Scaloni encara vexame da Argentina com positividade: "Aprenderemos muito" 
Divulgação: AFA/Twitter

Scaloni encara vexame da Argentina com positividade: "Aprenderemos muito" 

Treinador argentino ainda completou que, apesar do jogo “direcionado a Messi”, pôde ver um time tentando se entrosar dentro de campo

gabriel_oandrea
Gabriel Andrea

Em seu sétimo jogo à frente da Seleção Argentina, Lionel Scaloni vem sentindo nas costas a pressão aumentar. Depois de remontar praticamente todo um time com peças de sua confiança (e da maioria dos argentinos), o treinador recém-chegado à AFA sofreu uma nova derrota no comando da seleção nacional de seu país, desta vez para a Venezuela, pelo placar de 3 a 1.

Scaloni garantiu em sua coletiva pós-jogo que o novo sistema de jogo não tem nada a ver com os gols levados contra a Venezuela:

“Vendo os gols (que levou a Argentina), a linha de 3, 4 ou 5 não tinha nada para fazer. Não é uma questão de sistema, mas sim uma questão de atitude. Isso nos faltou na noite de hoje”.

Xará de Scaloni, Lionel Messi foi um dos poucos jogadores que estiveram em campo durante os 90 minutos e agregaram bastante à seleção argentina. A partida do camisa 10 agradou o treinador:

“As situações que geramos de perigo foram quase todas em decorrência do desequilíbrio de Messi [...] Este jogo nos ajudou justamente a ver como eles (os jogadores) se associavam a seu estilo de jogo”.

Sobre o estilo de jogo rápido da Venezuela, que é treinada por César Farías e que tem uma dupla de ataque bastante poderosa - formada por Rondón e Martínez - Scaloni não poupou elogios:

“Tudo isso serviu para entender como jogaremos contra bons rivais e que temos muitas coisas a melhorar. O melhor é que descansemos por agora”.

Abordado sobre a boa partida de Lautaro Martínez, jogador da Inter de Milão, Lionel Scaloni ficou bastante satisfeito com o desempenho do autor do único gol da seleção na partida:

"Lautaro (Martinez) fez um bom jogo, eu gostei. Ele é um atacante para levar isso em conta."

Bastante questionado sobre a diferença entre o futebol apresentado no primeiro e no segundo tempo de jogo, o treinador da seleção argentina foi bem sucinto ao dizer:

“O segundo tempo nos deixou coisas positivas e o primeiro, negativas [...] Deveríamos ter jogado como no segundo tempo, vamos aprender muito dessa derrota", completou Scaloni.

VAVEL Logo