Maurizio Sarri lamenta derrota em casa e eliminação do Chelsea na FA Cup
(Foto/divulgação:chelseafc.com)

Maurizio Sarri lamenta derrota em casa e eliminação do Chelsea na FA Cup

Treinador destacou que seu time até foi superior em alguns momentos na partida, mas que a diferença foi não ter balançado as redes do Manchester United; italiano ainda falou sobre o relacionamento com os jogadores e com os torcedores

andreandrade
André Andrade

Na derrota para o Manchester United, por 2 a 0, na noite de ontem (18), o Chelsea foi eliminado da Fa Cup e amarga mais um resultado negativo na temporada.

O momento delicado da equipe de Maurizio Sarri faz com que a torcida já questione o trabalho do italiano. Sobre a partida, o técnico destacou o bom rendimento dos blues na primeira etapa mas lamentou o revés.

"Acho que com o resultado fomos infelizes porque no primeiro tempo jogamos melhor que o adversário e no final do primeiro tempo foi 2 a 0. No segundo tempo, foi muito difícil de jogar. Eles são uma equipe muito física e defendeu baixa e compacta. Jogamos futebol confuso no segundo tempo, mas no primeiro tempo jogamos bem", disse o treinador que ainda acrescentou.

"Precisamos ser mais agressivos e determinados com situações em nossa caixa e na área adversária, porque a diferença estava lá. Jogamos 78 bolas na área adversária e o United jogou apenas 16 na nossa, mas o resultado foi 2 a 0, então essa foi a diferença", finalizou.

Questionado sobre a forma do time jogar, Maurizio disse que o time precisa ter uma movimentação maior para criar mais espaço e, consequentemente, mais jogadas. Ponderou que é importante jogar com a bola e sem ela, mais ainda.

"Não completamente no momento porque, especialmente em uma situação como a segunda metade, temos que mover a bola mais rápida e mentalmente. Precisamos de mais movimentos sem a bola e menos ações individuais. Quando você tem espaços, claro, você pode ter ações individuais, mas quando a situação é como a segunda metade, precisamos mover a bola mais rápido e precisamos de mais movimento sem a bola, caso contrário, é impossível marcar", explicou.

Em consequência a isso, é normal também criar uma polêmica com a relação do comandante e os jogadores. Mas é claro que Sarri fez questão de tirar qualquer tipo de possibilidade relacionado à isso. O italiano explicou que a união com os atletas é positiva mas o que importa são os resultados.

"Acho que sim. Claro que não tenho certeza, mas acho que sim. Eu acho que a situação com os jogadores é muito boa em termos de relacionamento, mas isso não é tão importante. O importante é jogar e obter bons resultados, mas meu relacionamento com os jogadores no momento é bom", completou Sarri.

Entretanto, alguns torcedores já não veem o técnico como uma figura sólida no clube. A relação com os fãs do Chelsea já não é das melhores por conta dos resultados negativos nos últimos jogos, que além da eliminação para o United, o time ainda tenta digerir a goleada sofrida pelo City pela Barclays premier league. Sobre essa relação, Sarri ponderou.

"Estou preocupado com os resultados, não com os fãs. É claro que posso entender a situação e posso entender nossos torcedores porque o resultado não foi bom e estamos fora da FA Cup, mas estou preocupada no momento com nossos resultados. É muito fácil (criar um sentimento mais positivo). Se conseguirmos vencer três ou quatro partidas seguidas, será muito fácil. É difícil vencer cinco partidas seguidas", afirmou.

E para se reerguer na temporada, os blues tem um desafio bem tranquilo, teoricamente, na próxima rodada do Campeonato inglês. Enfrentam o Brighton, no domingo (24) às 9h, no Stamford Bridge.

VAVEL Logo