Fiorentina marca duas vezes no fim e evita derrota para Sassuolo
Foto: Divulgação/US Sassuolo

Fiorentina marca duas vezes no fim e evita derrota para Sassuolo

Sasol vencia por 3 a 1 até os minutos finais, mas Benassi, aos 45, e Mirallas, aos 52, marcaram os gols da Viola, que buscou o 3 a 3 no Mapei Stadium

bruno-da-silva
Bruno da Silva
unione-sportiva-sassuolo-calcioConsigli; Lirola, Marlon, Ferrari, Rogério; Duncan, Sensi, Bourabia (Magnanelli, min. 80); Di Francesco (Djuricic, min. 74), Berardi, Babacar (Matri, min. 84). Técnico: Roberto de Zerbi
FiorentinaLafont; Laurini, Pezzella, Milenkovic, Biraghi; Veretout, E.Fernandes, Benassi; Gerson (Mirallas, min. 76), Pjaca (Chiesa, intervalo), Vlahovic (Simeone, min. 55). Técnico: Stefano Pioli
Placar1-0, min. 63, Duncan. 2-0, min. 67, Babacar. 2-1, min. 70, Simeone. 3-1, min. 80, Sensi. 3-2, min. 89, Benassi. 3-3, min. 90+7, Mirallas
INCIDENCIASPartida válida pela 15ª rodada da Serie A Tim 2018-19, no Mapei Stadium, em Reggio-Emilia, Itália

Em mais uma partida com emoção na reta final pela 15ª rodada da Serie ASassuolo e Fiorentina empataram por 3 a 3 no Mapei Stadium, em Reggio-Emilia. O Sasol vencia por 3 a 1 até os minutos finais, mas a Viola buscou o empate, com gols aos 45 e aos 52 do segundo tempo. A partida marcou a estreia como titular do atacante Dusan Vlahovic, o primeiro jogador nascido nos anos 2000 a começar um jogo pelo time de Florença.

A primeira etapa foi de poucas chances claras de gol para ambos os lados. Com bem mais posse de bola - 61% -, o Sassuolo foi o time mais perigoso, principalmente pelas ações de Berardi, enquanto a Fiorentina, com Chiesa por questões físicas, teve pouca inspiração. Foram seis finalizações - cinco a um para o Sasol -, e apenas uma na direção do gol, ambos dos mandantes.

Aos 14, em contra-ataque puxado pelo meio, Berardi abriu na direita e Babacar finalizou cruzado, muito perto da trave de Lafont. Dois minutos depois, a melhor chance da Fiorentina em todo o primeiro tempo. Benassi iniciou a jogada na entrada da área, recebeu de Vlahovic em ultrapassagem na sequência e, com pouco ângulo, arriscou o chute, acertando o lado de fora da rede.

A Fiorentina se propôs a buscar contra-ataques, mas pouco conseguiu assustar o goleiro Consigli, contando com pouquíssima participação de Pjaca e Gerson, seus atacantes abertos. O Sassuolo, apesar de ter sido ligeiramente superior, não superou em muitos momentos a defesa da Viola, e o jogo se desenvolveu em um ritmo baixo. Aos 22, Sensi cobrou falta frontal buscando o canto direito, mas Lafont voou e evitou o primeiro do jogo.

A troca de passes da Sassuolo só conseguiu ser mais efetiva já na reta final. Aos 46, Di Francesco achou Bourabia, que, com espaço dentro da área, bateu cruzado, por pouco não fazendo o 1 a 0 antes do intervalo na casa neroverdi.

O jogo continuou com um ritmo baixo na parte inicial do segundo tempo, mas as equipes se mostraram um pouco mais ofensivos. Logo aos quatro, Berardi roubou a bola de Veretout no meio-campo, avançou pela esquerda e cruzou fechado, exigindo boa defesa de Lafont para evitar que a bola entrasse direto.

Vendo seu time criar pouco, Stefano Pioli colocou Chiesa no intervalo, na vaga de Pjaca, e trocou Vlahovic por Simeone, que vinha em fase ruim. Mas o Sassuolo continuava melhor. Aos 14, em ótima jogada individual, Lirola avançou da direita para o meio e deu passe para Di Francesco, que limpou para o meio e bateu colocado, parando em boa intervenção de Lafont. No minuto seguinte, após chutão de Laurini, Consigli saiu mal do gol, não afastou totalmente e a bola sobrou para Benassi, que finalizou sem goleiro, mas Marlon afastou no meio do caminho.

Foi a partir daí que o jogo mudou de cara, e o jogo, que parecia que ficaria em um 0 a 0 sem emoção, viu uma avalanche de gols. Aos 17, após bola levantada por Berardi, Lafont afastou, mas a bola sobrou para Duncan, que ajeitou e encheu o pé da entrada da área, abrindo o placar. Quatro minutos depois, o próprio Duncan fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Babacar, que fez valer a 'lei do ex', e completou para fazer 2 a 0.

Dois minutos depois, porém, a Viola voltou para o jogo. Após boa jogada de Gerson, Fernandes arriscou da entrada da área e acertou a trave. No rebote, Simeone, livre, completou para descontar. O argentino não marcava desde a quarta rodada, em 19/9. O gol empolgou a Fiorentina, que viu a possibilidade de buscar o empate, que quase veio aos 30. Biraghi cruzou da esquerda, Rogério afastou mal e Benassi ficou com o rebote, mas finalizou muito mal e mandou a oportunidade para longe.

O castigo veio aos 34. Em desatenção da marcação da Fiorentina, Berardi bateu falta lateral e Sensi, livre na intermediária, finalizou de longe e fez um golaço, fazendo 3 a 1. O jogo, então, parecia encerrado. Mas, aos 41, Djuricic, que havia entrado poucos minutos antes, levou o segundo amarelo em 12 minutos e deixou o Sassuolo com um a menos, acendendo as chances da Viola. Aos 45, após cruzamento milimétrico de Laurini, Fernandes teve sua cabeçada defendida de forma brilhante por Consigli, mas Benassi pegou o rebote e completou.

A Fiorentina teve sete minutos de acréscimo para buscar empate, por conta das alterações, expulsão e checagens do VAR nos lances de gols, porém, no primeiro deles, Milenkovic reclamou do árbitro Daniele Chiffi e também foi expulso, igualando o número de jogadores. Mesmo assim, aos 52, o zagueiro Pezzella conduziu a bola pelo meio, acionou Mirallas e o belga bateu cruzado de pé esquerdo, marcando seu primeiro gol com a maglia viola e fechando o placar em 3 a 3.

A fase das equipes continua complicada. O Sassuolo só venceu um dos últimos nove jogos e ocupa o oitavo lugar, com 21. A Fiorentina já não vence a oito partidas, com seis empates e duas derrotas nesse período, e soma 19 pontos, na 11ª colocação.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (16). O Sassuolo visita o Frosinone, enquanto a Fiorentina joga o dérbi toscano contra o Empoli, em casa. As partidas estão marcadas para às 12h (horário de Brasília).

VAVEL Logo

Itália Notícias