BATE Borisov "fecha a casinha" e aproveita chance contra o Arsenal pela Europa League
Bielorrussos comemorando o gol de Stanislav Dragun (Foto: UEFA)

BATE Borisov "fecha a casinha" e aproveita chance contra o Arsenal pela Europa League

Jogando em casa, os bielorrussos fizeram bem o dever de casa: não cederam à pressão inglesa e com um gol de bola parada venceram a ida das 16 avos

leo_silva997
Leonardo José

No frio de -1º grau da Bielorrússia, o favorito Arsenal visitou o BATE Borisov pela partida de ida de 16 avos da Europa League. O enredo muitos já previam: ataque contra defesa. Mas, poucos apostavam numa vitória dos mandantes. O que aconteceu pelo placar mínimo de 1 a 0, após os auri-azuis passarem ilesos pela pressão londrina.

Mesmo jogando fora de casa, foi o Arsenal quem dominou as ações durante todo o primeiro tempo. Nos 15 minutos iniciais, Mkhitaryan, Mustafi, Xhaka e Lacazette já tinham finalizado ao gol do BATE. Os donos da casa "fecharam a casinha" e jogavam no contra-ataque. Aos 12, Skavysh chutou pela primeira vez contra a meta do goleiro Cech.

Durante toda a metade inicial, o Arsenal "martelava" a área dos auri-azuis, que afastavam o perigo por ter um esquema defensivo sólido. A "bola vadia" que o BATE Brisov tanto esperava apareceu um pouco antes do intervalo, aos 44 minutos. Stasevich, em cobrança de falta entre a quina da grande área e a linha lateral, mandou a bola na cabeça de Stanislav Dragun, que testou para o fundo das redes de Petr Cech (1 a 0). O arqueiro tcheco pulou, mas por pouco não fez a defesa no meio do gol.

Com 4 finalizações contra 11 e uma posse de bola de 29%, os bielorrussos terminaram o primeiro tempo sabendo que foram eficientes e que barraram a superioridade londrina.

Tradução: Segunda metade vem aí. Você manteria nosso lado igual ou faria substituições? E se sim, quem deve ser posto primeiro?

A segunda etapa começou com o Arsenal afoito para empatar. Os ingleses até conseguiram balançar as redes, aos 11', mas o gol feito por Lacazette foi anulado pelo árbitro Srdjan Jovanovic, por impedimento após passe de Kolasinac. Após isso, a pressão dos Gunners continuou a medida em que os auri-azuis iam se defendendo.

Sem chegar ao gol, a impaciência tomou conta dos jogadores visitantes. Tanto é que aos 40 minutos, Lacazette tomou o primeiro cartão vermelho de sua carreira ao dar uma braçada em Filipovic, que acabara de cometer-lhe uma falta. No mais, já sem uma das armas ofensivas, o Arsenal perdeu forças e apito final... perdeu o jogo!

Tradução: Esse é o sentimento de quando você vence o Arsenal.

Agora, sem rodada de suas ligas nacionais no próximo final de semana,  Arsenal e BATE Borisov voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (21), às 14h55 (hora de Brasília), em Londres. Os bielorrussos podem empatar ou até perder por um gol de diferença, desde que marque ao menos um gol, para se classificar diretamente.

VAVEL Logo