu perigo nos escanteios ingleses. Uma das revelações da equipe na competição.

Dier: 5. Entrou para proteger a zaga e não conseguiu. Foi totalmente envolvido por De Bruyne e ainda desperdiçou chance de empatar quando a partida ainda estava 1 a 0.

Trippier: 6. Regular, o lateral não comprometeu a equipe. Mesmo assim, vale destacar a vontade para disputar a partida, mesmo tendo se lesionado diante da Croácia.

Rose: 5. Pouco ajudou na marcação e não contribuiu no ataque como deveria. Saiu ainda no intervalo.

Delph: 6. Um dos desafogos da equipe, o volante bem que tentou, mas não conseguiu dar o ritmo que o time precisava.

Loftus-Cheek: 7. Disposto, o jogador foi quem mais tentou criar para sua equipe, dando opção pelos lados do campo e infiltrando na área. Faltou qualidade na hora de decidir.

Sterling: 3. Uma das decepções da Inglaterra na Copa, o atacante não conseguiu repetir as atuações que teve com o Manchester City na temporada. Hoje foi mal, não conseguindo dar sequência às jogadas. Precisa melhorar para justificar a titularidade e a camisa 10.

Kane: 4. Apesar de provavelmente ganhar o prêmio de artilheiro da competição, o atacante ficou devendo mais uma vez. Há de se justificar que a bola pouco chegou, porém pela sua qualidade, deveria ter procurado mais o jogo. Sentiu demais a derrota para a Croácia.

Rashford: 5. Entrou no lugar de Sterling para povoar o ataque e finalizar. Não teve grande êxito, mas deve ser importante para o futuro da equipe.

Lingard: 6. Um dos destaques do time na Copa, substituiu Rose e até tentou dar mais ritmo, mas não conseguiu. Deve se manter como titular de Southgate.

Alli: S/N. Entrou no final da partida e não acrescentou.

VAVEL Logo