Reus adota cautela em discurso após vitória do BVB: "Cedo demais para falar em ser campeão"
(Foto: Reprodução / Borussia Dortmund)

Reus adota cautela em discurso após vitória do BVB: "Cedo demais para falar em ser campeão"

Os aurinegros viram os bávaros ficarem na frente do placar duas vezes e saíram atrás da remontada no segundo tempo

raisa-lima
Raisa Lima

A incrível vitória de virada do Borussia Dortmund contra o Bayern de Munique neste sábado (10), no Signal Iduna Park, garantiu a liderança isolada aos aurinegros e sete pontos na frente dos bávaros na 11ª rodada da Bundesliga 2018/2019. Ao ganha por 3 a 2 dentro de casa, o BVB mostrou um espetacular desempenho, principalmente após o intervalo, grande intensidade e garra para reverter o jogo que era favorável ao adversário. No término da partida, surgiram vários elogios e análises sempre levando em consideração a transição ocorrida no jogo no segundo tempo e a entrada de Paco Alcácer em campo.

Para o diretor esportivo, Michael Zorc, o treinador fez mudanças corretas e acredita que a equipe tende a crescer ao longo da temporada:

“Você sabe como é jogar contra o Bayern de Munique. Você tem que usar as oportunidades a sangue frio quando nós fizemos isso. Mas sempre criamos novas oportunidades. Nós merecemos a vitória. Nós éramos inferiores nos primeiros 25 minutos, então isso se normalizou. Com Mo Dahoud, fomos capazes de nos libertar melhor das situações urgentes. Essa foi a decisão certa do treinador. Paco é extremamente perigoso. Ele faz tais gols com muita segurança. Estamos na 11ª jornada, somos uma equipe muito jovem e foi um passo enorme para nós hoje. Temos que continuar a crescer, continuar aprendendo, e vamos fazer isso passo a passo”.

O técnico, Lucien Favre, afirmou ter percebido que o adversário mesmo com o placar a seu favor não conseguiria manter a constância e assim viu uma oportunidade para os aurinegros crescerem no jogo e irem atrás da vitória:

“Foi um jogo maluco. O Bayern foi muito forte, eles nos dominaram por 25 minutos. Nós não conseguíamos recuperar a bola. Se fosse o caso, perderíamos imediatamente por causa do Bayern pressionando. Foi como um bumerangue. O Bayern foi forte como talvez nunca nesta temporada. Mas tive a intuição de que eles não seriam capazes de manter o ritmo. Depois sentimos que poderíamos vencer. A moral dos jogadores foi fantástica”.

E para um dos principais jogadores na partida que marcou dois gols, Marco Reus reforçou que a equipe foi pressionada na primeira metade e só na segunda que foram em busca da virada. Mas também lembrou que os bávaros são fortes e que a situação atual dos aurinegros não garante o campeonato:

“Nós não chegamos bem no primeiro tempo. Bayern teve muita posse, colocou muita pressão. Não ousamos tanto, raramente pressionamos o que tínhamos em mente. Só no segundo tempo jogamos futebol e confiamos em nossas ações. Foi um grande jogo e foi divertido estar no campo. Vencemos o Bayern em casa e hoje não temos muito o que reclamar. Depois do 2 a 2 tivemos a sensação de que tínhamos mais ar. Então aceleramos novamente. O treinador tem um toque de ouro. Os jogadores que entrarem, derrubam tudo de novo, então o oponente geralmente já está acanhado. É sempre bom ter um conforto, mas o Bayern é forte a longo prazo. Faríamos bem em nos concentrar em nós mesmos e aproveitar todos os jogos para nós mesmos. No final, temos que ver o que sai disso. Mas é cedo demais para falar em se tornar um campeão”.

O Borussia Dortmund volta a campo após a data FIFA. No sábado (24), enfrenta o Mainz 05, às 11h30 (horário de Brasília), na Coface Arena

VAVEL Logo

Alemanha Notícias

há 5 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 12 dias
há 12 dias
há 12 dias
há 13 dias
há 13 dias
há 14 dias