Primeira fase sem brilho e letal no mata-mata: a trajetória da França na Copa

Com uma campanha sólida, a França chega à sua terceira final de Copa do Mundo. Diante da surpreendente e incansável Croácia, os Les Bleus buscarão o seu segundo título neste domingo (15), às 12h (horário de Brasília) no estádio Luzniji, em Moscou.

Após uma primeira fase eficiente, mas sem encantar, os comandados de Didier Deschamps foram letais no mata-mata, desbancando potências como Argentina e Uruguai. Assim, relembre a trajetória da França nesta Copa do Mundo.

França 2 x 1 Austrália (1ª rodada)

No Grupo C junto com Austrália, Dinamarca e Peru, os franceses não tiveram vida fácil na estreia. Com direito a um pênalti marcado pelo árbitro de vídeo e um gol confirmado através da tecnologia, a equipe bateu os australianos por 2 a 1, com tentos de Griezmann e Pogba.

França 1 x 0 Peru (2ª rodada)

Após estreia com o pé direito, a França teve pela frente a seleção peruana. E a conta era bastante simples: bastava mais um triunfo e os europeus garantiam vaga antecipada às oitavas de final. Com gol de Mbappé, a equipe venceu e, de quebra, decretou a eliminação precoce do Peru na Copa.

Dinamarca 0 x 0 França (3ª rodada)

Com sua seleção já classificada, o técnico Didier Deschamps optou por escalar reservas na partida que encerrava a fase de grupos. Em jogo morno, Dinamarca e França apenas empataram sem gols. Com o resultado, os Les Bleus terminaram a primeira fase na liderança do Grupo C.

França 4 x 3 Argentina (Oitavas de Final)

Após enfrentar adversários de pouca resistência, a França teve seu primeiro grande teste nesta Copa do Mundo. É verdade que a Argentina não vinha em boa fase, mas ela tinha Messi, que a qualquer momento poderia desiquilibrar. Entretanto, foi a estrela de um outro camisa 10 que brilhou: Mbappé. Com dois gols marcados e um pênalti sofrido, o jogador do PSG comandou a vitória da França por 4 a 3.

Uruguai 0 x 2 França (Quartas de Final)

Depois da Argentina, os franceses tiveram pela frente o Uruguai, que estava invicta, mas enfraquecida por conta da ausência de Cavani, que havia se machucado no confronto contra Portugal. Com direito a falha bisonha do goleiro Muslera, os comandados de Dechamps não encontraram dificuldades para vencer e sacramentar classificação para as semifinais.

França 1 x 0 Bélgica (Semifinal)

De um lado, Mbappé, Pogba e Griezmann. Do outro, De Bruyne, Hazard e Lukaku. Entretanto, quem resolveu o jogo foi um zagueiro. Com gol solitário de Umtiti, a França quebrou a invencibilidade de quase dois anos da Bélgica e sacramentou sua classificação à grande final após 12 anos.

VAVEL Logo