Fiorentina aumenta crise do Milan e vence primeira fora de
casa na Serie A
Foto: Divulgação/ACF Fiorentina

Fiorentina aumenta crise do Milan e vence primeira fora de casa na Serie A

Chiesa, no único chute certo da Viola em todo o jogo, marcou o gol da partida em San Siro; Rossoneri não vencem a quatro jogos e deixam zona de UCL

bruno-da-silva
Bruno da Silva
AC MilanG. Donnarumma, Abate (Conti, min. 83), Zapata, Romagnoli, Rodríguez; Calabria, Mauri (Cutrone, min. 68), Calhanoglu; Suso, Castillejo (Laxalt, min. 68), Higuain. Técnico: Gennaro Gattuso
FiorentinaLafont, Milenkovic, Pezzella, Vitor Hugo, Biraghi; Veretout, E.Fernandes, Benassi (Laurini, min. 86); Mirallas (Gerson, min. 62), Chiesa, Simeone (Pjaca, min. 88). Técnico: Stefano Pioli
Placar0-1, min. 73, Chiesa
INCIDENCIASPartida válida pela 17ª rodada da Serie A Tim 2018-19, no Stadio San Siro, em Milão, Itália

O Milan está cada vez mais sob pressão. Após a eliminação na Europa League, o time rossonero perdeu para a Fiorentina por 1 a 0, em casa, pela 17ª rodada da Serie A. Chiesa marcou aos 28 do segundo tempo o único gol no San Siro neste sábado (22). A Viola, que conquistou sua primeira vitória fora de casa no Italiano, ainda quebrou um jejum de cinco anos sem vencer o rival em Milão.

A primeira etapa foi de superioridade clara do Milan. A Fiorentina teve 40% de posse de bola, três finalizações, nenhuma delas na direção do gol, e foi praticamente inofensiva durante os 45 iniciais. Mesmo sem estar em um dia absolutamente inspirado, o time rossonero conseguiu cinco finalizações, três certas, e esteve bem mais perto do gol, principalmente com a participação de Çalhanoglu. Logo aos dois, o turco recebeu de Suso na meia-lua e arriscou chute de primeira. A bola desviou em Milenkovic, mas Lafont segurou firme.

Aos 17, Çalhanoglu tabelou com Suso na quina da área, trombou com Milenkovic e a bola se ofereceu para o turco, que bateu forte, porém à direita do gol. Diante de um adversário com uma postura conservadora, o Milan teve dificuldades para chegar ao gol rival, até pelo número de erros de tomada de decisão no campo de ataque.

Mesmo em um jogo de baixa intensidade, algumas chances esporádicas apareceram para o Milan. Aos 29, após corte ruim de Fernandes, a bola sobrou para Rodríguez, que encheu o pé no rebote e exigiu boa defesa de Lafont. Já na reta final da primeira etapa, aos 42, Calabria foi à linha de fundo, cruzou para trás e encontrou Çalhanoglu, que limpou a marcação e bateu tirando do goleiro, porém Milenkovic tirou praticamente em cima da linha para salvar a Fiorentina e manteve o 0 a 0 para o intervalo no San Siro.

A segunda etapa se manteve com um panorama parecido. O Milan manteve a posse de bola praticamente no mesmo patamar e a Fiorentina apostava nos contra-ataques, mesmo sem muita eficiência. Aos sete, Suso fez grande jogada individual pela direita, deixou dois jogadores para trás e, mesmo sem ângulo, bateu para o gol, mas parou em Lafont.

O goleiro da Fiorentina foi peça essencial em San Siro. Aos 12, após cruzamento da direita, Higuaín apareceu no meio da defesa e cabeceou no canto, porém Lafont apareceu novamente. Gennaro Gattuso tentou aumentar o poder de fogo da equipe, mudando inclusive o esquema tático, após entradas de Cutrone e Laxalt nas vagas de Castillejo e Mauri.

Com o tempo passando e a pressão no San Siro aumentando, o Milan sofreu o que parecia improvável. Aos 28, Chiesa partiu da esquerda para dentro, deixou Calabria para trás e arriscou de fora da área, mandando no canto de Donnarumma e fazendo 1 a 0. Foi o único chute certo da Fiorentina em sete totais durante toda a partida.

O nervosismo no Milan só aumentou e as chances, que já não eram muitas, diminuíram ainda mais. A Fiorentina conseguiu administrar bem o tempo e o placar com tranquilidade. Aos 39, depois de bola cruzada com muita categoria por Suso, Rodríguez subiu para cabecear e Lafont se esticou para evitar o empate. Os mandantes tentaram uma pressão na reta final, principalmente com bolas alçadas, mas a Viola segurou o placar e aumentou os protestos para cima do Milan.

Com a derrota, o Milan cai para o quinto lugar, com 27 pontos, deixando a quarta colocação, que dá vaga à Uefa Champions League, com a Lazio. A Fiorentina, com a segunda vitória consecutiva, sobe ao sétimo lugar, com 25.

As duas equipes voltam a campo já na quarta-feira (26). O Milan viaja para enfrentar o vice-lanterna Frosinone, às 9h30, enquanto a Fiorentina recebe o Parma, às 12h. Jogos no horário de Brasília.

VAVEL Logo