PSG goleia Amiens com absoluta tranquilidade e mantém os 100% na Ligue 1
Créditos: PSG Inside/Facebook oficial

PSG goleia Amiens com absoluta tranquilidade e mantém os 100% na Ligue 1

Mesmo sem o esperado reencontro de Neymar e Ganso, desta vez na França, o time de Paris facilmente aplicou cinco gols no fraco Amiens

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Pela 10ª rodada da Ligue 1, o líder isolado do campeonato e com 100% de aproveitamento em 27 pontos possíveis disputados, Paris Saint Germain, encarava um tímido Amiens de Paulo Henrique Ganso, time que começou a rodada na 13ª posição. Jogando na frente de sua torcida, do Parc de Princes, já era de se esperar um resultado tranquilo para o favoritíssimo à vitória.

Principalmente aqui no Brasil, muita gente estava ansiosa para ver um reencontro em Neymar e Ganso, desta vez jogando contra no Campeonato Francês, mas não foi bem assim. O clube de Paris decidiu liberar seu camisa 10 para tirar alguns dias de descanso após os amistosos de outubro pela Seleção Brasileira, na Arábia Saudita. A ausência de Neymar acabou frustrando àqueles que esperavam ver os dois amigos em campo.

Como imaginado, o jogo começou com pressão total da equipe da casa. Sem o camisa 10 do clube e da Seleção Brasileira, Di Maria foi quem jogou posiciona pela esquerda, enquanto Draxler ocupou a vaga do argentino no meio de campo parisiense. E rapidamente o PSG colocou o goleiro Gurtner para trabalhar.

A primeira chegada intensa aconteceu com Di Maria, que tentou chutar forte da entrada da área, mas o goleiro do Amiens mandou para escanteio. No próprio escanteio, o argentino camisa 11 cruzou e botou a bola na cabeça do zagueiro Marquinhos, que abriu o placar de para o Paris Saint Germain, aos 12 minutos de jogo.

O domínio era tão absurdo que nem sequer o lado direito defensivo do PSG foi sentido durante o jogo, já que Nkunku jogou improvisado na lateral. Mbappé e Cavani eram quem mais tentavam chutes de longe, até resolverem administrar a partida e manterem um ritmo padrão em que viram que os visitantes não os incomodariam.

O único que chegou a embaralhar a defesa parisiense por duas oportunidades foi o ponta Ghoddos, que tentava dribles curtos e cruzava à todo instante na área do Paris. No final do primeiro tempo, porém, Rabiot fez o segundo gol do time da casa, faltando apenas 3 minutos para o intervalo - placar que deu total tranquilidade para Tuchel trabalhar em menor intensidade no segundo tempo.

No intervalo, as estatísticas marcavam 10 chutes a gol para o time parisiense contra apenas 3 chutes dados pelo Amiens, além de 60% de posse de bola para a equipe da casa.

Os 45 minutos finais foram bem mais calmos que os da primeira etapa, dado o ritmo lento impresso pelo Paris Saint Germain. A facilidade para trocar passes, entretanto, continuava a mesma no time parisiense.

Demorou, mas saíram. E logo 3 gols em sequência, passada a marca dos 80 minutos. O autor do terceiro gol do PSG foi o alemão Draxler, em um belo cabeceio na pequena área. 2 minutos mais tarde, o garoto Mbappé fez fila na grande área e acertou o canto do gol do goleiro Gurtner, marcando o 4º do time da casa. Para fechar a goleada, Moussa Diaby marcou o último e 5º gol do Paris, aos 42 minutos do segundo tempo.

O PSG chegou a 30 pontos ganhos em 30 disputados, mantendo incríveis 100% de aproveitamento em 10 jogos realizados.

VAVEL Logo