PSG atropela Estrela Vermelha com show de trio de ataque e recorde de Neymar
(Créditos: PSG Inside)

PSG atropela Estrela Vermelha com show de trio de ataque e recorde de Neymar

Com absoluta facilidade, time parisiense venceu sérvios por 6 a 1, com direito a marca importante de Neymar, que igualou Kaká com 30 gols na Champions e como artilheiro brasileiro na competição

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

A segunda rodada do que pra muitos é o grupo da morte tinha tudo para ser ainda mais quente que a primeira. Em Paris, no Parc de Princes, o poderoso Paris Saint-Germain enfrentou o time mais fraco e menos conhecido do grupo C - o Estrela Vermelha - na busca de recuperar-se da dura derrota nos minutos finais para o Liverpool na primeira rodada e tentar garantir seus primeiros pontos na Champions League com certa facilidade.

No final de semana, o time dirigido por Thomas Tuchel bateu o Nice por 3 a 0 fora de casa, com dois gols de Neymar e 1 de Nkunku. No caso, o badalado trio de ataque não estava completo, já que Cavani foi poupado e ficou no banco de reservas durante o jogo. Já o Estrela Vermelha teve a proeza de empatar com o Napoli na primeira rodada do torneio intercontinental em casa, o que já foi um ótimo resultado para o time de Belgrado, que matinha a marca de 33 jogos consecutivos sem derrota.

O Paris Saint Germain entrou em campo num tradicional 4-2-3-1, mas com uma alternância clara de esquema em vários momentos da partida. No papel, Neymar seria o meia de ligação - fazendo a função de meia central - mesmo que, na prática, o brasileiro revezava a posição com Di Maria.

Diferentemente do que foi visto nos últimos jogos do time parisiense, Marquinhos não foi usado como volante (e nem sequer começou jogando), para dar lugar a Rabiot no meio de campo. Contra um Estrela Vermelha completamente recuado em campo, como já era esperado, o PSG teve um início bem agressivo. Antes dos primeiros 10 minutos de jogo, Cavani - em bola levantada por Neymar na área - e Mbappé, pegando um rebote na entrada da área, já assustaram os visitantes com tamanha pressão no campo de ataque.

Depois de sofrer diversas faltas, Neymar deu a resposta em campo. Em perfeita cobrança de falta, o atacante fez 1 a 0 para o PSG, aos 19 do primeiro tempo.

Pouco menos de 3 minutos depois, em bela jogada de Mbappé pela direita, o jovem francês serviu Neymar para marcar o seu segundo gol no jogo. Um golaço coletivo. O time francês não parou de procurar o jogo por um minuto.

Aos 26, quase foi a vez de Cavani marcar de cabeça, mas o uruguaio parou nas mãos do goleiro Borjan. De tanto tentar, Edinson Cavani finalmente conseguiu marcar o seu, bem em seu estilo “raçudo”. Dentro da grande área, o atacante deu um drible curto no zagueiro, chutou e ainda contou com a sorte para a bola desviar na zaga do Estrela Vermelha e parar no fundo das redes. Foi o terceiro do time de Paris.

Na jogada seguinte, Mbappé teve e chance de fazer o seu, mas não aproveitou. Depois que Neymar o colocou na cara do gol, o francês pegou embaixo na bola e mandou por cima da trave, para a sorte do goleiro canadense.

E ainda coube mais um. E que facilidade! Meunier cruzou de trivela com muita precisão para o argentino Di María, que só teve o trabalho de tocar com categoria para o gol. E assim, Paris Saint Germain levou um tranquilo 4 a 0 para o intervalo contra um inofensivo Estrela Vermelha, que nada pode fazer. E por pouco não saiu o quinto gol, depois de duas chances de Neymar.

Num compilado de primeiro tempo, foram 80% de posse de bola para o time da casa, um total de 13 chutes (contra 2 do adversário) e 408 passes trocados (contra 110 do time de Belgrado). Oportunidade enorme para Tuchel tirar um pouco o pé nos 45 minutos finais.

O Estrela Vermelha voltou para o segundo tempo com 2 alterações realizadas pelo técnico Milojevic, que pouco foram sentidas. O recomeço de jogo foi bem parecido com o final do primeiro tempo, com pressão total do time da casa. Em seis minutos, Neymar e Mbappé tiveram boas chances para deixar o placar mais largo, mas nas duas oportunidades a bola passou ao lado do gol do goleiro Borjan.

Aos 24 do segundo tempo, finalmente saiu o quinto do PSG. Depois de jogada individual de Neymar, o brasileiro encaixou uma bola pelo alto para Bernat, que serviu Mbappé para marcar. Jogo extremamente fácil para o time francês.

Aos 28, na primeira jogada de perigo do time visitante, veio o gol do time sérvio. O alemão ​Marko Marin foi lançado na grande área e diminuiu para o Estrela Vermelha.

Mas não adiantou de nada. O brasileiro Neymar estava inspirado. O atacante, em nova cobrança de falta com absoluta perfeição, conseguiu o sexto gol, seu hat-trick e logo em seguida foi substituído da partida, absolutamente ovacionado.

Foi um jogo perfeito por parte do PSG, que espera aproveitar a goleada para manter o bom momento na competição, que é o verdadeiro foco do time de Paris para essa temporada.

VAVEL Logo