Tottenham abre grande vantagem contra Dortmund e se aproxima das quartas da UCL
Reprodução/Tottenham 

Tottenham abre grande vantagem contra Dortmund e se aproxima das quartas da UCL

Com um segundo tempo praticamente impecável, o time de Mauricio Pochettino conseguiu três gols em boas jogadas construídas por sua equipe e leva um bom resultado para a Alemanha

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Na primeira “perna” das oitavas-de-final da Champions League, o Tottenham recebeu o gigante Borussia Dortmund em Wembley em busca de conseguir um bom resultado antes de viajar até a Alemanha. Era, na prática, com toda certeza o jogo de maior equilíbrio dessa fase de oitavas de final.

Poderia ser muito mais atrativo não fossem as diversas lesões nas duas equipes. Marco Reus, Paco Alcacer, Julian Weigl and Lukasz Piszczek desfalcaram a equipe alemã; enquanto Harry Kane, Vincent Janssen, Dele Alli e Ben Davies foram as ausências dos Spurs.


Com ótimos números em sua “casa provisória” - o Wembley - enquanto o Tottenham Stadium ainda não foi liberado para a torcida do time do norte de Londres, Mauricio Pochettino e seus jogadores batem mais de 70% de aproveitamento no palco utilizado pela seleção inglesa e pretendia confirmar isso dentro de campo contra o Dortmund.

O equilíbrio da partida ficou explícito desde o seu início. As equipes se estudavam em campo, aguardavam o adversário sair e utilizavam toda a largura do campo para marcar e atacar. Já aos seis minutos, Lucas Moura quase marcou um golaço para os Spurs, pegando uma bola sem deixá-la cair na entrada da área.

Daí em diante foi o Dortmund quem dominou as ações de ataque no jogo. Pulisic tentou de longe por duas oportunidades. Na marca dos 19’ da primeira etapa, o belga Witsel também tentou um forte chute que foi parar direto nas mãos de Lloris.

Com 34 minutos, foi a vez de Delaney forçar o goleiro francês a espalmar para o lado direito do gol e aliviar o perigo. Faltando pouco mais de dez minutos para o final do primeiro tempo, as estatísticas apontavam o completo equilíbrio nos números, apesar da maior objetividade do Dortmund. Foram quatro chutes para cada lado e 53% contra 47% de vantagem na posse de bola para a equipe da casa.

No minuto 44, Zagadou recebeu na pequena área, cabeceou em cima do zagueiro Foyth e a bola sobrou com perigo para Lloris tirar a bola do perímetro da área do Tottenham. E os times foram para o intervalo com o 0 a 0 no placar.

Já no primeiro minuto do returno da partida, os Spurs voltaram completamente ligados e roubaram uma bola no lado direito da defesa do Borussia Dortmund, Vertonguen cruzou e encontrou Son livre na área para voleiar e marcar um belo gol para o Tottenham. Era a situação perfeita para um início de segundo tempo para o time londrino, que deixou bastante a desejar na primeira etapa.

Em seis jogos do sul-coreano pela Champions League, esse foi o primeiro gol marcado pelo atacante, que tem 15 gols e 9 assistências em 31 jogos disputados em toda a temporada, média bem significativa.


O gol claramente abalou a equipe de Lucien Favre, que não conseguiu ser a mesma equipe do final da primeira etapa, bastante intensa e exigindo muito trabalho da zaga do time alemão. Com 14 minutos da segunda marcados no placar, Zagadou deu um corte providencial no cruzamento de Eriksen para evitar que a bola chegasse na segunda trave e o segundo gol da equipe inglesa saísse.


A pressão do Tottenham era gigantesca sobre o Dortmund, que simplesmente não conseguia trabalhar a bola sem dar espaços significantes para o time da casa. Os Spurs não deixam a equipe visitante ter liberdade, avançando bastante suas linhas quando estão defendendo e obrigando o meio-de-campo do Borussia a soltar a bola com pressa.

Eriksen vinha o sendo o jogador que mais incomodava os alemães, atrás apenas de Son. O meia dinamarquês encontrava os espaços que necessitava na zaga adversária com muita facilidade.

Com 30’ de segundo tempo, Lucas arriscou um rebote na grande área e quase marcou para o Tottenham, não fosse a interceptação do lateral Hakimi.

Faltando pouco menos de 10 minutos para o final da partida, Aurier colocou a bola com perfeição nos pés do zagueiro Vertonguen, que atuou como um centroavante bem colocado para finalmente marcar o segundo gol do time da casa. Tottenham 2, Dortmund 0 em Wembley.

Aos 40 minutos saiu o terceiro dos Spurs. Eriksen bateu um escanteio com perfeição na cabeça do espanhol Llorente - que havia acabado de entrar na partida - e deixou o Tottenham com uma imensa vantagem dentro de casa. Com muita raça e sob o aplauso de seu torcedor, o juiz encerrou a partida de três gols em Londres.

Foi um cenário bem impensável para quem viu o primeiro tempo em Wembley. Os 45 minutos iniciais foram de domínio completo do Dortmund. Os alemães, entretanto, não foram efetivos o bastante para marcarem um gol (que seria essencial) fora de seus domínios.

No final das contas o resultado acabou sendo “justo” para o Tottenham, que foi muito feliz nos contra-ataques que teve e aplicou muito bem toda a sua agressividade ofensiva para cima do time alemão. O segundo jogo entre as equipes será no dia 5 de março no Signal Iduna Park, casa do Borussia Dortmund. O time inglês carrega uma enorme vantagem para  a volta.

VAVEL Logo