Southampton vence Arsenal e alcança primeira vitória no Campeonato Inglês
Créditos: Southampton FC/Twitter Oficial

Southampton vence Arsenal e alcança primeira vitória no Campeonato Inglês

Na estreia de Hasenhüttl, Saints fazem milagre na frente de seu torcedor e dão primeiro passo para deixar a zona de rebaixamento

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

O desesperado Southampton recebeu o Arsenal em Saint Mary’s em outra tentativa de livrar-se das últimas colocações da tabela. O clube do extremo-norte da Inglaterra entrou em campo com humilhantes 9 pontos ganhos em 16 jogos disputados pela Premier League. Já o Arsenal vive uma fase completamente diferente, situando-se em 5º na classificação geral e se dando o chance de escalar vários reservas contra os Saints fora de casa.

Nem sequer o fator casa vinha ajudando o time da cidade de Southampton, que estreava seu novo treinador na partida, o austríaco Ralph Hasenhüttl. Na competição, os Saints não ganharam nenhum jogo como mandante, número bem preocupante para seu torcedor, que espera que Hasenhüttl mude a fraca trajetória do time na metade para frente da temporada.

O recém-chegado treinador optou por um esquema com 5 defensores, 2 volantes de ofício, 1 meia-armador e um centroavante para encarar os Gunners. O destaque da equipe vinha sendo Danny Ings, atacante que começou a partida com 4 gols no torneio de pontos corridos.

Do lado do Arsenal, comandado pelo espanhol Unai Emery, o time era bastante mesclado entre titulares e reservas, com direito a alguns detalhes curiosos. Xhaka era uma delas, já que o volante atuou como um terceiro zagueiro pelo lado esquerdo no jogo de hoje. Além do suiço, Emery também usou uma base com 5 defensores, 2 volantes e 3 atacantes que flutuavam bastante e trocavam as posições. A atenção estava toda voltada para Lucas Torreira, volante uruguaio de 22 anos e que vive uma fase brilhante nos últimos jogos do time londrina, tendo garantido a titularidade absoluta no meio-de-campo graças a suas boas atuações.

Diferentemente do que se podia ver nos últimos jogos da equipe do Southampton, a equipe finalmente começava uma partida agredindo o time adversário. E foi assim contra o Arsenal nos primeiros 20 minutos de jogo. A intensidade dos Saints era impressionante, e o Arsenal tentava aproveitar os contra-ataques em alta velocidade para fazer pressão nos Saints. O jovem Armstrong teve as duas primeiras chances de gol para o time da casa, ambas pelo lado esquerdo do ataque. Mas foi o Arsenal quem teve a primeira chance clara de gol, em jogada de Aubameyang - aos 5 minutos de jogo- após o atacante chutar em cima do goleiro McCarthy na grande área, o que assustou os torcedores mandantes.

Em decorrência da alta intensidade ofensiva do Southampton, porém, o lateral-esquerdo Targett deu um belíssimo cruzamento e encontrou Ings na pequena área para marcar o primeiro do jogo, aos 19 minutos de partida. Foi o 6º gol marcado pelo camisa 9 dos Saints na temporada, se somando todas as competições disputadas. Era a grande chance do torcedor da equipe sulista de ver seu time alcançando a 2ª vitória no torneio.

Mas o castigo veio cedo para o time da casa. Em mais uma boa jogada de ataque em velocidade pelo lado esquerdo do ataque do Arsenal, Monreal foi lançado por Iwobi, cruzou na entrada da área e encontrou o armênio Mkhitaryan para empatar o jogo no Saint Mary’s Stadium, aos 27 minutos.

E a virada dos Gunners quase saiu no minuto seguinte, após Bednarek cortar uma bola cruzada que sobraria com tranquilidade para Aubameyang marcar o segundo do Arsenal na partida. O script da partida tinha voltado completamente contra o time da casa, que pouco conseguia fazer após o “baque” com o empate. O Arsenal detinha grande parte das decisões importantes na partida, mas pouco conseguia tirar de positivo de seus atacantes quando tinham a bola lá na frente.

O final do primeiro tempo reservou várias emoções para a partida. Aos 43, em nova bola levantada na área, Danny Ings subiu mais que Koscielny e fez outro de cabeça para desempatar a partida mais uma vez. O 2 a 1 vinha na melhor hora possível para o Southampton, que era inferior no jogo no momento do gol. Vale destacar a presença de Ings que, mesmo após 5 jogos de fora, voltou com tudo e foi o jogador mais fundamental dos Saints na partida. E assim as duas equipes voltaram para o intervalo. No total, a equipe da casa deu 9 tentos a gol contra apenas 3 dos londrinos. A posse de bola, porém, era de mais de 60% para o Arsenal, mas que não conseguia ser tão efetivo quando tinha a bola no ataque.

O jogo retornou com tudo. Logo no primeiro minuto da segunda etapa, o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang chutou a queima roupa nas pernas do goleiro McCarthy e perdeu uma claríssima chance de igualar no placar. o Arsenal já amassava o Saints tentando voltar ao jogo de vez. Com Lacazette no lugar de Bellerín, os Gunners responderam mais uma vez de forma rápida: aos 7 minutos, com participação do jogador francês, Henrikh Mkhitaryan arriscou de fora da área e contou com muita sorte para marcar, já que a bola desviou em Vestergaard antes de entrar. O 2 a 2 no placar simbolizava o bom jogo que se podia ver dentro de campo. Apesar dos diversos erros individuais defensivos por parte dos 2 times, os ataques se mostravam bem atentos. Até a metade da segunda parte do jogo, o jogo dos 2 times ficou mais aberto e, consequentemente, mais perigoso para os times. Hasenhüttl optou por sacar o artilheiro Danny Ings e botar Austin em seu lugar. Charlie Austin, por sua vez, tinha um ótimo aproveitamento nas últimas partidas em que esteve em campo contra o Arsenal, marcando 4 gols em 4 jogos.

Aos 34’ do segundo tempo veio outro susto para os torcedores das duas equipes. Em novo levantamento na área, Yoshida subiu mais que a zaga do Arsenal e forçou Leno a praticar uma defesa incrível. A bola ficou no chão e, no “pé-de-ferro” entre Long e defensores do time londrino, a bola acabou entrando. Em seguida, entretanto, o árbitro assinalou o impedimento do atacante do Southampton, para desespero do torcedor presente no estádio e do treinador Ralph Hasenhüttl.

Até o final da partida foram as bolas “chuveiradas” na área que predominaram. Em mais uma dessas jogadas, num contra ataque mortal puxado no lado direito do ataque dos Saints, Shane Long cruzou no “segundo pau” para Austin, que apenas encostou na bola para marcar, já que o goleiro alemão Leno foi muito mal na jogada e furou a bola na tentativa de alcançar o cabeceio de Austin. Faltando pouco mais de 5 minutos para o final do jogo, saía o gol da vitória do Southampton, um milagre para seu torcedor.

A vitória contra o Arsenal servia para o torcedor do Southampton sonhar com um recomeço de planos na Premier League e para o time deixar a zona de rebaixamento, o que culminou com a chegada de Ralph Hasenhüttl como treinador do clube, conseguindo os primeiros 3 pontos da equipe na competição. Com a vitória, a equipe do sul da Inglaterra chegou aos 12 pontos e dependia da derrota de seus concorrentes diretos na parte de baixo da tabela para deixar o rebaixamento já nesta rodada.

MEDIA: 3VOTES: 1
VAVEL Logo

    Inglaterra Notícias