Guia VAVEL Itália da temporada 2018-19: Napoli
Arte: VAVEL Brasil

Após uma temporada brilhante em 2017-18, o Napoli chega com dúvidas em 2018-19. Enquanto os principais rivais se reforçaram com nomes importantes, os partenopei mudaram de técnico, perderam peças importantes, como o goleiro Pepe Reina e o meia Jorginho, e ainda mudaram de técnico: o inventivo Maurizio Sarri foi para o Chelsea, enquanto o experiente e badalado Carlo Ancelotti voltou à Itália com um grande desafio: ao menos repetir o desempenho do úlitmo ano.

Tendo como base o alto número de novidades para a temporada atual, a VAVEL Brasil organizou guias para levar aos leitores todos os detalhes e expectativas das principais equipes da Serie A.

Luta intensa e emocionante pelo título marcaram temporada de altas emoções em Nápoles

Com uma base mantida da temporada anterior, o Napoli chegou para 2017-18 esperançoso de uma ótima campanha. Os comandados de Maurizio Sarri se superaram para lutar pelo título da Serie A de ponta a ponta, e, apesar de uma campanha espetacular, não conseguiram quebrar o jejum de 28 anos sem conquistar o scudetto.

Em 38 jogos no Campeonato Italiano, o Napoli fez incríveis 91 pontos, com 28 vitórias, sete empates e apenas três derrotas, mas acabaram quatro pontos atrás da Juventus. Foram 22 rodadas liderando a Serie A. O time chegou a vencer 10 jogos seguidos, mas, o fim dessa sequência, na derrota por 4 a 2 para a Roma em casa, pela 27ª rodada, decretou também a perda da liderança, que não foi mais recuperada.

Na rodada 34, em visita a Turim, o Napoli venceu a Juventus por 1 a 0 e reacendeu as chances de conquistar a taça. Porém o baque final foi na semana seguinte, quando a Juve virou um jogo absolutamente improvável em Milão, contra a Internazionale - vencendo por 3 a 2 -, e os napolitanos foram atropelados pela Fiorentina, em Florença - 3 a 0 -, o que tornou a distância praticamente inalcançável daí para frente. Sobrou a frustração, apesar do orgulho pela campanha dos partenopei.

Nas outras competições, o Napoli, até pelo elenco curto, não conseguiu ir muito longe. Perdeu em casa nas quartas de final da Copa da Itália para a Atalanta, por 2 a 1. Na Champions League, caiu na fase de grupos, ficando em terceiro lugar na chave que tinha Manchester City, Shakhtar Donetsk e Feyenoord. Na fase 16 avos de final da Europa League, caiu para o RB Leipzig.

Poucas chegadas de impacto e dúvidas no Napoli

Jogadores-base do time, o goleiro Reina e o meia Jorginho deixaram o Napoli, assim como o técnico Maurizio Sarri. Para o meio-campo, o time contratou Fabián Ruiz, destaque do Bétis. Além dele, o lateral-direito Kévin Malcuit, ex-Lille e o meia-atacante Simone Verdi, ex-Bologna foram contratados para reforçar os napolitanos. 

O problema mesmo é no gol. O jovem Alex Meret, vindo da Spal, e o grego Orestis Karnezis, ex-Udinese, não convenceram na pré-temporada. Nos últimos dias da janela, o técnico Ancelotti ganhou o reforço de um jogador mais experiente, o colombiano David Ospina, contratado por empréstimo do Arsenal, é uma opção a mais para substituir o ídolo que foi para o Milan.

Ospina terá a missão de substituir Reina (Foto: Divulgação/SSC Napoli)
Ospina terá a missão de substituir Reina (Foto: Divulgação/SSC Napoli)

Incógnitas embaçam expectativas do Napoli na temporada

Com todos essas mudanças, até da filosofia de trabalho do técnico, o Napoli entra na Serie A com a expectativa de, ao mínimo, garantir uma vaga à próxima Champions League. Com Milan, Inter, Roma e Juventus muito reforçados, os napolitanos têm uma concorrência maior na briga pelas primeiras posições e lacunas para preencher.

O início de temporada já será de testes importantes para o time. Após estrear em Roma contra a Lazio, recebe o Milan, antes de ir à Genoa pegar a Sampdoria e voltar ao San Paolo para jogar contra a Fiorentina.

Ancelotti tem grandes desafios nessa temporada (Foto: Divulgação/SSC Napoli)
Ancelotti tem grandes desafios nessa temporada (Foto: Divulgação/SSC Napoli)

A equipe não vence um título desde 2013-14, quando venceu a Copa da Itália contra a Fiorentina, e esse pode ser um caminho para levantar uma taça na temporada.

VAVEL Logo