Joshua King marca dois e Bournemouth goleia Chelsea pela Premier League
(foto: reprodução//Twitter AFC Bournemouth)

Joshua King marca dois e Bournemouth goleia Chelsea pela Premier League

Os blues foram derrotados pelo placar de 4 a 0 e o argentino fez partida apagada

samueljmsoares
Samuel Soares

Nesta quarta-feira (30), o Chelsea foi até Bournemouth para tentar uma vitória na estreia do atacante Gonzalo Higuaín e foi surpreendida pelo time da casa. Os blues sofreram uma grande derrota pelo placar de 4 a 0, no Dean Court, pela 21ª rodada da Premier League. Brooks, Daniels, e Joshua King, duas vezes, marcaram os gols. 

O jogo começou com um susto para o brasileiro David Luiz. O atacante da equipe da casa tentou um chute da entrada da área e acertou a cabeça do jogador, que desabou, mas foi apenas um susto. A postura dos Cherries eram de esperar as ações ofensivas dos visitantes para tentar uma chance, entretanto as linhas defensivas estavam sendo facilmente superadas pelo poder de ataque da equipe de Sarri.

Aos 6 minutos, o Chelsea acertou o travessão do goleiro Boruc e quase abriu o placar. Na sequência, Hazard tentou o chute de fora da área mas chutou em cima do arqueiro adversário. A equipe de Londres começaram o duelo com bastante intensidade, mas não conseguiam finalizar com tanta frequência.

As bolas pouco chegavam ao estreante Higuaín, que não tinha muito espaço para trabalhar entre os zagueiros adversários. O time de Sarri trabalhava a bola principalmente pelas laterais, buscando oportunidades para levantar a bola na área ou fazer inversões de jogo que quebrassem as linhas de defesa do clube da casa. Em uma dessas chegadas, Pedro teve a chance de fazer o drible e finalizar, mas o Boruc mais uma vez não teve trabalho para defender.

Já a grande chance do time da casa foi apenas aos 34 minutos, após bola levantada na área, o garoto Brooks cabeceou fraco e o goleiro Kepa fez boa defesa. O mesmo jogador teve outra oportunidade. Puxou rápido contra-ataque e finalizou obrigando o goleiro dos Blues a defender mais uma.

Apesar de toda a intensidade, e das duas equipes terem conseguido jogar na primeira etapa, nenhuma conseguiu balançar as redes do adversário. Os 45 minutos iniciais terminaram no 0 a 0, mas com diversas oportunidades criadas. O Chelsea foi superior, pela obrigação de conquistar a vitória, mas o time da casa conseguiu criar boas chances.

Logo com dois minutos de jogo da segunda etapa, a equipe da casa abriu a partida depois de bela jogada trabalhada pelo lado esquerdo.  King balançou as redes depois de receber passe na entrada da área. A necessidade da vitória claramente o desespero tomar conta dos blues após sofrer o gol. A equipe passou a jogar com todos os jogadores depois da linha do meio de campo, mas seguia trocando passes para inverter o lado da jogada, mas sem sucesso.

A falta de efetividade dos Blues obrigou Sarri a mexer no time, aos 60'  Willian entrou no lugar de Pedro, que não fez boa partida. O Bournemouth ocupava apenas o primeiro quatro do seu campo, mas em uma chance única fez 2 a 0 em belo contra-ataque. David Luiz errou um passe no meio de campo e entregou a bola ao adversário. E logo após o gol, o estreante Higuaín foi substituído pelo francês Giroud.

O Chelsea perdia por dois gols de desvantagem e não conseguia fazer pressão no adversário. A posse de bola estava bastante equilibrada aos 70 minutos e o jogo parava a todo momento com diversas faltas, ou seja, o jogo ideal para a equipe que estava na frente do placar.

As mudanças não surtiram efeito nos visitantes, e pior, o time dava mais espaço para o mandante jogar. Em mais um contra-ataque o Bournemouth fez 3 a 0 com King. O resultado do confronto ainda se tornou maior com um gol dos mandantes no último lance da partida. A equipe de Londres não conseguiu desenvolver nenhum tipo de reação mesmo com as substituições efetuadas por Sarri e foi inferior durante todo o segundo tempo.

Na próxima rodada o Bournemouth enfrenta a equipe do Cardiff City, fora de casa. Já o Chelsea recebe o Huddersfield Town em Stamford Bridge.

VAVEL Logo