Nova atração da Seleção Alemã, meia Kai Havertz é um dos pilares do Bayer Leverkusen
Foto:Divulgação/Bundesliga

Nova atração da Seleção Alemã, meia Kai Havertz é um dos pilares do Bayer Leverkusen

Tendo uma precisão dos passes, o atleta de 19 anos é elogiado por sua qualidade técnica

IzabelleFranca
Izabelle França

O jogador Kai Havertz, do Bayer Leverkusen , é um dos três novos rostos convocados por Joachim Löw para a estreia da Alemanha na inauguração da Liga das Nações da UEFA, frente à França, campeã mundial, e ao amistoso internacional com o Peru.

O jovem de 19 anos é bastante técnico e rápido, alcançando uma velocidade máxima de 21,4 km na temporada passada. Embora seu papel principal seja armar as jogadas para seus companheiros de equipe, com seus 1, 86 de altura se torna  um recurso decisivo para o elenco, como evidenciado por seus 188 duelos aéreos na temporada passada, 86 deles vencidos . Isso faz de Havertz o terceiro jogador mais dominante no time do Leverkusen, atrás apenas dos zagueiros Jonathan Tah e Sven Bender.

+ Procurando camisas dos times da Alemanha? Vai na Futfanatics!

Quando se trata de criar movimentos de ataque, ele possui uma taxa de sucesso de passes de 86,13%, o que faz dele o atleta ofensivo mais confiável do time. Esses números tornam ainda mais claro por que ele conseguiu acumular sete gols e 15 assistências em 54 jogos da Bundesliga .

Todavia, Havertz tornou-se o jogador mais jovem dos Löwen desde a sua estreia na sétima rodada da temporada 2016/17, frente ao Werder Bremen . Na época possuía 17 anos, em vista disso participava dos jogos no fim de sema e voltava para a escola na segunda-feira. No final da campanha,  foi forçado a perder um jogo da Champions League contra o Atlético de Madri e um embate do Campeonato Alemão contra o Schalke 04, a fim de completar seus exames. 

No fim, o camisa 29 entrou naquele verão com seu diploma de ensino médio, o prêmio de Jogador da Temporada dos torcedores do Leverkusen, a medalha de prata da Fritz Walter -  prêmios anuais estabelecidos pela Federação Alemã de Futebol para jovens jogadores de futebol-, considerado o melhor jovem do ano de 2017 pela FourFourTwo, e conquistou um papel fundamental na equipe da Renânia do Norte-Vestfália debaixo do braço.

O seu colega de time,  Julian Brandt, não poupou elogios a Havertz. Segundo ele, o meia tem tudo para ter um caminho iluminado no futebol.

"O que ele traz para o campo em termos de jogo, técnica e mentalidade é enorme. Ele é tão talentoso e tem a coisa certa para se tornar uma estrela mundial. Ele vai fazer o seu próprio caminho", comentou.

Apesar dos elogios, Kai Havertz argumenta que precisa ter a cabeça no lugar e que ainda tem muito a percorrer.

"Eu sempre fui criado para manter meus pés no chão. Eu aprendi com meus pais que a arrogância e ser esnobe não são qualidades desejáveis. Por que um jogador de futebol deveria ser diferente de qualquer outra pessoa? Nós somos caras normais, assim como a maioria Além disso, eu não consegui nada ainda. O futebol é sobre ganhar títulos, e eu faço isso desde que me tornei profissional", concluiu.

VAVEL Logo

    Alemanha Notícias

    há 3 dias
    há 3 dias
    há 3 dias
    há 3 dias
    há 3 dias
    há 3 dias
    há 4 dias
    há 5 dias
    há 6 dias
    há 6 dias
    há 6 dias