Em jogo repleto de emoções, Roma bate Genoa de virada e se recupera na Serie A
(Divulgação/Roma)

Em jogo repleto de emoções, Roma bate Genoa de virada e se recupera na Serie A

Confronto contou com cinco gols e virada marcada por um golaço no segundo tempo; Giallorossi volta a vencer após cinco partidas

caio__vinicius
Caio Vinicius
AS RomaOlsen; Fazio, Manolas, Juan Jesus; Florenzi, Cristante, N'Zonzi, Kolarov; Cengiz Ünder, Zaniolo, Kluivert.
genoa-cfcRadu; Biraschi, Romero, Zukanović; Rômulo, Hiljemark, Sandro, Bessa, Lazović; Piątek, Kouamé.
Placar0-1, min. 16, Piatek. 1-1, min. 31, Fazio. 1-2, min. 33, Hiljemark. 2-2, min. 45, Kluivert. 3-2, min. 59, Cristante.

Jogando em casa, no Estádio Olímpico, a Roma garantiu três pontos importantes para se recuperar na Serie A. Neste domingo (16), o time recebeu a visita do Genoa e em um jogo cheio de reviravoltas, fizeram o mando de campo valer, vencendo de virada por 3 a 2.

O resultado permite que a Giallorossi volte a encostar nas colocações continentais, após um período de três partidas sem vencer na liga e a pressão sofrida pelo elenco. A equipe chega aos 24 pontos, indo para a sexta posição. Por outro lado, o Rossoblú permanece muito próximo da zona de rebaixamento, no décimo sexto lugar e com 16 pontos, três a frente do primeiro da degola.

Ambos os clubes voltam aos gramados no sábado (22), por mais uma rodada do campeonato italiano. Ao 12h (horário de Brasília), a equipe de Gênova enfrenta a Atalanta em casa, no Estádio Luigi Ferraris. No outro lado, o time da capital visita a Juventus, em Turim, ás 17h30 (horário de Brasília), em importante confronto.

Primeiro tempo

A oportunidade inicial foi dos donos da casa, com o jovem Zaniolo, aos 16 minutos. O garoto arriscou de longa distância e Zukanovic desviou pra escanteio. N'Zonzi cobrou o tiro de canto, mas a defesa conseguiu afastar e permitindo o Gênoa sair em contra-ataque. Após troca de passes, a bola ficou com Hiljemark que bateu da entrada da área. O chute saiu na direção de Olsen, mas o goleiro da Roma não segurou e Piatek surgiu em frente ao gol pra empurrar. 

Com o 1 a 0 para os visitantes no placar, a situação do comandante da Giallorossi, Di Francesco, se complicava ainda mais. Sua equipe tentou ensaiar uma pressão após o gol sofrido, mas as tentativas seguidas de Fazio não foram as redes. A primeira em um cabeceio e a segunda em um chute de voleio, que saiu torto.

Entretanto, quem acredita sempre alcança. Falta em Under próximo a lateral direita e Florenzi na cobrança. O lateral fez o levantamento na área, a defesa tentou tirar, mas a bola sobrou para Fazio mandar pro gol aos 31 minutos. Empate sofrido, mas merecido dos donos da casa, principalmente pela insistência do zagueiro argentino.

A alegria, porém, durou cerca de três minutos. Momentos depois, em bola parada. Cobrança de escanteio feito pelo lado esquerdo, testada de Sandro pro meio da área e Hiljemark, completamente sozinho, fez o segundo do Gênoa.

A partida era tensa na capital e as duas equipes faziam questão de ir ao ataque. O time mandante chegava com perigo, mas o último toque estava em falta no lado romanista. Bom para o Genoa, que aproveitou bem os contra-ataques e as recomposições ruins da defesa adversária.

Até que aos 45 minutos, Kluivert resolveu acabar com a empolgação da Rossoblu. O holandês arriscou pelo meio até chegar na entrada da área e chutou rasteiro, no canto, pra igualar tudo novamente. Foi o primeiro gol do jovem jogador na Serie A.

Segundo tempo

Na volta para a etapa complementar, um susto com apenas cinco de bola rolando. Após receber bom passe por elevação, Lazovic bateu bonito e fez o terceiro do Genoa, mas a equipe romanista reclamou de uma posição irregular do atacante. O árbitro consultou o VAR e negou o gol.

Bom para a Roma, que se concentrou novamente em virar a partida. E conseguiu. Bola de Cristante no meio, ele tabelou com Kluivert, que fez a devolução de cabeça e o camisa 4 italiano finalizou de primeira para dar a virada a equipe giallorossi. Explosão no Olímpico.

A partir daí, o time de Di Francesco começou a administrar o resultado, para não sofrer do mesmo mal das últimas partidas. O time visitante parecia ter perdido o fôlego e encontrava dificuldades para deslanchar novamente na frente.

Aos 80, o lateral Kolarov obrigou o goleiro Radu a fazer boa defesa e jogar a bola para escanteio. Ela ainda bateu na trave antes de sair. A resposta veio sete minutos depois. Autor do primeiro gol, o atacante polonês Piatek partiu em alta velocidade, entrou na área e bateu, mas Olsen pegou com facilidade.

Já nos acréscimos foi a vez de Pandev criar uma chance para a equipe de Gênova. Cruzamento feito e o experiente atacante emendou uma bomba de perna direita, mas a bola tomou efeito e saiu. Fim de jogo e vitória emocionante da Roma em casa.

VAVEL Logo