Sob olhares de Lucas Paquetá, Milan não sai do zero com Torino no San Siro
(Divulgação/AC Milan)

Sob olhares de Lucas Paquetá, Milan não sai do zero com Torino no San Siro

Promessa brasileira esteve no San Siro e assistiu o empate de seu novo clube; Equipes se mantém nas mesmas posições com o resultado

caio__vinicius
Caio Vinicius
ac milanG. Donnarumma; Calabria, Abate, Zapata, Rodriguez; Suso, Kessie, Bakayoko, Calhanoglu (71' Castillejo); Higuain, Cutrone.
torino-fcSirigu; Izzo, Nkoulou, Djidji; Aina, Rincon, Baselli (81' Lukic), Meitè, Ansaldi (90' Berenguer); Iago Falque (69' Zaza), Belotti.
INCIDENCIASPartida válida pela Serie A, Campeonato Italiano, e disputada no San Siro, em Milão.

Neste domingo (9), o Milan recebeu a visita do Torino no San Siro, em partida válida pela décima quinta rodada da Serie A. O time rossonero teve uma atuação abaixo do esperado e não conseguiu transformar as poucas chances que teve em gol. Porém, a atuação de Donnarumma foi destaque, com o arqueiro de 19 anos salvando a pele de sua equipe. 

Antes da bola rolar, o centro das atenções foi Lucas Paquetá. O meia, que está acertado com o Milan, chegou a Itália no último sábado (8) e deve ser anunciado em seu novo clube durante os próximos dias. De acordo com as mídias brasileiras, Paquetá foi vendido pelo Flamengo por R$ 35 milhões de euros.

Quem começou com as ações foi o Torino, trabalhando jogadas pelas laterais do campo. Apenas 5 minutos e Donnarumma foi obrigado a trabalhar. Levantamento feito na área e Iago Falqué subiu livre para cabecear, mas o goleiro italiano fez defesa espetacular.

O time da casa só foi ameaçar de verdade aos 32. Após bom passe de SusoHiguaín mandou uma bomba, mas a bola bateu no defensor e respingou com Cutrone, que finalizou de primeira para a defesa de Sirigu.

Aos 41, mais Torino no ataque. Finalização de Belotti da entrada da área e Zapata apareceu pra desviar. A bola raspou o travessão antes de sair para escanteio. Na cobrança, levantamento feito, mas a defesa milanista tirou.

Na etapa complementar, a postura do time rossonero pouco mudou efetivamente. A equipe ainda tinha dificuldades para criar ocasiões de perigo, principalmente devido as atuações ruins dos meio-campistas no San Siro.

Aos 56, a Granata voltou a surgir bem na frente, em mais uma jogada de elevação. Após falta de Calhanoglu, Aina cruzou na área e Falque apareceu mais uma vez para cabecear. O espanhol testou torto e a bola saiu.

Faltando 10 minutos para o fim, a equipe mandante teve boa chance de fazer o primeiro. Ótima contra-ataque puxado por Castillejo, que deixou com Suso, mas o espanhol finalizou na rede pelo lado de fora. Boa trama dos conterrâneos.

Seis minutos depois, saiu a oportunidade que o Milan necessitava para abrir o placar. Castillejo recebeu na esquerda, ajeitou com o pé direito e fez o cruzamento. O francês Bakayoko dominou dentro da área, protegeu, tocou para Kessié, que deixou Cutrone livre com um passe de letra, mas o jovem atacante bateu muito mal e perdeu uma chance inacreditável.

Mas não parou por aí. Já nos acréscimos, outra chance boa para o time da casa. Mais uma levantamento feito, dessa vez por Kessie, com a bola desviando em Higuaín e quase entrando, mas Djidji tirou. Fim de jogo e placar melancólico para os dois times.

Com o resultado, a Diavolo segue na quarta colocação, com 26 pontos, enquanto o Toro permanece na sexta posição, com 22 pontos e fora da zona de classificação para a UEL. 

VAVEL Logo

Itália Notícias