CR7 desencanta, Douglas Costa é expulso e Juventus vence Sassuolo na Serie A

Gajo marcou pela primeira vez e ajudou o time juventino a se manter invicto; Brasileiro se envolveu em confusão e acabou saindo mais cedo

CR7 desencanta, Douglas Costa é expulso e Juventus vence Sassuolo na Serie A
(Divulgação/ Juventus)
Juventus
2 1
Sassuolo
Juventus: Szczesny; De Sciglio, Benatia, Bonucci, Alex Sandro (Cuadrado, min. 80); Khedira, Emre Can (Bentacur, min. 70), Matuidi; Dybala, Cristiano Ronaldo, Mandzukic (Douglas Costa, min. 61).
Sassuolo: Consigli; Lirola, Marlon, Ferrari, Rogerio (Dell'Orco, min. 72); Alfred Duncan, Locatelli (Babacar, min. 83), Bourabia; Boateng, Berardi, Djuricic (Di Francesco, min. 61).
Placar: 1-0, min. 50, Cristiano Ronaldo. 2-0, min. 65, Cristiano Ronaldo. 2-1, min. Babacar, min. 90.
INCIDENCIAS: Partida válida pela quarta rodada da Serie A TIM, Campeonato Italiano.

Que dia para o torcedor bianconeri! Na manhã deste domingo (16), a Juventus recebeu o Sassuolo pela quarta rodada da Serie A. Em casa, o time juventino venceu por 2 a 1, com direito a uma grande atuação de Cristiano Ronaldo, que marcou duas vezes.

Com o resultado, a Vecchia Signora assume a liderança da liga, com 12 pontos conquistados em 4 partidas. Já os Neroverdi seguem na parte de cima da tabela, com 7 pontos e um terceiro lugar.

A Juventus volta a campo no meio da semana, em confronto válido pela Uefa Champions League. Na quarta (18), ás 16h, a equipe vai até a Espanha, no Mestalla, enfrentar o Valencia. Já o Sassuolo terá um compromisso na sexta-feira (21), diante do Empoli, ás 15h30, no Cittá Del Tricolore.

+ Confira ofertas de nosso parceiro FutFanatics

O confronto começou bem equilibrado, com ambos os times animados e chegando com perigo. Quem acabou sendo o dono dos primeiros minutos foi Cristiano Ronaldo. Na sede de marcar seu primeiro gol com a camisa da Vecchia Signora, o gajo aparecia em boas condições em vários ataques.

Aos 5, Matuidi avançou pelo meio e tocou para o camisa 7, que bateu da entrada da área, mas ela foi desviada pelo defensor. Já aos 10, após cruzamento vindo da esquerda, ele tentou o cabeceou, mas a bola foi torta em direção ao gol.

O Sassuolo por pouco não abriu o placar aos 12. Após escanteio bem cobrado, Ferrari decidiu testar e Sczesny espalmou. A bola chegou a bater na trave. A Juve respondeu com Emre Can logo em seguida, com um petardo do alemão que saiu á esquerda do gol adversário. Aos 24, quase o primeiro tento saiu. Dybala recebeu de Matuidi, finalizou e ela bateu no zagueiro. Na sobra, Mandzukic chutou, mas Ferrari apareceu para desviar.

Aos 38, o time visitante teve um gol anulado. Djuricic roubou a bola de Cancelo na direita e serviu Duncan, que finalizou de pé esquerdo e balançou as redes da Juve. Porém, o árbitro viu falta no início do lance, quando croata e português dividiram.

Com o primeiro tempo zerado, mas bastante movimentado, a etapa complementar prometia ser melhor. E acabou sendo. Com apenas 30 segundos de bola rolando, Mandzukic aproveitou levantamento na área e cabeceou em direção ao centro, mas a zaga afastou.

Aos 50, o momento que todos esperavam finalmente aconteceu. Após cruzamento, Dybala mandou uma bicicleta, Ferrari tentou cortar de cabeça, mas a bola foi em direção a trave. CR7 pegou a sobra e livre de marcação, apenas empurrou em direção as redes. Primeiro gol oficial do atacante português pela Vecchia Signora.

O Neroverdi respondeu um minuto depois. Bourabia fez boa jogada pela direita, invadiu a área e tocou para Boateng. O meia, marcado por Bonucci, usou a criatividade e finalizou de calcanhar. A pelota foi lentamente em direção as traves e saiu.

Mesmo com a vantagem no placar, a Juve seguiu em cima e conseguiu marcar mais um. Quando o relógio já estava batendo a casa dos 64 minutos, Can correu, cortou para a esquerda e passou para Cristiano Ronaldo. O gajo avançou até a área, bateu na saída do goleiro e ampliou o placar no Juventus Stadium. 2 a 0 na conta do último melhor do mundo.

Perdendo o jogo, o Sassuolo não desistiu do empate e foi ao ataque na tentativa de incomodar os donos da casa. Aos 75, Duncan arrancou pelo meio e mandou um tiro potente de média distância em direção a Szczesny, que espalmou pra fora. E o gol de desconto veio, ainda que fosse tarde. Dell'Orco cruzou da esquerda e Babacar, que tinha acabado de entrar, cabeceou pro fundo das redes.

No final do jogo, ainda sobrou para Douglas Costa. O brasileiro, que havia dado uma cotovelada em Di Francesco, voltou a se estranhar com o jogador italiano no final e cuspiu na cara do mesmo. O VAR flagrou a atitude do atacante e expulsou, deixando a equipe bianconeri com um a menos.